enxergue seus limites blog.jpg

L.M.Martins a 26 de Setembro de 2016 às 23:39

Em: Aos homens misóginos, a desesperança!

Oi Rodrigo, boa noite! Me chamo L.M e tenho 34 anos. Sou bonita, estou no peso ideal, tenho bom gosto e sou advogada. Trabalho atualmente em escritório com amigos, no qual formamos um grupo de advogados associados. Tenho uma filha linda da raça Shih Tzu que amo muito. Moro sozinha, tenho uma vida relativamente boa. Mas como diz a máxima popular, feliz no trabalho e triste no amor. Assim eu sigo minha vida. Estou dizendo as coisas porque sei que ficará estranho meu email para você e não, não estou te oferecendo meus préstimos como candidata a seu sentimento, mas só quero que me faça entender por que eu não consigo encontrar um cara legal e interessante? O que estou fazendo de errado? Os caras só querem transar, só pensam em sexo. Eu deixo claro que não sou fácil assim e para ter algo comigo tem que ter paciência. Prefiro ficar sozinha a me oferecer assim tão fácil. Gosto de um tipo de homem, não é qualquer um que pode chegar em mim, entende? Detesto caras magros e barrigudos. Se eu me cuido por que ele não pode se cuidar? Sei que sou muito chata com as coisas, mas sou mulher e preciso de um homem que queira algo sério. E sim, eu autorizo você responder pela página principal do seu blog, só peço o favor de me responder o e-mail para que eu tome ciência do seu interesse em responder. Grata.

Respondendo à L.M.Martins:

Cara L.M, obrigado por enviar um e-mail para mim e ter compartilhado suas dúvidas e frustrações. Você enviou o e-mail ainda em setembro, mas não respondi - não muito por falta de tempo, mas por falta de inspiração para responder. Sou assim, funciono por inspiração, até mesmo no sentimento por alguém, se não sinto inspiração nem me pronuncio ou me mexo. Tenho reconfigurado minha maneira de ser depois de ser bastante usado por má fé de muitas pessoas, a quem eu me dava por inteiro e recebia retorno pela metade - quando recebia. A vida nos molda de acordo com a nossa malícia - ou a ausência dela. E para você eu digo a mesma coisa, dou o mesmo exemplo. Veja só, você está com 34 anos, é independente profissional e financeiramente, mas comete erros grotescos influenciados pela novo comportamento psicossomático social, como por exemplo, chamar seu animal de estimação de sua filha. Ainda que seja uma forma "carinhosa" de se referir a um bicho de criação, se equiparar a um animal já começa a emanar uma energia negativa para sua vida, porque a Natureza é certa, é correta, é justa e impiedoza com os seres da Terra. Não há nada que se faça na natureza que a resposta não venha contra quem fez, e isso tanto se reflete no eco-sistema, isto é, no meio ambiente, como na energia que sustenta e mantém tudo à sua volta em harmonia e organizado. Há pessoas que chamam os animais - qualquer um deles - de "ser humaninho" ou de "anjos". Esse comportamento é a decadência dos valores humanos em que o referencial da grandeza humana foi perdido em algum lugar na última década, em que até batalhas judiciais em divórcios para ver quem fica com a guarda do animal de estimação está acontecendo. Quando você declara para o Universo a sua pequenez diante as coisas menores do que sua importância humana, então tudo ao seu redor conspira em seu desfavor. Oras, se você está sozinha e supervalorizando seu bicho de criação como sua filha, a energia sensorial que emana do seu centro físico e emocional se funde com seu senso espiritual e toda a codificação de energia se transforma para atender a sua demanda. Daí começa seu desconforto emocional, porque seu corpo percebe a mudança - por mais silenciosa que tenha ocorrido, e começa, sem que você tenha se dado conta, a lhe incomodar. E veja você, está incomodadíssima. Então vem a fase da confusão emocional, em que você diz: "Eu deixo claro que não sou fácil assim e para ter algo comigo tem que ter paciência", veja bem, você está se lascando a torto e à direita, mas mesmo assim está impondo algo que sequer está acontecendo. Ou seja, desde quando há alguém que esteja tentando ganhar você? Quando você expõe essa afirmativa de que você não é fácil, está parecendo que você não é humana, que tem que ser dominada. Veja só, montar num cavalo selvagem não é fácil, tem que ter paciência, até mesmo numa avestruz não é fácil, mas com paciência vai conseguir. Então, de tanto você "amar a sua filha que é um cachorro", você saiu da sua importância humana e agora é também da mesma espécie do animal: "você não é fácil, mas com paciência consegue-se dominá-la, ou conquistá-la ou seja lá o que for, mas consegue-se". Não bastasse isso, isto é, já não há ninguém querendo você, senão para dominá-la, em que você já se torna difícil, então você diz: "Prefiro ficar sozinha a me oferecer assim tão fácil", bom, olha aí como esta afirmação confirma a força da anterior. Ser dominada cansa, é desgastante, como é desgastante para o bezerro numa vaquejada (que está com seus dias contados no Brasil, graças a Deus), então, se é para ter esse estresse você prefere ficar sozinha. Masss você está enviando seu comentário justamente porque está se sentindo incompleta por estar exatamente se sentindo sozinha. Olha o paradoxo aí! Estou quase acreditando que você não sabe o que quer de verdade. Fica meio que assim: "Olha, Rodrigo, eu quero alguém na minha vida, mas na verdade prefiro ficar sozinha"... aFF... como quer que a Vida conspire em seu favor se você mesma te sacaneia? Decide, oras! Daí você continua a sua autossabotagem: "Gosto de um tipo de homem, não é qualquer um que pode chegar em mim, entende? Detesto caras magros e barrigudos. Se eu me cuido por que ele não pode se cuidar?". Você volta ao valor do seu semelhante, ou seja, por breve momento se reconhece humana também a ponto de dizer "Gosto de ummm tipo de homemmm", aqui você já não disse "um tipo de cachorro ou de gato ou de avestruz", você disse que gosta de um tipo de humano, e isso prova que o seu bicho de criação não é sua filha, mas apenas um animal que você estima em criar e que te faz companhia, enquanto o companheiro que te interessa não ocupa o lugar nos espaços vazios que o pet não pode preencher. Então em seguida destila sua ira, venenos que saem de sua imaginação: "...não é qulquer um que pode chegar em mim, entende?", em que você se coloca como um cálice sagrado, o Graal, sendo que Jesus Cristo, o próprio Deus se permitia chegar n'Ele qualquer pessoa, do famigerado ao soberbo, do bondoso ao cruel, e você se dá ao trabalho de se ocupar com esse conceito. Tudo bem, não estou te comparando a Jesus, que seja Buda, Gandhi sei lá, mas estou dizendo que você já não tem nada, e para quem está sem nada, com nada barganha o nada. Já estaria difícil para conseguir receber a energia de sentimento de alguém, então você piora ainda mais as probabilidades dizendo: "Detesto caras magros e barriguros". Bom, uma mulher que já fora traída em seu relacionamento por ter um marido lindo, estrategicamente olharia para esses caras, rejeitados por você, com bons olhos. Então o seu referencial não justifica um conceito, e sim um estereótipo, já que tanto o magro quanto o barrigudo, se tiverem em você o feedback de valor e sentimento certamente irão buscar ficar melhores e mais compatíveis à sua beleza, e você terá o homem ideal na sua vida, já que você o aceitou como estava e o incentivou a ficar melhor ainda, isto é, além de te dar um sentimento de atenção, carinho e paixão, também lhe dará um corpo cada vez mais bonito e todo entregue para você. E por que os que você se entrega - que certamente são os sarados, bonitos e lindos - só pensam em sexo? Oras, pare para pensar! Os caras também se cuidaram, exatamente como você disse que se cuidou, daí você acha que eles se matariam de tanto prezar a beleza do corpo, além de conquistarem rendimentos financeiros (lícios ou ilícitos) para se entregarem para apenas uma sarada, quando a realidade mostra que há uma demanda de mulheres lindas e deliciosas disponíveis no mercado, solteiras ou casadas, todas misturadas no balaio em que eles podem chegar e pegar sem cerimônia? Claro que você só se tornará mais uma nessa sopa de vaidades! Justamente porque você também faz parte desse segmento de consumidores, em que eles estão dentro de outro balaio e você chega e se serve de igual maneira. Já os magros, os barrigudos estão em embalagens individuais. E você encerra seu diálogo dizendo: "Sei que sou muito chata com as coisas, mas sou mulher e preciso de um homem que queira algo sério". Nisso eu digo a você, sou chato também, mas sou chato até um limite, então enxergue seus limites para que da mesma forma que sua chatice repele homens interessantes para a sua vida, não seja você repelida também. Entretanto, dizer: "...mas sou mulher", isso não é uma afirmação válida para todas as mulheres, isto é, porque é mulher justifica ser chata, pois há tantas mulheres maravilhosas, dóceis, amáveis que com o mínimo esforço conquistam homens maravilhosos, protetores e adoráveis, então o que você disse não condiz com o contexto do seu caso. E homem, minha cara dra L.M, é tudo igual, o que o torna diferente está no valor que você se dá ao dar a ele, por tabela, a mesma importância. Feito isso, a sua energia sensorial transforma o resto. 

Publicado por Rodrih às 18:03 | Link do post
Pontos vermelhos = acessos no mundo!
VISTO POR
fast stats
Get Voip Service
Comentários
Ma ra vi lho so! Td q eu precisava. Grata!
Faz sentido...
É incrível, mas vc "desenhou" a imagem dele. Ele é...
Cuidado com a autossabotagem. A mente humana é cra...
Olá! Sou separada e ultimamente tenho pensado muit...
Fiquei mega curiosa sobre esses métodos não conven...
OI DIGOOBRGADA TBEMNAO VOU FALAR MTO MAS OBRIGADA ...
Oiiiii Rodrigo! Qto tempo moço! Lembras de mim? So...
eu tambem faco em casa nunca fui em academia come...
Com misógino não tem que entender o que se passa o...
Pelo jeito de escrever deduzo que seja uma mulher,...
Não sei o que dizer, Michele, mas agradeço sua obs...
Estou buscando compreender meu pai, e vejo a vida ...
Tenho acompanhado seu blog e acho você é um cara m...
Sabe de uma coisa, eu fiquei imaginando você e por...
Acho q casei com um misogino ? O problema q moro f...
Olá Quésia, obrigado por deixar seu comentário e c...
Olá Daniela, obrigado por participar com sua opini...
Muito interessante, obrigada por compartilhar!
Quanto mais você ajuda e tenta mostrar o caminho, ...
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar
 
Mensagens
Novembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30
SAPO Blogs