Meu pai é um cara sábio, muito embora ele tenha cometido muitas falhas por extrema ausência de sabedoria, ainda assim, num contexto de vida ele bem que seguiu uma postura com sapiência e boa informação de opinião. Digo isso porque ele dizia para nós, seus filhos, que para resolver de fato um problema você tem que ir na origem desse problema e não na causa. Então, com os acontecimentos derradeiros do atentado em Paris, me perguntava o porquê de tanta selvageria, imbecilidade e covardia desse "Estado" Islâmico - a entender que de Estado não tem nada, senão uma facção ou um Bando de criminosos reunidos, senão uma Facção de loucos, que querem externar suas demências e frustrações, enfim, caras que não sabem o que é a representação do amor de Deus, de Alá em sua mais intensa sabedoria. Foi pela radicalidade que o mundo só conheceu a dor e a violência, e foi contra essa tirania e perversidade sanguinária que Alá se manifestou, Deus e todos os homens santos que vieram ao mundo para pregar a paz, o amor e o perdão. Infelizmente esses bárbaros só querem um motivo para se sentirem realizados em suas fúrias psicológicas e perversas. E a desculpa que esses assassinos organizados têm para justificar suas atrocidades pode ser entendida na origem da história entre cristãos e mulçumanos, ambos aproveitadores da fé para expandir suas fronteiras econômicas, sendo que deveria ser coisa do passado, mas que para uma fração doentia que, inclusive trata a mulher como escrava sexual e de afazeres domésticos, é somente um bom pretexto de vingança e reconhecimento (quando na verdade isso deveria ter ficado enterrado no passado). As Cruzadas foram expedições militares estimuladas pela Igreja Católica e organizadas pelos nobres cristãos no século XI, durante a crise do sistema feudal. Convocadas pelo Papa Urbano II em 1095, elas tinham como objetivo principal libertar a Terra Santa (Jerusalém) do domínio turco muçulmano e reerguer a unidade católica no oriente, que decaiu com a Cisma do Oriente em 1054. Entretanto, além do cunho religioso, outros fatores contribuíram para a eclosão desse momento histórico. O interesse econômico em algumas regiões do Oriente, a necessidade de exportar a miséria decorrente do crescimento populacional, a canalização do espírito guerreiro de nobres para o Oriente e, o principal, a peregrinação cristã. Esses argumentos sustentavam as Cruzadas (soldados usavam uma cruz bordada no uniforme como emblema). O conceito de Guerra Santa abriu prerrogativa para a Igreja legitimar o motivo da peregrinação. Após a convocação dos fiéis, muitos camponeses entraram no combate pela promessa de que receberiam reconhecimento espiritual e recompensas da Igreja. Houve também a participação dos três principais reinos da época: França, sob o comando de Felipe Augusto; Inglaterra, com Ricardo Coração de Leão; Reino Germânico, Frederico Barba Ruiva. Com a derrota da Primeira Cruzada, foi criada a Ordem dos Cavaleiros Templários com o objetivo de participação militar nos combates seguintes. Somente a sexta edição de oito confrontos (1228-1229) ocorreu de forma pacífica. O relacionamento religioso entre ocidente e oriente ficou desgastado e piorou no decorrer das batalhas. A ambição desenfreada entre católicos e muçulmanos durou aproximadamente, três séculos (XI ao XIV). Deixou milhares de mortos, incluindo crianças que participaram da guerra e ficou marcada pela intensa destruição. E nos últimos 20 anos algum louco do oriente resolveu reiniciar essa discórdia pelo simples prazer de sua incrível vontade de matar covardemente inocentes. A esses insanos, o Inferno Eterno. E quais foram as consequências das Cruzadas? As cruzadas não deram certo por razões como a quantidade de combatentes europeus, a cobiça dos líderes, a dificuldade de domínio da população nativa e a brutalidade com que os cristãos invadiam cidades e regiões. Mesmo que a distância e hostilidade entre os dois povos tenha aumentado, foi possível aumentar o comércio entre Ásia e Europa. Na Europa os reis saíram fortalecidos e ganharam mais notoriedade. Também aumentou a identidade cristã e levou costumes orientais ao ocidente. Os muçulmanos perderam espaço para a incompetência de seus governantes. Desde as Cruzadas, o relacionamento entre ocidentais e orientais tem relações conturbadas culminando em guerras e conflitos no decorrer dos séculos.

Publicado por Rodrih às 16:04 | Link do post
Pontos vermelhos = acessos no mundo!
VISTO POR
fast stats
Get Voip Service
Comentários
Rodrigo. Quero bem bem muitao! 
Ola..Aí vão algumas dicas...quando eu tinha 14 ano...
Oi Patrícia, obrigado por visitar o blog e compart...
Ando sendo devorada pelos meus mostros... preciso ...
Oi Ju, boa noite, vou procurar responder seus ques...
Obrigado Sarah! Gostaria que lesse os comentários,...
Olá Danielly, obrigado por vir ao blog se surpreen...
Caro Charles, obrigado por visitar o blog e compar...
Sr. Mário Malaquias, olá. Veja sobre a informação ...
Nossa, isso funciona mesmo, estou ate agora chocad...
- Bom Dia, Galera, me acabei de rir. Profundo a su...
Interessante
Amei, muito bom e muito bem explicado.
Aqui onde moro as pessoas dizem: "pick your battle...
Oi Juh, obrigado por acessar o blog e buscar nele ...
Boa noite! Estou estudando o comportamento humano ...
Infelizmente ainda tem gente para fazer isso e par...
Olá Gustavo, boa noite. Obrigado por comentar e co...
Estou estarrecida do tanto que estou fazendo tudo ...
Sr. Pedro Malaquias, eu havia postado a notícia so...
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar
 
Mensagens
Novembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
15
17
21
22
24
25
26
28
29
30
blogs SAPO