Eu já tive alguns primeiros encontros desde que fui lançado a viver um deserto do qual parece que não ter fim em minha vida, muito embora não goste nem um pouquinho dessa vida de solteiro, também não consigo sair dela. E nem é por falta de opção, agora, pois, é por falta de coragem. E são tantos os impecilhos que surgem e são inúmeras as situações que me convence a continuar como estou, ainda que eu deteste a ideia. Cheguei a um certo ponto de não mais ter primeiro encontro para encontrar uma pessoa legal, mas praticamente para estudar a situação num laboratório de observações do comportamento alheio, tamanha era minha indignação de como as pessoas não sabem o que buscam e tampouco saberiam dizer porque estão num primeiro encontro. Bem dizer que quando Zeca Pagodinho Martinho da Vila (correção e colaboração de Décio Nosseu a 28 de Agosto 2016, 04:56) cantava que já teve mulheres de todas as cores, de várias idades e muitos amores, ele estava dizendo a verdade, porque é o que nós homens fazemos depois que nos separamos. E eu já me deparei com cada figura, cada ser, que hoje não sei como naquela época me sujeitei a tantas situações no mínimo cômicas. A carência é nossa inimiga e nos põe em situações ridículas por mais que nos policiemos, mas mesmo assim somos pegos de refém sempre que priorizamos não nos autossabotar. Mas quando eu recito o pensamento de que nada acontece por acaso, porque existe um propósito por trás de todas as coisas, e parafraseando Fernando Pessoa, que tudo vale a pena quando a alma não é pequena, entendo que as experiências que tive, ainda que não tenham sido interessantes tiveram seu valor, porque se não tive algo que me preenchesse, certamente preenchi com alguma riqueza os vazios de muitas. Aprendi que o primeiro encontro é algo mágico e ao mesmo tempo encantador. Ainda que seja um encontro com um Ogro, este indivíduo tanto pode ser um monstro só por fora e um príncipe em sua personalidade. Ou pode ser um príncipe por fora e um monstro em seu caráter. Mas qual é a finalidade do primeiro encontro, afinal? Bom, a resposta é simples e vai de encontro ao que se busca num primeiro encontro: "conhecer a parte interessada", apenas isso, sem mais nem menos, sem delongas nem passeios. O primeiro encontro pede apenas que se compareça no local e hora marcados, e que sejam trocadas algumas palavras. Na verdade, o primeiro encontro é mais para ver se acontece a empatia entre as partes, se aparentemente um agrada o outro e se o comportamento condiz com o tipo de pessoa que você busca se relacionar. Dicas para um primeiro encontro:

1. Geralmente  primeiro encontro deverá ser feito num café ou numa confeitaria. Esqueça a ideia de encontrar com a pessoa que você nunca viu na vida num pub ou boate, também não vá num jantar e tampouco numa festa. Escolha uma confeitaria, preferencialmente que tenha um certo movimento de pessoas e vá.

2. Procure chegar pontualmente. Essa coisa de que chegar com um pouquinho de atraso para ser charmoso é desculpa furada de gente que não tem compromisso com ninguém. Certamente que quem usou dessa desculpa a primeira vez era alguém muito importante ou muito rica, que teve sua opinião valorizada com bom humor e muita puxassaquice. Chegando pontualmente você demonstra seu interesse e seu propósito.

3. Cumprimente a outra parte com um aperto de mãos seguido de um beijinho no rosto. Ou um, ou outro, ou os dois. Nada de abraço e nem três beijinhos. Se rolar um beijinho na mão da moça, isso só deve acontecer se ela já demonstrar ser romântica, pois se ela for fã de rock o cavalheiro já se ferrou nessa.

4. Sente-se e seja uma pessoa simpática. Isso não quer dizer que você tenha que ser quem não costuma ser e tampouco tem que agradar a outra parte mais do que tem costume de fazer com as pessoas. Não se exite, não tente ser comediante. Olhe para a pessoa, se permita observá-la e então comece um diálogo.

5. Se vier um atendente para saber o que você deseja, jamais dispense-o, pois ele é essencial para o seu momento atual. Peça um suco. Isso mesmo, não peça uma torta doce, nem um chocolate, nada de comer, apenas um suco, preferencialmente de laranja. A cor do suco é importante no primeiro encontro e o de laranja nem diz que você está a fim ou não está.

6. Entenda que o prazo em que o atendente sai para preparar o seu pedido e em que ele chega com o seu suco, você já deve ter conversado o suficiente para sentir-se bem com a pessoa pretendente. Nada de ficar em silêncio como se estivesse aguardando o médico na sala de espera. Não tenha receio de perguntar e esteja consciente de que terá perguntas para responder. Observe as respostas, a tranquilidade em responder, o desembaraço, a segurança quando a outra parte tiver que responder perguntas como: "-Uau! Quem diria que eu estaria diante uma pessoa desconhecida, porém muito interessante, confesso, em busca de conhecer alguém legal. Mas, a propósito, qual é o real objetivo do seu encontro comigo?". Esse tipo de pergunta é para fuzilar, não requer piedade e tampouco medo da resposta. Você não estará se encontrando com alguém que já conhece, muito menos que já namora. É uma pessoa desconhecida e você não tem nada o que temer, porque só estará perguntando o que ainda não sabe sobre como a outra parte pensa da vida.

7. O suco chegou e você conseguiu manter o diálogo até esse momento. Tome um gole do suco e encerre o encontro. Geralmente esse comportamento é feito pela mulher, que deverá dizer que quer encontrar com ele novamente, ainda que seja numa festa da noite do mesmo dia. Apenas se realmente não tiver como ser no mesmo dia do primeiro encontro, marque um segundo encontro para o mais breve possível. Tomou o suco e fecha o encontro: "- Sabe, gostei de conhecer você, me pareceu ser uma pessoa muito divertida e de bem com a vida. Espero que tenha gostado de mim também (risos). Hoje à noite terá uma banda se apresentando num pub em tal lugar, são alguns amigos tentando a fama e gostaria de te convidar para ir comigo. O que acha?!" Se não der, emende: "- Que pena! Mas qual dia poderei rever você?". Geralmente, quem recusa o convite tem a obrigação moral de propor o reencontro num lugar alternativo, num dia alternativo, a menos que não tenha interesse pela pessoa.

Já o segundo encontro tanto pode ser num lugar como pode ser no seu próprio cafofo. Então vai aqui umas dicas para que o segundo encontro:

1. Se o segundo encontro for num lugar, ótimo, geralmente o homem busca a mulher... a menos que ela tenha carro e ele não. Neste caso, ele tem a obrigação moral de chegar até a casa dela de táxi. Nem que tenha que descer num ponto de ônibus próximo à casa dela e pegar um táxi ali mesmo.

2. Mas se a mulher for até a casa do sujeito para dali seguirem juntos até o local combinado, que ele esteja aguardando na rua e em local iluminado ou limpo (sem poluição visual ao redor) para ela o ver e não se sentir insegura com sua pessoa pela segunda impressão que causar. Assim poderá sair com ela e seguirem juntos para o local.

Obs.: Nada de ficar tentando levar a mulher para a cama, a menos que seja um encontro sexual.

3. No "pub" em questão vá para conversar, se divertir e dançar. Se caso não saiba dançar, não marque num pub, e sim numa livraria, museu ou mesmo exposição. Não se preocupe com o momento de chegar mais perto, de conseguir um beijo, porque isso poderá acontecer naturalmente durante o encontro, mas também não seja um zumbi sem noção, se ver oportunidade é obrigação moral chegar junto e investir no beijo. Se não acontecer, não se preocupe, porque poderá acontecer na despedida. Se não acontecer, não se preocupe, porque você poderá tentar num terceiro encontro. Se não acontecer, então saia fora, a pessoa tá te fazendo de companhia terapêutica. Para isso tem gente que cobra e faz um papel melhor.

Obs.: Se ela for formal ou estiver sendo distante (até por reação de nervosismo dela) abra a real e peça um beijo, isso mesmo, assim: "-Sinto muita vontade de te beijar, eu posso?".

4. Se a companhia for tão boa que valha terminar a noite com sexo, então aceite o convite para entrar na casa dessa pessoa e inicie o ritual de acasalamento, que certamente não preciso ficar aqui ensinando como é que funciona. Se mesmo sendo uma companhia muito boa e atraente, mas quer preservar a imagem no respeito e boas intenções para um investimento na relação a futuro, então seja uma pessoa ponderada e comedida, se despeça na oportunidade e vá embora. Olhe para trás, a fim de mostrar à pessoa que você gostou dela e tem mais interesse e tal. Se ao olhar não tiver a outra parte olhando, então fique olhando até que se vá, pois pode ser que na hora que você parar de olhar e se virar com frustração a outra parte resolva olhar pra trás, daí você perdeu a oportunidade da comunicação visual. Então engula o orgulho e fique olhando. Assim que a outra parte olhar não disfarce, continue olhando e acene com um tchauzinho. Ganhará muitos pontos por isso!

E assim você teve ótimas dicas para o primeiro e segundo encontros. Espero que tenha sorte e encontre a pessoa que poderá ser responsável por sua alegria e contentamento. Ainda que os encontros não sejam para constituir família, tenha em mente que tudo pode ser bom, tudo pode acontecer para que você aprenda coisas e aplique na pessoa certa, num dia que estiver em melhor preparo emocional.

Boa sorte!

 

Publicado por Rodrih às 19:03 | Link do post
A melhor dica que vi até aqui, valeu mesmo.
Paulo a 4 de Abril de 2016 às 15:13
"Bem dizer que quando Zeca Pagodinho cantava que já teve mulheres de todas as cores, de várias idades e muitos amores..."

ESSA MÚSICA É DO MARTINHO DA VILA ;)
Décio Nosseu a 28 de Agosto de 2016 às 04:56
Corrigido e obrigado, espero que o post tenha sido interessante pra você também. Valeu!
Rodrih a 1 de Setembro de 2016 às 03:14
Pontos vermelhos = acessos no mundo!
VISTO POR
fast stats
Get Voip Service
Comentários
Ma ra vi lho so! Td q eu precisava. Grata!
Faz sentido...
É incrível, mas vc "desenhou" a imagem dele. Ele é...
Cuidado com a autossabotagem. A mente humana é cra...
Olá! Sou separada e ultimamente tenho pensado muit...
Fiquei mega curiosa sobre esses métodos não conven...
OI DIGOOBRGADA TBEMNAO VOU FALAR MTO MAS OBRIGADA ...
Oiiiii Rodrigo! Qto tempo moço! Lembras de mim? So...
eu tambem faco em casa nunca fui em academia come...
Com misógino não tem que entender o que se passa o...
Pelo jeito de escrever deduzo que seja uma mulher,...
Não sei o que dizer, Michele, mas agradeço sua obs...
Estou buscando compreender meu pai, e vejo a vida ...
Tenho acompanhado seu blog e acho você é um cara m...
Sabe de uma coisa, eu fiquei imaginando você e por...
Acho q casei com um misogino ? O problema q moro f...
Olá Quésia, obrigado por deixar seu comentário e c...
Olá Daniela, obrigado por participar com sua opini...
Muito interessante, obrigada por compartilhar!
Quanto mais você ajuda e tenta mostrar o caminho, ...
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar
 
Mensagens
Maio 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
SAPO Blogs