Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

10 anos de blog

27.07.19, Rodrih

10 anos.png

Em 27 de julho de 2009 escrevi as primeiras palavras neste blog com o intuito de fazer dele o "Meu Querido Diário".  Nas primeiras semanas descarreguei muita emoção de tristeza, culpa, angústia, medo e infelicidade por ter visto meu casamento acabar tão precoce, por coisas tão inexplicáveis. Nos primeiros meses a dor me consumia e eu só escrevia para mim mesmo, tanto que escolhi por um provedor de Portugal para "esconder" meu blog pessoal, a fim de que ninguém o encontrasse no Brasil. Nos meses seguintes, realmente, nativos do Brasil não encontravam meu blog, mas brasileiros em outras partes do mundo passaram a conhecer e indicar a conterrâneos brasileiros. Então, passei a ser lido por muitas pessoas, acompanhado e até comecei a ter uma pequena quantidade de fãs de muitas nacionalidades. Passei a receber e-mails com pedidos de ajuda para refletir e comentar sobre situações diversas, a maioria voltada para relacionamentos. E desde então não parei mais. Tanto escrever como refletir os assuntos que me eram colocados me reconstruiu como Homem, meus conceitos, valores e princípios. E descobri em mim um desejo pela humanidade, me tornando humanista. Não faço ideia quantos posts tenho escrito, mas sei que meio milhão de pessoas passou pelo blog ou leram, já que os textos não são pequenos e para lê-los tem que ser mais do que forte, tem que ter interesse. De mulheres que violentam mulheres, a homens que odeiam suas companheiras, os misóginos, de homens que gastam o tempo das mulheres com relações infrutíferas a meninas que desaparecem para servirem de escravas sexuais no submundo do crime, meu blog foi de um extremo ao outro, sempre buscando a reflexão nua e crua, doa a quem doer. Em raras vezes também tive textos cômicos, muito embora o conteúdo fosse verdadeiro. O blog do Rodrigo Caldeira superou até a mim, que sempre deixei de dar sequências a coisas que deveria continuar fazendo. A vida solitária me trouxe também maturidade, senso de observação, malícia e muita angústia, até que me acostumei com a solidão. Em 2010 tentei a sorte no amor em Maringá, mas foi uma péssima ideia. Conheci algumas maravilhosas mulheres desde então, mas meu coração não mantinha a chama acesa por muito tempo, faltava combustível ou mesmo oxigênio. De Maricá no Rio de Janeiro, a Sobral no Ceará, de Porto Alegre no Rio Grande do Sul a Mossoró, em Natal, de Manaus, no Amazonas, ao Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso e Goiás nada do meu coração inflamar na fé do amor reluzente. Eu já senti o amor reluzente, sei como fico e o que acontece com minha razão, mas este nunca aconteceu. Não bastasse isso, ainda contei com forças extra-sensoriais, que me davam o norte das coisas para onde eu deveria seguir. Se isso é interessante? Não, não é. Na verdade, enche o saco, porque parece que ninguém é a pessoa certa. A única que havia visto numa imagem através de uma meditação em 1986, fui encontrá-la em 2010 no Paraná, para minha infelicidade por ela e sua família fui traído. Não dá pra entender as coisas da vida, mas aceito e sigo em frente. Esperança eu tenho, mas meu tempo está 10 anos menor do que antes, porém, hoje, não sinto 10 anos pesarem sobre mim, mas me levitarem para patamares que poucas pessoas alcançarão, este blog foi minha salvação, e é a salvação de muitas pessoas, principalmente mulheres ávidas de respostas. Uma década de reflexões gratuitas, sem nenhuma propaganda, nem pedido de dinheiro para mantê-lo no ar, isso é prática de quem quer faturar com seus leitores. A única venda que faço é a de viver a verdade, a consciência e acreditar na humanidade - ainda que ela não mereça. A todas as maravilhosas pessoas que comentaram neste blog, minha sincera gratidão do meu mais profundo coração!

Rodrigo Caldeira, 
dos 38 aos 48 anos
Uma década de reflexões!

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.