A respeito do post: " Você sabe o que é um misógino? " recebi a pergunta abaixo:
 
E o que fazer à respeito disto? É melhor acabar com o relacionamento ou tentar "mudá-lo"? E quanto à segunda opção, como reverter este quadro?

Enviado por "Li" em 1º de Dezembro de 2013 às 15:46
 

Oi, Li, obrigado por participar e acompanhar este blog, viu! Bom, eu já havia lido sua pergunta e queria montar um post comentando sua questão e de mais outras mulheres que me enviam email diretamente, apesar que prefiro que enviem como você fez, pois assim a dinâmica fica mais interessante.
No caso de ter um Misógino na sua vida, sinceramente, do fundo do meu conhecimento sobre comportamento masculino... olha... afaste-se. Se ele está agredindo a companheira é porque há uma ferida aberta e que não vai fechar com a presença dela e, principalmente, com a fé que ela demonstrar em acreditar que ele tem conserto. Não, não tem conserto. É como cachorro que aprende a matar frango, ele nunca mais servirá para ficar solto no quintal junto das galinhas, dos patos etc. É como a própria galinha que aprende a quebrar o ovo que ela mesma botou e o bebe, essa galinha só servirá para uma coisa: Panela! Assim são os homens, aqueles que se acostumam a ser infiéis, serão infiéis a vida toda. Aqueles que acostumam a ser promíscuos, sempre serão assim. Como tem aqueles que se acostumam a jogar futebol toda quarta-feira e deixam a amada sozinha em casa, se casarão e continuarão deixando as amadas sozinhas em casa, enquanto eles vão jogar bola. Simples assim. Então o Misógino é o cara que acostumou a destratar a mulher que o ama e ele, o misógino, não vai mudar por causa de uma vontade dela. E quanto mais o misógino maltrata, ignora, ofende, humilha e assusta a companheira, mais ela o dá motivos para isso. A mulher de um misógino sempre tem 50% de culpa também. Se ele a chama de "burra", ela passa a se comportar mais ignorante ainda. Se ele a chama de "tapada", ela se fará de desentendida muitas vezes e por aí vai. Ninguém faz nada sem o consentimento da outra parte ou de alguém. Todo misógino sempre teve um começo mais leve, talvez durante uma brincadeira em que ele ousou abusar um pouco mais da liberdade de ofender e ela, obviamente, compreendeu, até sorriu e deixou passar acreditando que isso foi decorrência do calor da brincadeira. Pronto! Ela destrancou a porta dos direitos que tinha preservado e ele, com certeza, entrará e destruirá um a um. Então acredite, se o seu companheiro aprendeu a ser um misógino, então ele não vai melhorar por agora e nem até o natal. Aliás, se está agredindo você verbalmente e lhe passando medo ou vergonha, acredite, nem companheiro ele é, e sim um estranho no ninho. Mas o que fazer? 

 

Você pode arrumar sua vida longe dele. Veja em que situação você se encontra diante dele e dos bens patrimoniais atuais. Marque um dia para você reagir, então comece a preparar-se para a batalha e entenda que será literalmente uma luta, as pessoas verão escândalos, haverá comentários também, é inevitável manter um combate discretamente. Esteja preparada para acionar a polícia, se for o caso. O misógino precisa entender que ele pode até botar medo pela força que tem no grito, no corpo e nos showzinhos que dá, mas você aprendeu a ser estrategista e preparou-se para o confronto. Já que ele se tornou um gladiador, ele ganhou uma combatente - perdendo a companheira por pura ignorância. Misóginos só respeitam quem impõe respeito e os pega no efeito surpresa. E o efeito surpresa é algo tão mais escandaloso e tão mais constrangedor do que eles estão acostumados a fazer. É como o cachorro que come galinhas no quintal, você só dará uma lição nele se pegá-lo, amarrá-lo nas patas e deixá-lo preso dentro do galinheiro. Ele vai tomar tanta porrada, quero dizer, bicada das galinhas a noite toda, que a única coisa que ele não vai querer ver na vida dele será uma penosa de novo. E se tiver um galo então, a surra será completa. Você já viu aquele ex-marido machão que ameaça a ex-esposa, mãe de seu filho, e ela o denuncia à políca, preferivelmente na delegacia da mulher? Pois'é, ele vai tomar uma pressão tão especial dos policiais, que quando esse cara ver a ex-mulher de novo, ele atravessará a rua para não correr o risco de esbarrar-se com ela. Um misógino só entende que se fodeu, quando ele percebe que a relação dele foi pro saco e a mulher - que tinha tanta paciência por ser tapada, mansa, gorda, feia ou sei lá, por ter celulite etc., se transformou no pior de seus pesadelos. Ela pode até fazer isso para dar o recado e torcer para que ele repense o que fez com ela, se redima e volte com uma proposta de conciliação. Ela pode gostar de ter virado "Rambo" e queira continuar quebrando o barraco. Mas o misógino só vai perceber algo quando alguma coisa muito, mas muito inesperada acontecer, como por exemplo: 1. Ele, milagrosamente, um dia está de bom humor e a trata super bem. O dia todo foi bom, então ele volta pra casa e dá de cara com a porta trancada e o miolo da fechadura trocado. Também vê uma carta de desabafo da amada e com um recado especial embaixo dizendo que se ele insistir em entrar chamará a polícia, o pai e o irmão dela - justamente aquele que tá doido para encher ele de porradas. E finaliza para que ele passe na garagem, pois lá estão as roupas dele, sapatos etc em caixas e sacolas de mercado. Diz que não suporta mais, que o amava muito e pede o divórcio (ou a separação). Esse baque faz o cara amolecer as pernas, e ele ficará todo confuso porque o dia foi bom, ele saiu de bem e voltou de bem, mas ele se esqueceu de que ele tem feito a vida dela ser puro medo e susto com os berros e as ofensas muitas vezes. Essa situação fica cabulosa e ao menor sinal dele chutando a porta (vai que ele não entendeu o recado), a mulher liga para a polícia, pro pai e pro irmão... e deixa que os machos se entendam. Nem sai para bater boca, vai tomar banho e se preparar para dormir. Ele, o misógino que se fôda lá fora. Mas pode ser ao contrário também, ele chega em casa e não encontra a amada (capacho) e tampouco as roupas, as crianças e até o cachorro. Dá de cara com a carta de "cansei e sumi". Não deve ir para a casa da mãe nem da irmã, deve ir para um hotel na primeira noite, até mesmo para não facilitar as coisas para ele. Não deve avisar os familiares também, deixa que ele mesmo fará isso e aí é que o caldo engrossa pro lado dele. No dia seguinte vai pra casa da mãe ou da irmã ou amiga. Deixa o cara refletir o quanto ele é péssima companhia. Certamente ele estará sem dormir, descompensado e cansado. Ótimo, quanto mais ele sentir que foi um cara sem noção, mais ele refletirá. Mas há situações em que o misógino é como a galinha que aprende a beber o ovo que bota. Não tem jeito, não tem conserto. Nesse caso, a guerra é certa e tudo o que a mulher puder se munir para se proteger, ela deverá ter feito antes de anunciar o combate, como conversar com advogada, ir na delegacia da mulher e pegar o telefone da delegada, avisar aos pais que possivelmente a "casa vai cair" e sondar onde vai passar os dias, as semanas e tal. Avisar os seguranças da empresa para impedir o acesso do cara da foto (escolha a foto em que ele esteja sozinho e diga que é ex-namorado, porque qualquer coisa que ele disser na portaria não será levado a sério). Converse com o chefe sobre a situação e que está empenhada no trabalho, que já deixou avisado o segurança e que o patrão não se preocupe que não haverá mudança de rotina na firma. Pronto. No dia D é só agir. E o dia D, geralmente, é aquele dia em que o cidadão do companheiro está de bom humor e sorridente. É o dia de arrancar o sorriso da cara do safado.

 

E se no futuro ele se redimir pedindo para recomeçarem, que procurará ajuda psicológica e bla bla bla, então, se a mulher achar que pode dar um crédito pro cara, que sejam felizes para sempre. O casamento ou a relação amorosa é muito maravilhosa quando é compartilhada entre duas pessoas que se prezam, se respeitam e se curtem. Quem tem e não valoriza, um dia vai se arrepender por ter perdido.

 Mais sobre o tema:

A mente não mente
Tropeços femininos
Aos homens misóginos, a desesperança
Sentimentos perdidos
Ex é misógino e me persegue
A mulher que ama o misógino

Publicado por Rodrih às 20:34 | Link do post
Estado de Espírito:
VISTO POR
contador
Comentários
Nossa ! Muito meu momento! Adorei as dicas, muito ...
O ruim das amizades eternnas é continuarem eternas...
Achei massa seu texto! Vou até ler de novo depois....
Obg por esclarecer o limpo
obrigadaaaa! Felicidades para você também! É de co...
Saudade de você mocinha do nordeste, terra das mai...
Oiii Rodrih das águas mais limpas de Brasília! Tud...
ENTENDI TUDOOOOOO!!!! Rô, muitíssimo obrigada pela...
Funciona  isso ai
Olá já li essa resposta umas três vezes e poderia ...
oi. vja soh eu sou cristao e a pastora faz todos o...
EU ERA UM IDIOTA UTILEU ACHAVA Q TAVA LUTANDO CONT...
Estou assustada como não conhecemos a pessoa com q...
Oi Flaviana, obrigado por comentar e trazer uma ex...
ola rodrigo, me chamo Flaviana. li o seu blog e go...
obrigado por emanar energia suficiente para minha ...
Oi gente! Obrigada pelas dicas. Eu não penso em vo...
Drika, Drika, que situação! Estou conversando com ...
Rodrigo, voltei. Aqui é a Drika, aquela que bagunç...
Sim! Vida nova numa nova vida! Mas sem se autossab...
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar
 
Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
subscrever feeds
SAPO Blogs