Imagem relacionada

Estava procurando compreender um pensamento, que na verdade são vários se encavalando uns nos outros e todos juntos em si mesmos, se colidindo ou fazendo sinapse entre si. E organizar isso é muito complicado, é necessário o silêncio e a reflexão, que não é bem a meditação, muito embora esteja no caminho para. A reflexão seria a estrada que leva à meditação. Esta, por sua vez (a meditaçâo) seria a piscina com água morna, na temperatura corporal, em que o corpo levitaria com gravidade 3.0 de uma escala até 10, mas que não se prejudicasse a respiração. Mas a reflexão não seria a estrada mais próxima à essa piscina, nem a mais distante, senão a estrada, ou o caminho, do meio, direcionado para o caminho mais próximo dessa piscina, se é que me entende. Apesar da sinapse ser a ligação de dois polos, a energia dessa ligação, esta estaria fazendo o efeito da desconexão, embora estivesse fazendo uma conexão pelo termo característico da sinapse. A sinapse seria a união sem haver o grude de dois polos, como o ímã e o metal, mas ainda na fase de identificação da energia positiva com a energia negativa, antes que ambas as partes se grudassem e não se soltassem mais. No caminho do meio para o caminho mais próximo à piscina seria o que estou procurando explicar sobre o que é a sinapse, que é a energia que ligará um ponto ao outro, isto é, a sua pessoa que acaba de passar e sair do caminho do meio e inicia as primeiras pisadas no caminho do fim, aquele quase encostado na piscina. Então vem o pensamento sobre onde está Deus? E por que relacionamento o bem a Deus? Como é que reconhecemos que Deus é do bem? Depois de um turbilhão de pensamentos nas láminas mentais em minha cabeça - em que consigo pensar nessa hora que estou com sono, preciso escovar os dentes, aliás, preciso tomar banho, tenho reunião às 11 horas daqui a 8h e 15 minutos, e estava pensando sobre Deus, seu paradeiro, por que ele é bom, como sabemos que ele é bom? E se Deus é bom, por que o mal existe? Se Deus criou tudo, deve ter criado o mal também? Se não foi Deus quem criou o mal, então para ter tamanha força de envolvimento como tem o bem, teríamos outro Deus que seria o criador do mal? Porque o mal não surgiria do nada, alguém o criou, já que há um Deus que seria o autor do bem! Então, antes que eu pire com esses pensamentos em plenas duas horas e quarenta e cinco minutos da madrugada, eu me mantive na refelxão sem lutar contra ela, porque certamente eu não ia conseguir dormir se não escrevesse aqui agora. Para que Deus seja único, Onipotente, Onipresente, Princípio e Fim, então é certo pensar que Deus criou o bem, mas também criou o mal. Mas por que Deus criaria o mal, se é tão bom sentir o bem? Com o bem você sente felicidade, sente amor, sente conforto, você consegue sorrir, dançar, ajudar, ser ajudado, enfim, você se liberta e vive melhor. Mas o mal ataca o bem, traz tristeza, a traição, o desconforto, deixa o rosto carrancudo, faz o egoísmo acontecer, a ignorância e a infelicidade pairar. Só que Deus criou o mal para que o bem pudesse ser reconhecido. É como a noite, que faz a gente entender que o dia existe, ou o frio para o calor etc. É a lei da polaridade no Caiballion, o bem e o mal, frio e quente, noite e dia etc. Deus criou as sete leis do ser vivente e não tem como escapar disso. O bem e o mal são polaridades, ou seja, um é o ímã e o outro é o metal. Mas ainda assim não faz sentirmo-nos confortáveis. Por que Deus criou o mal, se trás tristeza e todo malefício aos seres viventes? A resposta mais óbvia é que para que você consiga saber que o bem é uma coisa boa, precisa, antes, sentir os desdobramentos do mal. E ser mal está dentro de nós, assim como está ser do bem, mas para ser bom você precisará entender o mal e respeitá-lo, pois sem este não tem como saber se Deus é bom, se ser bom é bom, se o bem é uma coisa positiva. Então se você considera que o mal é obra de Deus, assim como o bem, o que fazer com o mal, aliás, como conviver com o mal, sabendo que se eu cometer maldades posso ferir, me ferir também, posso tudo o que é ruim e ter uma vida infeliz?! O mal tem uma função muito linda em nossas vidas, poderosa e libertadora, que é de nos apresentar o bem! Então não devemos odiar o mal, senão compreendê-lo e respeitá-lo. Mas só isso não é o suficiente, precisamos também evitá-lo ou vigiar-nos para não fazer uso dele em nossas vidas. Fazendo isso, estaremos caminhando na estrada do bem, não exatamente próxima ao bem, mas no caminho que vai apontado para o bem. A função do mal não é para nos testar, porque Deus seria injusto, pois Ele nos cria à sua imagem e semelhança, e nos abandona para que nós nos viremos no teste de fidelidade entre o bem e o mal? Não. Deus é muito sábio e não nos colocaria à prova de um jeito tão amador assim. Mas o mal tem a função de nos levar ao bem, de nos fazer querer ser bons, bondozos, fazer bondade, e poder então eompreender que Deus é do bem, que sorrir é do bem, que amar, brincar, gostar e tudo o mais que é bom seja do bem. Na verdade não é a função do mal, como entitula este post, mas qual é a nossa função, se não é a de saber que o mal existe, mas optar em fazer o bem? O mal é importante para nós, pois só com sua existência as orações divinas pertencerão a Deus, e Ele se permite pertencer em nós. A função do mal é trazer à luz o bem, é nos dizer para não usá-lo em nossas vidas, para que o bem não seja em vão. O bem e o mal estão dentro da mente de cada um de nós, e cabe a você distingui-los para optar em sempre fazer o bem. E somente assim você passará a se aproximar, cada vez mais de Deus, apesar que ainda assim você corre o risco de não conhecê-Lo tão cedo. Não enquanto você ainda é um ser espiritual ou energético, que de alguma maneira não estaria nem próximo da ponta mais distante do acesso ao Criador, mas estaria em seu caminho. Bom, estou digitando de olhos fechados, acho que dormi numa dessas linhas pra trás. Bons sonhos, FUi!

Você pode se interessar também por: A energia da vida nas leis do ser vivente (são 7 leis da vida, pela quais todo ser vivo vive, independente se quiser ou não) e Ouça o sussurro! (entenda como funciona os sinais da vida e por que é tão difícil percebê-los).

Publicado por Rodrih às 03:19 | Link do post

sussuro.jpg

A vida o tempo todo emana sinais para você ter o melhor estilo de vida, encontrar a melhor pessoa, se afastar daquela ou daquelas que te fará sofrer, o melhor trabalho, a viagem boa ou a ruim, o negócio promissor ou aquele que fará você andar em círculos, a melhor reação numa discussão. São sinais sutis, numa frequência extremamente alta, entre 20 e 50khz. O ser humano capta de 20 Hz a 20.000 Hz (ou 20 kHz). Acima dessa faixa, há o ultra-som. Abaixo, ocorre o infra-som. Outros animais, que não o homem, ouvem uma faixa de freqüência diferente. Os cães escutam entre 15 Hz e 50 kHz. A partir de 20 kHz, faixa que o homem não detecta, o som pode se tornar incômodo a eles. Os animais que usam o som para se guiar têm capacidades auditivas ainda mais vastas. Os morcegos ouvem a faixa 1 kHz - 120 kHz e os golfinhos, 70 Hz - 240 kHz, segundo a fonte dessa informação. Isso quer dizer que sim, sua mente, que está ligada 24 horas na consciência, intra e subconsciência emite os sons nas frequência em que cada uma consegue identificar. Seu consciente identifica entre 90 e 10.000hz, a intraconsciência entre 10 e 20khz e a subconsciência acima de 20khz. A subconsciência está ligada à energia quântica, metafísica, por onde se comunica o seu corpo etérico, isto é, seu espírito. É nesse ambiente que você precisa se atentar e você consegue sim acessar esse campo metafísico, mesmo sendo um reles e limitado ouvinte. Conseguirá não um acesso constante e permanente, mas terá a oportunidade de captar as vibrações sonoras dos sinais que o seu corpo etérico está emanando. O corpo etérico é o seu próprio corpo a nível de consciência profunda, num patamar em que só o éter alcança na natureza de tão leve, sublime e sensível que se torna. Volátil, porém não se desfaz, inflamável, porém não se deteriora. É o seu supremo em si, sua fonte de vida, que nada pode fazer por você materialmente, mas está a alguns minutos no futuro tentando te avisar o que deve ou não fazer. Esse aviso são os sinais da vida, que você recebe numa frequência de ultra-som e que muitas e muitas vezes você ignora, simplesmente porque está envolvido demais com as frequência mais baixas que seu consciente escuta, e, assim, seus ouvidos físicos e mentais também. Entenda que "consciência" é o seu corpo etérico, e "consciente" é o que seu cérebro consegue captar, e, por sua vez, você dá mais atenção, porque consegue perceber. As orações te eleva ao nível intraconsciente, e as meditações ao nível subconsciente. Você não conseguirá acessar o nível subconsciente sem antes acessar o nível intraconsciente, nem a este sem acessar o nível consciente. Ninguém, em sã-consciência (ou consciente saudável) se põe a querer acessar o nível subsconsciente sem procurar passar pelo nível intraconsciente, a menos que faça isso com coma induzido, mas você não está muito afim de receber uma dosagem cavalar de química para chegar nesse estágio, em que você perde o controle de sua autodefesa física e emocional, né?! As orações não são exatamente um bate papo com Deus, ou com o Divino, mas são as palavras repetidas, constantes num texto de apresentação e aprofundamento espiritual. O mantra, o terço (ou rosário), as orações textuais são o caminho para a introdução ao intraconsciente. Quando se ora dialogando com o Divino, Deus, a pessoa está no nível consciente, e não sairá deste nível nem que queira, pois está formulando palavras, criando seus textos, sua mente está produzindo imagens e convertendo em sons pela faringe, em que a boca modela em letras formando palavras, que formam contextos, formando um discurso sonoro. A mente consciente possui 5 lâminas de pensamentos simultâneos, enquanto o orante emana sons contextuais, uma segunda lâmina de pensamento se atenta à sua vaidade em querer falar coisas bonitas e atraentes aos ouvintes, sua lâmina seguinte está atenta a quem o está olhando e admirando sua fé (ou sua oratória), a lâmina seguinte pode estár pensando no seu cachorro que precisa tomar banho, ou na conta que precisa pagar e por aí vai. Não entra no intraconsciente, nem que queira, como eu disse. Por isso as orações com os textos inspirados no Divino tem um poder maior de indução ao nível intraconsciente, pois desabilita o consciente de formar textos, desarma as lâminas de pensamentos simultâneos uma a uma, e põe a pessoa num caminho interno mais profundo e com menos ego. Quando a mente consciente acessa o nível intraconsciente é o momento em que o cérebro corta as orações ou os mantras, isso acontece naturalmente e a pessoa começa a entrar na fase de transição de vigília para o sono, o estágio 1, e não sai dele. Durante o dia-a-dia você, por um lapso momento entreníveis conscientes, em que você "ouve" o nível intraconsciente, no que considere ser um salto anormal de manifestação mental, você consegue ouvir a resposta ou uma orientação, um sussuro atrás de sua cabeça e que quando você está atento a isso poderá reagir seguindo a sugestão dessa voz. É quando você está num ambiente em que seu corpo físico correrá algum tipo de risco à sua segurança e integridade, ou quando você está para fazer algo que o levará à morte ou a ter um grande prejuízo, ou mesmo quando você terá um grande problema futuro e que seu corpo etérico está tentando falar para você não tomar essa decisão. Você, inevitavelmente, reagirá em favor dessa causa, titubeará, e será exatamente nesse momento em que você poderá dar ouvidos e considerar o sinal, ou simplesmente achar que tudo é bobagem, "coisas da sua cabeça" e seguir em frente. Pronto, "a merda tá feita" e você colherá os frutos dessa decisão a curto, médio ou longo prazo, sem direito de devolução ou reclamação. Você terá ignorado o sinal, aviso ou mesmo o tal "sexto sentido", a intuição e seguirá com o plano ou tomará a pior decisão possível. Pense no corpo etérico como se você fosse ele, mas que ficasse dentro de uma gaiola blindada em que ninguém ou nada poderá atingi-lo, mas seu corpo físico está lá, desprotegido e "dando a cara pra bater". Você, como corpo etérico, está num plano mais alto, em que consegue ver mais longe e, sendo assim, consegue perceber o futuro a alguns minutos ou segundos adiante, mas você está na gaiola blindada e o eu eu-matéria está indo direto para uma cilada. Então você grita, diz aos berros para não seguir esse caminho, e de repente sua voz estridente chega aos ouvidos do seu eu-físico como um sussurro. Você torce para que o seu eu-físico o dê ouvidos e pare de seguir por esse caminho. Daí o seu eu-físico parou, ouviu o sussurro, ficou ali pensativo, você - que é o corpo-etérico quase não respira na ansiedade de que seu sussuro salve o seu corpo físico de se meter numa enrascada e de repente... seu corpo físico, dotado de burrice e orgulho segue adiante, pensando ter tido uma fantasia mirabolante de que a investida poderia dar errado. O que você, como corpo-etérico pode fazer? Nada, simplesmente sentar-se no canto da gaiola blindada e deixar com que seu corpo físico conheça as consequências de suas escolhas. Digamos, nessa reflexão, que seu corpo físico se meteu nuam presepada e se ferrou todo, então num dado momento de frustração e perda de forças sua mente consciente dirá para si mesmo algo como: " - Caramba, eu estava sentindo que não ia dar certo. No fundo, no fundo estava sentindo alguma coisa... por que eu não voltei? Por que eu não parei ali, quando senti a sensação de que ia dar errado?". Pronto, seu corpo físico está em processo de perda moral, talvez física e emocional, você (corpo-etérico) nada pode fazer pois está na sua gaiola blindada e bem distante do eu-matéria, mas mesmo assim você fica dizendo o que fazer, várias e várias vezes para que seu consciente o escute: "- Vá pra casa! Vá pra casa! Vá pra casa!". Sua função será só essa, de agir no amor e na bondade, e procurar enviar seus sinais em ultra-som, pra ver se chega até seu eu físico pelo menos como um sussuro, um pensamento em alguma das lâminas do seu pensar constante. Eu, enquanto estava redigindo este texto também estava pensando simultaneamente em tira a pizza do forno, pegar suco de uva integral para tomar, ir na minha mãe visitá-la, inserir dados numa plataforma de loja virtual, lavar o banheiro e aprofundar a reflexão sobre você ser colocado na condição de um corpo etérico para entender como seria essa relação. Tudo isso junto e misturado, cada um na sua lâmina consciente, sem se confundirem e sem interferir um no outro. Segundo os estudiosos, indicam que os seres humanos são capazes de ter cerca de 70 mil pensamentos por dia. A geração de todo esse conteúdo estaria dividida em aproximadamente 3 mil pensamentos por hora, 50 pensamentos por minuto. Segundo neurocientistas, esse número é apenas uma estimativa. Então as cinco lâminas estão em constante troca de informações, isto é, a cada minuto uma lâmina de pensamento já mudou 10 vezes. Então, se você quiser ter mais sensibilidade aos sinais da vida, vai precisar desacelerar seus pensamentos reativos, ou seja, aqueles que mal você pensa e já sai fazendo, diminiuir a intensidade de suas expecitativas, que é o que gera a ansiedade, e se permitir espiritualizar, com orações repetidas, como rezar o terço, as orações devotas já escritas por inspiração de outrem, ou recitar mantras e cânticos. Em outras palavras, deixar de ser o autor de suas falas contextualizadas por si mesmo, e seguir as palavras já textualizadas por alguém, afim de que sua mente se desprenda no consciente, e por sua vez do ego. Simples assim. Então você estará cada vez mais sucetível a ouvir o sussuro de seu corpo etérico ou seus pensamentos a nível subconsciente. Em muitíssimas coisas que eu fiz e que não deram certo tive acesso aos sinais, "escutei" o sussuro, mas considerei ser sugestão ou fantasia de minha cabeça. O resultado foi desastroso em todas essas coisas: casamento, negócios, amizades, viagens, saúde etc. Me estrepei e sempre pensava após esses cataclismas pessoais terem acontecidos: "- Eu senti que não ia dar certo, de alguma forma eu sabia...", mas chegar a essa conclusão não resolverá mais, não terá efeito sobre a situação que chegou. Então, atualmente, eu fico atento aos sinais, até desagrado pessoas, mas não ignoro os sussuros que consigo perceber. 

 

Publicado por Rodrih às 12:16 | Link do post
Pontos vermelhos = acessos no mundo!
VISTO POR
fast stats
Get Voip Service
Comentários
Funciona  isso ai
Olá já li essa resposta umas três vezes e poderia ...
oi. vja soh eu sou cristao e a pastora faz todos o...
EU ERA UM IDIOTA UTILEU ACHAVA Q TAVA LUTANDO CONT...
Estou assustada como não conhecemos a pessoa com q...
Oi Flaviana, obrigado por comentar e trazer uma ex...
ola rodrigo, me chamo Flaviana. li o seu blog e go...
obrigado por emanar energia suficiente para minha ...
Oi gente! Obrigada pelas dicas. Eu não penso em vo...
Drika, Drika, que situação! Estou conversando com ...
Rodrigo, voltei. Aqui é a Drika, aquela que bagunç...
Sim! Vida nova numa nova vida! Mas sem se autossab...
ERA O QUE EU PRECISAVA. ALGUMAS COISAS JÁ ESTAVA C...
Rodrigo Caldeira obrigada pelo texto incrível e es...
Vanessa Xavier, eu quem agradeço seu carinhoso com...
"Divindade, limpe em mim as memórias que estão cau...
Gostei cara! tirou a ideia de budismo . tencnca é ...
Oi Eliana, sou muito grato por tê-la no blog e pri...
Natanaela, obrigado por compartilhar aqui sua expe...
Prezado Rodrigo,Que texto maravilhoso e esplanador...
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar
 
Março 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30
31
subscrever feeds
SAPO Blogs