Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

Bens Aventurados os que têm sede de justiça, porque serão saciados.

07.04.10, Rodrih

 

 

 

 

Há quem já ouviu expressões como essas:

 

"Aqui se faz, aqui se paga."

 

"Ninguém sai dessa vida com dívida para pagar depois de morto."

 

"Quem com ferro fere, com ferro será ferido."

 

Entre tantas outras "afirmações".

 

Então, enquanto eu não estava na condição de um sedento por justiça não havia me dado conta do peso dessas expressões, porém, agora, na condição de ter sede de justiça tenho parado para observar o fluxo da vida em minha vida e tenho notado que as expressões são fantasias que não existem para os que têm sede de justiça, talvez para os que não esperam justiça ou um revés da vida àqueles que faltaram com a verdade, fizeram algum mal a alguém. Na minha sede por justiça, caberia uma justiça divina ou do além-mundo à pessoa que me causou extremo mal, que me deu de beber seu precioso veneno de ruindades, ignomínias, inveja e ingratidão; entretanto não vejo nada disso acontecer. E por que não acontece? Será que sou diferente daqueles que lavaram a alma vendo seus maldosos pagarem por suas injustiças? O que teria eu de menor ou pior do que aquele que já me disse que sentiu-se bem em ver com os olhos humanos algo que se tomasse por "justiça feita"?

 

Não, eu não acredito em mais nada que meus olhos não possam ver ou meus ouvidos ouvir. A vida é feita de radiações de energia, ora quando está concentrada de força faz acontecer a sorte ou revés na vida daqueles que estão na "faixa de Gaza" da neutralidade, como se estivessem num campo minado ou não, tudo dependerá de como a radiação de energia atingiria cada um. Enquanto que outros não sofreriam nem sorte nem revés simplesmente porque estariam longe dessa faixa irradiada.

 

Me disseram que a justiça acontecerá sim, mesmo que eu não saiba nunca. Então não é justiça! É até cômico. Porque a justiça para ser valorizada como algo justo precisa do conhecimento do injustiçado, senão não deverá receber o nome de "justiça". Não há o que se pagar para ninguém, não existe essa de que a justiça pode e vai acontecer mesmo que eu não saiba nunca. Seria como subestimar minha capacidade de raciocínio, inteligência e percepção das coisas à minha volta. Alguém já viu juiz sentenciar um réu sem testemunha? E sem reclamante? E sem platéia? Claro que não! Só uma pessoa muito hipócrita acreditaria que a justiça àquela pessoa que lhe fez um mal doloroso pagará sua ruindade longe de seus olhos! Isso é um devaneio!

 

Mas casos, histórias e contos são falados constantemente, muitos desses chegam aos meus ouvidos ou são falados diretamente a mim e o mais interessante é que sempre acontecem com alguém que esse alguém conhece. Poucos me disseram que foram testemunhos de ver a justiça acontecer e ter a alma lavada. Será então que a justiça não acontece àquele que semeia a dor? Será que não existe dividas a serem pagas, simplesmente seguindo a lei de Darwin, que diz ser tudo seleção natural das espécies onde o mais forte come o mais fraco? Então fica a pergunta. Será que alguém está verdadeiramente interessado de só conseguir ver a justiça "divina" acontecer quando tudo passar e só quando se tornar uma alma desencarnada se verá um julgamento celestial acontecer, sentado nas nuvens do fórum dos céus? Claro que não! Até lá já se esqueceu-se os detalhes do sofrimento, o tempo já terá curado muito da ferida aberta e o perdão ao infrator terá seus alívios e condicionamentos para o merecimento da vida eterna.

 

E há quem diga que a justiça realmente acontece e que, inclusive, já viu acontecer. É... eu gostaria de acreditar.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.