Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

ALMA GÊMEA

28.07.10, Rodrih

 

 

Dedico este texto a todas aquelas que passaram na minha vida em busca de sua metade. Acrescentaram em minha alma os seus predicados exclusivos iluminaram os meus passos como a meu próprio coração e contribuíram para que eu me tornasse um ser humano melhor, mais preparado para minha metade. Todas escreveram ao menos uma linha de minha história independentemente do tempo que permaneceram e farão parte dela para sempre, pois pude – com cada uma dessas pessoas, estar mais próximo de mim mesmo e assim sendo de minha busca pessoal e de minha missão de vida.

 

Metade, lua cheia, noite, o reflexo de sua luz na água, o silêncio, a poesia, as minhas metades e as suas. Somos sempre duas metades, porque a vida é feita de escolhas. Somos o sim e o não, ainda que haja o talvez. Somos o amor e a razão, embora exista a loucura. Somos o antes e o agora, ainda que estejamos sempre à espera do depois. Somos luz e escuridão, simplesmente porque uma não pode existir sem a outra. Somos corpo e espírito, embora a essência esteja na alma. Somos medo e coragem, porque dentro de nós grita o desejo. Somos vida e morte, mesmo que acreditemos em apenas uma de cada vez. Somo som e silêncio, ainda que nossas vozes independam deles. Somos um constante ir e vir, porque ainda que estejamos aqui, estamos também em outros lugares. Somos dúvida e certeza, simplesmente porque ambas são idênticas. Somos ilusão e realidade, e em busca de nossas metades de nada nos adianta apenas saber, é preciso sentir, porque somente saber nada significa quando descobrimos que nossas metades são igualmente sagradas e ambas se entregam à inexplicável magia da vida.

 

Encontrar a companhia ideal tem sido, desde o início dos tempos, a maior busca do ser humano, pode-se dizer até que independentemente do sucesso que ele tenha em outras áreas da vida como a profissional, a financeira, a social e até a familiar não se sentirá completo se ao seu lado não estiver aquela pessoa que preenche o seu vazio interno, mesmo quando não está presente de fato. A alma gêmea de cada um pode ter várias definições, o poeta descreve de maneira mais romântica emprestando-lhe como sinônimo o adjetivo maior: Amor. O astrólogo com dados baseados na posição de cada planeta e de acordo com cada signo do zodíaco. O espiritualista pode entender como um espírito complementar, e entre tantos outros conceitos e descrições popularmente podemos dizer que Alma Gêmea é a outra metade da nossa laranja. Mas independente de definições, quem é que não gostaria de passar o resto de seus dias com aquela sensação deliciosa que a gente tem quando está apaixonado? Quando está amando e sendo correspondido. A vida se torna mais bela, mais colorida, mais prazerosa e gratificante. Viver passa a ser um privilégio indescritível, até o corpo responde positivamente a todas essas sensações estimulantes e gostosas. Os olhos brilham mais, a disposição aumenta, a saúde melhora e o astral sobe como se fosse mágica. A vida passa a ser uma experiência motivante. Como definir todos esses sentimentos? É amor? É paixão? É uma empolgação temporária que logo passa? Como saber? Na verdade, as respostas chegam com o tempo, com a oportunidade que nos damos de vivenciar essa experiência. As respostas surgem da intensidade com que nos permitimos viver.

 

No entanto, mais  difícil do que descobrir o que significam tantos sentimentos, creio que seja saber como prolongar ao máximo esses sentimentos bons. Será que isso só é possível se ao nosso lado estiver nossa Alma Gêmea? Ou será que até com ela esse sentimento tende a diminuir ou mudar com o tempo? Qual é o segredo de um relacionamento duradouro e maduro, satisfatório e estável? Seria ótimo se existisse uma resposta pronta. [...] Mas as questões do coração e da vida não funcionam assim. Definitivamente não existem regras para a vida e muito menos para o amor. Cada pessoa é única e a sua individualidade a distingue de todos os outros seres. E é somente que se compreendendo esse fato é que se torna possível entender porque é tão verdadeira a velha assertiva: Gosto não se discute

 

Quando compreendemos as diferenças mais simples entre as pessoas, conseguimos compreender e aceitar as mais complexas, ou pelo menos fica mais fácil tentar. Somos seres adaptáveis e portanto deveríamos ser flexíveis. Temos capacidade de mudar, de evoluir e de fazer novas e melhores escolhas, de acordo com o momento que estamos vivendo, mas principalmente somos capazes de mudar a partir do momento que nos conhecemos, a partir do momento em que nos engajamos num trabalho pessoal, a fim de termos consciência sobre o que realmente desejamos para nós mesmos e pra nossa vida. Somos seres sábios, mas a nossa sabedoria – que é pessoal e intransferível, ou seja, o que é melhor para nós pode não ser melhor para outra pessoa está dentro de nós, e não fora como acostumamos a acreditar e onde costumamos procura-la. E assim, na proporção que conseguimos assimilar essas verdades sobre nós mesmos e daqueles que nos cercam podemos compreender o porque de não existir uma fórmula ou um caminho pronto para encontrar-mos nossa alma gêmea.

A resposta de cada um está dentro de cada um, e um grande começo para encontra-la pode ser deixar de lado uma vez por todas os clichês, aquelas frasezinhas que insistimos em repetir o tempo todo, sem critério, sem consciência como se estivéssemos nos defendendo de algo que não conseguimos conquistar ou de um objetivo que não sabemos como alcançar. Não sabe do que eu estou falando? Quer um exemplo? Vai me dizer que você nunca usou aquela típica: “Os homens são todos iguais, só mudam de nome e endereço.”. Será mesmo? Você realmente acredita nisso? Então porque está perdendo o seu tempo à procura de uma pessoa especial se são todos iguais mesmo? Fique com o primeiro que aparecer e conforme-se que ele também acha que você é igual a todo mundo e só por isso resolveu ficar ao seu lado. Os clichês são limitadores

 

Você não é igual a ninguém e não existe no mundo nenhum outro ser humano sequer igual a você. Mas não pense que esse fato só se aplica à sua pessoa, todos nós somos especiais e únicos, portanto não faça uso da desculpa de que as relações não dão certo porque os homens ou as mulheres não prestam. Caso você insista em dizer isso estará perdendo a oportunidade de conhecer pessoas interessantes, diferentes e essenciais para o seu próprio crescimento.

Para ver um homem como ele realmente é você deve amá-lo incondicionalmente, a menos que o faça ele pode não se revelar a você e o perderá para sempre. (Leo Buscaglia)

 

Trecho do livro de Rosana Braga – Alma Gêmea (adaptado)

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.