Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

Como matar a Deus

05.07.10, Rodrih

Ontem estava vendo alguns trailers de filmes que estão por vir ou já vieram e um me chamou a atenção .

O filme chama-se Creation (A Criação), que retrata como Darwin criou "A origem das espécies".

O livro "A Origem das Espécies", lançado em 1859 por Charles Darwin, foi sucesso imediato de vendas e um marco divisor na história da humanidade. Na época, a obra de Darwin foi acusada de "matar" Deus ao provar que o homem é fruto de uma evolução natural, e não de Adão, como prega a Bíblia. Durante boa parte de sua vida, o cientista seguiu os preceitos cristãos e quando morreu, em 1882, foi enterrado em uma cerimônia religiosa. É sobre essa dualidade: ciência versus religião, que fala o longa "Criação".

Mas hoje em dia penso que para matar Deus precisamos apenas raciocinar.

As armas que matam Deus são o questionamento, entretanto isso não faz com que Deus tema o ceifador de Sua vida. Penso que matar Deus todos nós temos feito. Uns matam à velocidade da luz e do pensamento, outros matam lentamente. É uma reflexão complexa, admito e não estou muito a fim de aprofundar nisso por agora. Mas fica a lacuna sobre o que vou falar em breve aqui neste Blog que faço com muito carinho.