Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

Você é um acumulador?

02.09.13, Rodrih

Fonte: 
The American Journal of Psychiatry - American Psychiatric
American Psychiatric Association
The American Journal of Geriatric Psychiatry - ScienceDirect
Revue Journal français de psychiatrie - Cairn.info
Psychiatrie-francaise.com

VEJA ESSAS CENAS E RESPONDA:

 

VOCÊ PODE SER UM ACUMULADOR?

O que é um acumulador?

Os Acumuladores são pessoas que guardam objetos de maneira excessiva, ou insatisfeitos com a quantidade de pets que possui sai em busca de mais cães e gatos nas ruas, com a desculpa de que estão fazendo um ato de amor ocupando todo ou quase todo o espaço do local onde vivem.

A acumulação é uma doença psicológica que torna a pessoa dependente das coisas e dos animais de tal maneira que não consegue se livrar de nada.

Um acumulador compra compulsivamente coisas que não precisa, ou que pensa precisar um dia, tornando sua casa um depósito, ou que sente necessidade de ver os cômodos da casa ocupados por animais, geralmente cães e gatos maltratados ou doentes, impedindo o bom uso do imóvel, assim como a higienização do local. Imagine que temos um cômodo, cheio de coisas por todos os lados e pelo chão, de uma maneira que não é possível encontrar nada, muito menos organizar. Ou abrir todas as portas da casa e encontrar um cachorro ou gato já ocupante do local. Como este lugar poderá ser limpo?

 Há pessoas que abrem negócios de fachada para disfarçar suas doenças como acumuladoras, a fim de que sejam vistas como normais e úteis à comunidade. Mas é só uma fachada, ainda que trabalhem e demonstrem aptidão para o negócio, porém se você parar para observá-las perceberá que elas não prosperam nem lucram com isso, justamente porque não é este o objetivo de seus "negócios" ou suas "causas", elas simplesmente querem passar despercebidas. 

Para saber se você é um acumulador, veja se essas situações combinam com você:

Tenho muitas coisas, tanto espalhadas como devidamente acumuladas dentro de gavetas e caixas, e não consigo me desfazer delas.

Falta espaço para guardar minhas coisas.

Às vezes eu pego alguma coisa no lixo ou de outras pessoas, objetos danificados, velhos, rasgados com o intuito de consertar e reutilizar. Penso muito na ecologia, na sustentabilidade e por isso tenho essa atitude.

Costumo consertar e reutilizar muitos objetos, e mesmo se eles quebram não jogo fora, mas guardo para um dia consertar.

Mesmo sabendo que não necessito usar algumas coisas, eu uso para poder fazer juz ao que possuo. Se é meu, então vou usar.

Eu sei exatamente tudo o que tenho.

Quando eu preciso de algo, costumo lembrar que o tenho em algum lugar e, às vezes, até encontro em menos de 10 segundos.

Tenho coisas e objetos espalhados pelo chão impedindo a circulação de todos os ambientes.

Algum armário, banheira, cama ou sofá, por exemplo, não está sendo usado por ter muitos objetos meus, principalmente papéis, livros, cadernos, bolsa, alguma roupa etc.

Tenho vontade de guardar tudo o que vejo que pode ser útil.

Tudo o que eu possuo tem um significado importante na minha vida, como uma lembrança, um papel de bombom que me impede de descartar.

ou:

Eu amos os animais e necessito dar proteção, carinho e segurança a todos eles.

Sou protetora dos animais e por isso não me interesso por dinheiro, só por eles.

Tenho uma (ou várias) organizações de resgate, proteção e salvamento de pets, recruto pessoas para se tornarem voluntárias dessa causa.

Não trabalho, mas não tenho tempo porque cuido dos animais.

Já tenho um cão e um gato, mas sinto que posso ter dez cães e dez gatos sem problema algum.

São todos anjos, dou nome de pessoas para cada um deles e prefiro pets às pessoas. 

Caso você se identificou com algumas das situações acima, consulte um psicólogo e aprofunde o assunto para saber como lidar com isso. É extremamente importante aceitar que se tem uma doença e que quer curá-la. Só desta forma será possível descartar os objetos inúteis e voltar a ter uma vida de qualidade.

Como saber o que eu não preciso guardar?

Primeiramente é essencial que você saiba o tamanho real da sua casa, e que tudo ( todos os itens e objetos) deve ter uma casa. Isso significa que tudo o que você tem deve ter um lugar propriamente dele, um local onde será guardado ou armazenado.

Você precisa saber se o objeto é útil na sua vida. Faça uso do OPAPO: O que? Para que? Por que? assim: 

O QUE É? (ou tenho) 

Jornais ou revistas 

PARA QUE servem? 

Recortes para escola das crianças. Textos para trabalhos e projetos. 

POR QUE será útil na minha vida? 

Não, eu não tenho filhos. 

ou 

Tenho filhos, mas eles navegam na internet e podem pesquisar todo este conteúdo. 

RESULTADO DO OPAPO: Não preciso guardar revistas e jornais velhos. Isso vale para revistas de costuras, receitas, etc. 

Para servir de consolo estímulo: Há tudo na internet e se precisar de comprar alguma coisa você poderá pesquisar na internet onde encontrar por um preço acessível ou mesmo pedir emprestado. 

Lista de coisas que você pode jogar fora sem medo de ser FELIZ:

  • revistas antigas, por que? Porque tudo o que há nelas você encontra na internet. Mas ao folhear as revistas lembro de coisas que posso querer saber ou preciso saber mais, como fazer? Simplesmente folheie novamente uma por uma e a cada coisa interessante rasgue a folha da revista e arquive-a numa pasta com aquelas centenas de plásticos encardenados chamada: "Pasta Catálogo A4 Portfólio"
    Pasta Catálogo A4 Portfólio Cinza

     

     
  • encartes de supermercado, a menos que você seja um publicitário ou trabalhe com impressões gráficas e precisa tê-los para identificar a gramatura do papel, a cor CMYK, formatação etc. Então você fará uso da pasta acima ou da pasta abaixo chamada: "Pasta de arquivo"
    do contrário, não pense duas vezes e descarte.
     
  • revistinhas tipo avon, submarino, de propaganda - Motivação: São tão inúteis quanto imagina, não vale a pena.
  • jornais - Motivação: Todo o conteúdo você encontrará na internet.
  • cosméticos fora de validade - Motivação: Você corre o risco de ter uma reação alérgica, e com a pele não se brinca.
  • medicamentos fora de validade - Motivação: Não é inteligente arriscar sua saúde por preguiça de comprar outro remédio.
  • tudo fora de validade
  • canetas sem tampa - Motivação: geralmente elas não riscam porque resseca a esfera que fica na ponta, além disso vão sempre riscar sua mão, sua roupa e se estourar a tinta (por superaquecimento) sua roupa, sua bolsa ou mesmo seus papéis ficarão irrecuperáveis.
  • canetas velhas
  • caixas de sabão em pó vazias - Motivação: são inúteis porque não servem para guardar nada, tanto pelo tamanho como pelo resíduo contido dentro das caixas, que são tóxicos.
  • escovas de dente velhas - Motivação: primeiro porque não farão a higiene bucal como quando eram novas, depois porque estão repletas de bactérias nas serdas e isso é um banquete para atrair mais bactérias e ácaros.
  • meias sem par - Motivação: Não! Você não vai encontrar o outro pé, e também não usará como coador de café, portanto jogue fora rapidamente. Se algum dia você encontrar o outro pé, este não terá mais seu par, daí mais outro motivo para jogar fora.
  • garrafas vazias - Motivação: Tanto faz de vidro como de plástico, descarte tudo, sempre há os recicladores que aproveitarão esses objetos, não se preocupe, pois você estará ajudando a natureza de alguma maneira. Caso pense em guardar para usar para si, esqueça, pois você nunca usará.
  • brinquedos inúteis do mcdonald’s - Motivação: Esses brinquedos só têm vida útil durante o momento em que a criança está na lanchonete, não se iluda porque logo logo ele quebrará, e nunca há conserto, já que esses objetos são fabricados na China por maquinários de alta pressão, jogue fora na primeira oportunidade que quebrar ou que a criança já não mais der moral para o brinquedo.
  • esponjas, panos de prato e de limpeza velhos - Motivação: Lembra do que falei sobre as escovas de dentes velhas? Então imagine essas coisas...
  • potes de sorvete vazios - Motivação: Bom, esses potes podem servir para acumular mais coisas, ou, quem sabe, organizar pequenos objetos, mas vá com calma, se não tiver mais o que guardar e tiver sobrando potes vazios, descarte-os sempre!

    No mais você mesmo poderá perceber a motivação para descartar os objetos inúteis, basta ser crítico e pensar como o Spock (da Jornada nas Estrelas), que se abstem de sentimentos, que enfraquecem e nos deixa a mercê da sorte.
     
  • sapatos velhos que não tenham reparo
  • roupas velhas e furadas que não tenham reparo
  • elásticos e prendedores de cabelo velhos
  • coisas que você não usa nem vê utilidade (no geral)
  • sachês de catchup e temperos de fa(s)t-food
  • papéis e livros da faculdade
  • trabalhos de escola das crianças
  • livros escolares antigos
  • panelas e potes que você não usa mais ou odeia
  • caixas vazias
  • comidas velhas na geladeira
  • listas telefônicas antigas
  • disquetes velhos
  • cds antigos de computador
  • programas antigos de computador
  • pilhas e baterias velhas
  • acessórios velhos e inúteis de computador
  • pôsters que jamais vai usar nas paredes
  • velas queimadas
  • coisas que você sabe que jamais usará
  • frascos vazios de shampoos, hidratantes, coisas do tipo
  • lingerie velha
  • tupperwares sem tampa e velhos
  • artigos de cozinha quebrados, tipo xícaras
  • óculos de sol velhos ou quebrados que você jamais irá arrumar
  • registros médicos antigos que não têm mais importância
  • lençóis e fronhas velhas e sem conjunto
  • travesseiros e colchões velhos
  • perfumes velhos ou que você odeia
  • cds que você não gosta ou não ouve
  • ímas de geladeira que não importam
  • material de artesanato estacionado
  • caixinha de costura
  • folhetos de comidas entregas em domicílio
  • fitas de vídeos que não funcionam mais
  • filhotes de pets abandonados
  • cães de porte pequeno e médio, preferencialmente abatidos
  • caixas de papelão (sempre vêm a intenção de usar como casa para os pets)

Agradecendo pela lista montada por: Thais Godinho.


O que eu posso guardar como objeto de lembrança?

Os acumuladores colocam nos objetos um significado emocional, alegando que não poderá descartar pois “aquilo” é importante na sua vida. É muito bom lembrar datas e fatos, porém temos uma memória maravilhosa pra isso, não é preciso guardar itens sobre cada coisa que aconteceu na nossa vida. Se você guarda algum objeto que ao olhar demora a se lembrar da historia ou do fato que ele significa, isso quer dizer não foi importante pra você, não marcou sua vida nem sua memória, portanto não há porque guardar. 

Os Objetos de lembranças devem ser somente aqueles que formam uma boa lembrança. Não guarde coisas de fatos que aconteceram e não te deixaram feliz, que trouxeram desgraça e momentos ruins em sua vida. Recordar é viver, e ninguém quer reviver desgraças. 

Segue algumas dicas de itens que podem ser guardados como lembrança:

  • Lembrança dos filhos: a primeira roupa usada, roupa do batizado, o primeiro brinquinho, o primeiro desenho, a primeira vez que conseguiu escrever seu nome.
  • Lembrança de parentes queridos, vivos ou que já faleceram: Um presente ou um item pequeno que a ele pertenceu/pertence desde que não seja roupa.
  • Suas Lembranças: um objeto de uma viagem inesquecível, o primeiro recadinho/ presente o do seu amor, por exemplo.

Organizar as lembranças

Compre uma caixa de madeira ou papelão grosso, pense no tamanho da caixa levando em consideração o local onde ela será guardada.

Escolha um local para guardá-la.

O seu limite de lembranças deverá caber nessa caixa, jamais compre uma caixa nova para guardar mais lembranças. Se quiser incluir novos itens, revise sua caixa de lembranças e observe o que poderá ser retirado. 

Texto de referência: Blog eu organizo


 Mais informações sobre o acumulador compulsivo: clique aqui

 

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.