Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

Conhecer, ficar, enrolar

27.07.15, Rodrih
É interessante como estamos sempre nos enrolando, geralmente presos a alguém ou alguma coisa. Somos dependentes de âncoras, como barquinhos à margem de algum lugar, precisamos estar presos em alguma coisa. Essa necessidade pode ser um referencial de segurança pessoal. Mas será isso mesmo? Tudo o que nos prende a uma dependência de vínculo é prejudicial. Conhecer, ficar e enrolar são palavras que definem bem o que fazemos com tudo o que nos rodeia - e às vezes nos odeia. (...)

Herança e legado

18.05.15, Rodrih
A Herança tanto pode ser genética, que é referente ao conceito biológico de herança de genes e doenças, também pode ser por herança informática, que é referente ao conceito de informática de orientação a objeto, há a herança no direito, que é referente à herança do ponto de vista jurídico. A herança é um bem, direito ou obrigação transmitidos por disposição testamentária ou por via de sucessão. E legado é tudo aquilo que se pode transmitir às gerações (...)

O amor não é para você

04.05.15, Rodrih
Queria tanto poder falar sobre o Amor, mas há dias que tento e não consigo. A inspiração vem enquanto estou só pensando, depois se esvai quando me aproximo do computador. E a vida vai se encarregando de me dar assunto, exemplos, motivações para eu falar deste assunto quase impossível de ser dito. O amor... Para mim o amor não existe, é uma utopia, algo que o ser humano criou para que pudéssemos escravizar outras pessoas, torná-las inseguras e desarmadas. Também para (...)

Amor Próprio, uma questão de dignidade.

09.04.15, Rodrih
Há bom tempo, desde que me envolvi com a primeira mulher que viria entrar na minha vida, e ininterruptamente até a última com quem me relacionei entre tapas e beijos, não obstante e também com uma a quem prestei serviços (ou pelo menos tentei) têm, entre si, uma característica peculiar: O CONVÍVIO CORROSIVO. Me dei conta hoje, agora, para dizer a verdade, aqui às 03:39 horas da manhã, em que estou morrendo de sono, com febre e com a garganta inflamada. Sinto fome e minhas (...)

...

25.08.14, Rodrih
(Para Tradução: Toda forma de amar ainda vale, mas o amor apaixonado, este está morto. Não existe amor nem paixão, o que existe se chama solidão. Aceite isso e viva em paz.

Meninas, PELO AMOR DE DEUS, adiram!!!!

25.10.13, Rodrih
Meninas, moças, mulheres pelo amor do Santo Cristo, parem de se expor tão vulgarmente como andam fazendo dançando o funk, ponham na cabeça que suas danças, por mais sexys que pareçam ser, fazem vocês se tornarem promíscuas, objeto de putaria, inúteis para um bom papo, uma boa companhia, sem futuro nem qualidade para um bom casamento, ou mesmo boas companheiras. O mundo lá fora não precisa ver que vocês sabem rebolar e se expor com tanta vulgaridade. Não entendo isso, eu que (...)

Um amor nas alturas

09.09.13, Rodrih
Aos 12 anos via a cômoda mais alta de 1,60 rente à minha testa. Tudo parecia ter dimensões maiores na minha vida, pela casa por onde eu andava. Aos 15 anos eu comecei a olhar pra minha mãe olho no olho, era estranho, principalmente quando ela corria atrás de mim com um cinto na mão. Naquela época se corrigia a cintadas, agradeço por isso. Já aos 16 anos, como num passe de mágica, eu já andava de ônibus com os punhos transpassados na barra do teto, ficava praticamente pendurado (...)

Paixão, o começo de tudo.

10.07.10, Rodrih
  Eu estava comentando com uma pessoa querida sobre o retorno que todo início de uma paixão requer para que subsista e perdure. Como a necessidade que existe de você manter um interesse constante, manifestado em diversas formas para a pessoa de quem você está sentindo atração e interesse, quero dizer, o feedback é necessário para que a paixão não esfrie e não acabe demasiadamente rápido.   Tanto no MSN, quanto por outros canais de comunicação como:

Palavras ao Vento

21.10.09, Rodrih
  Palavras Ao Vento Cássia Eller Composição: Marisa Monte / Moraes Moreira Ando por aí querendo te encontrar Em cada esquina paro em cada olhar Deixo a tristeza e trago a esperança em seu lugar Que o nosso amor pra sempre viva Minha dádiva Quero poder jurar que essa paixão (...)