Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

Doloroso

19.10.09, Rodrih
Ainda é dolorosa a vida de sem-casamento. Minha mente sofre tanto com isso tudo. Meu corpo padece uma tristeza íntima profunda. Meus ossos estão distraídos e minha juntas já não se importam mais de articularem-se. Meus olhos ardem de sono e minha cabeça dói de tanto ficar acordado. Sinto medo de dormir, dormir traz sonhos e geralmente sonho com o meu casamento. Meu intestino está saudável, mas não me alimento corretamente há dias, já sinto os efeitos da fraqueza. Mi (...)

...estou sentado à beira de um caminho que não tem mais fim...

21.07.09, Rodrih
Eu não posso mais ficar aqui A esperar! Que um dia de repente Você volte para mim... Vejo caminhões E carros apressados A passar por mim Estou sentado à beira De um caminho Que não tem mais fim... Meu olhar se perde na poeira Dessa estrada triste Onde a tristeza E a saudade de você Ainda existe... Esse sol que queima No meu rosto Um resto de esperança De ao menos ver de perto O seu olhar Que eu trago na lembrança... Preciso acabar logo com isso (...)

Obrigado Alice pela linda canção..

17.07.09, Rodrih
  Jeito de matoPaula FernandesComposição: Paula Fernandes e Maurício Santini Participação especial: Almir Sater     De onde é que vem esses olhos tão tristes? Vem da campina onde o sol se deita Do regalo de terra que o teu dorso ajeita E dorme serena, no sereno sonha De onde é que salta essa voz tão risonha? Da chuva que teima, mas o céu rejeita Do mato, do medo, da perda tristonha Mas, que o sol resgata, arde e deleita Há uma estrada de pedra que passa na fazenda (...)