Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

Agora estou no caminho certo (não se iluda)

23.10.21, Rodrih

vórtice.jpeg

Acabei de vivenciar uma situação aqui com uma amiga, a quem tenho intimidade e amizade como um leal protetor e escudeiro. Mas fazer esse post aqui não será fácil de iniciá-lo, até porque, este parágrafo está sendo escrito assim, justamente para eu introduzir a ideia ao contexto deste post. O inferno da vida é este aqui em que vivemos, e nem todos terão a vida tão desejada e querida que se imaginava quando criança. Desafios virão e cada um de nós terá que fazer escolhas o tempo todo. Terão aqueles que optarão pela luta diária, a fé e a conquista de uma vida melhor por meio da capacidade intelectual ou braçal. Terão aqueles que, desde cedo, optarão pela vida mais fácil, prejudicando seja quem for, se tornando nômades da moral, se adaptando a situações para obter vantagens, riqueza e luxo, roubando se necessário, aplicando golpes se der certo. Ainda há aqueles que não serão tão diretos assim com terceiros, mas consigo mesmos, se prostituindo de alguma forma, seja transportando entorpecentes, seja espionando projetos alheios, seja ganhando dinheiro em troca da venda de seus corpos para o sexo pago. Dizem que a vida é feita de escolhas, mas o que isso realmente quer dizer, não é exatamente o que essa frase diz. A vida é feita de apenas uma escolha, sim, essa é a verdade absoluta. Você só escolhe uma vez e o que vier depois, são escolhas secundárias na linha desta primeira. Você tem toda a liberdade de fazer o que quiser em sua vida, principalmente nos dias atuais, mas não pode se iludir nem ser inocente a ponto de se enganar por escolhas erradas, e tampouco deveria se iludir dizendo que agora está no caminho certo, depois de ter feito inúmeras escolhas erradas ao longo de sua caminhada até o atual momento. Não se iluda, porque seu caminho certo não é o que você passa a escolher daqui pra frente, mas era aquele da sua primeira escolha, e única. A vertente que se segue daquela primeira escolha para as escolhas seguintes estão relacionadas umas às outras e os lapsos de consciência que você terá, às vezes, serão de sua mente inconsciente relutando para frear você de seus atos errados. Mas o que é certo e o que é errado? O certo é o que você faz sem prejudicar alguém, seja de que maneira for, seja a si mesmo. O errado é o contrário disso. Se está se prostituindo, então está fazendo o errado. Se está alcoolizando seu organismo para fazer companhias em troca de trocados, também é errado. E mesmo que esteja em ambientes de submundo, mas você busca fazer as coisas sem prejudicar alguém nem a si mesmo, então está fazendo o certo. Não é o meio que responderá pelo certo e o errado, mas a escolha que você faz. O segredo está na primeira escolha de cada decisão a ser tomada. Se é errada, não faça, evite, se afaste, refaça seus planos, siga com foco e fé, porque a energia da vida reconhece aquele que paga o preço pela escolha certa que faz. Se você tem ou teve alguém que escolheu ensinar como fazer as boas escolhas e ignorar as más escolhas, e depois você escolhe fazer as más escolhas, então entenda que a quem é muito dado, muito será cobrado, e o universo não lhe poupará do preço a ser cobrado por sua escolha ruim. Se a vida lhe quiser bem, vai lhe fazer pagar um preço caro de forma rápida e objetiva, mas geralmente essas pessoas são raras de existir, e o preço a ser pago vem em prestações demoradas, fazendo com que tais pessoas fiquem nesse meio por muito mais tempo do que planejaram. Nunca se consegue executar um plano de fuga quando se faz escolhas ruins. Nunca se consegue manipular a energia da vida. Então, fazer escolhas certas, principalmente se você já foi ensinado, orientado, conduzido, alertado várias vezes, é o melhor caminho, e a energia da vida lhe abrirá caminhos para que sua mente consciente permaneça plena e em harmonia. Ao experimentar os sabores de suas escolhas erradas, saiba que você vendeu a alma ao diabo e que seus planos de trilhar por esses caminhos terá o seu controle, que você saberá a hora de parar, bom... não quero te desanimar, mas não é assim que funciona a energia da vida. Você tem o livre arbítrio sim, mas não é você quem escolhe quando os desdobramentos das suas escolhas boas ou ruins irão parar. Não está mais no seu controle nem no seu poder. Tudo vai depender do quanto você foi preparado para fazer as escolhas. Se você foi alertado dos males das escolhas ruins, então permanecerá nele até que não lhe reste muita coisa de sua dignidade e de um psicológico razoavelmente são. Será neste momento em que você terá passado pelo inferno e estará retornando à vida sem carregar nada consigo. Tudo tem um preço, como diz o ditado: "O pai rouba, o filho come e o neto morre de fome", nada nessa vida passará sem um ajustamento de contas. Por mais que sua intenção de fazer escolhas erradas seja para ajudar terceiros, fazer o bem a inocentes, você pagará o preço vendo os seus protegidos pagando o preço por você. Quanto mais cruel é a forma dessa cobrança, mais interessante se torna ao universo. O neto morrer de fome leva à reflexão que de nada adiantou do filho comer e do pai roubar. O preço por isso é caro e injusto, porque o neto não foi quem roubou, nem foi quem comeu, mas pagou pelos dois. O filho também pagará ao ver seu filho morrer de fome, quando ele mesmo comeu muito o que foi roubado por seu pai. O pai também pagará ao ver seu neto morrer de fome, quando ele proviu seu filho para que comesse fartamente. Pagaram os três, a conta foi cobrada de forma devagar, cruel e contínua. Ninguém escapa. A quem é muito dado, muito será cobrado. Se iludir de que o que a mão esquerda faz, a direita não saberá é ultrajante, já que ambas fazem parte do mesmo corpo e são controladas pelo mesmo cérebro. Então nada fica escondido, porque o cérebro e o corpo da vida é o universo, a sua força está na energia que controla e vê tudo. Você pode parar de seguir pelo caminho errado, pode até viver uma vida no caminho certo, mas, dependendo do quanto suas escolhas ruins foram pesadas demais, você não estará livre de viver em paz, mesmo já se acostumando a trilhar no caminho certo. E mesmo vivendo de novas escolhas certas, em caminhos certos, você sempre estará intoxicado pela experiência das escolhas erradas, e suas vivências. Sua mente consciente lhe garantirá não se esquecer disso. Não bastasse ser cruel o bastante não esquecer de suas experiências trilhadas nas escolhas erradas, você ainda terá a cereja do bolo que é a de sempre ter a oportunidade de recair. Só recái aquele que já conhece o caminho para o inferno, e o tempo não tem pressa. A vida controla o tempo, controla você. O universo controla tudo, e você é só um nada nesse tudo, sucetível à energia de suas escolhas. Estando diante de uma escolha ruim, sabendo que é ruim, consciente de que é nociva ao seu corpo ou sua mente, talvez até pior, de que é nocivo a alguém, então se lembre de que a sua escolha definirá o preço que você terá a pagar a partir do momento que atravessar a porta de sua nova decisão errada. Se recuar poderá sofrer para sobreviver à situação ruim, poderá mostrar a si e ao universo que escolheu fazer o certo, ainda que seja doído e sofrido, então a energia da vida lhe compensará quando tudo estiver sanado ou curado. A escolha é sua, mas é um caminho sem volta, é sempre para baixo, é estreito e tem uma força que te puxa, mas não repele, porque todos os que escolhem a via mais fácil no erro são bem vindos e muito bem quistos, afinal tudo é energia e sua energia nessa realidade tem muito valor, e é a sua energia que manterá toda a força funcionando perfeitamente. Nesse plano da vida, a energia das escolhas ruins não se misturam nem se fusionam com a energia das escolhas boas, porque são independentes, apesar de estarem uma ao lado da outra. Conseguir atravessar para o lado inverso é fácil para quem vem no campo de energia das escolhas boas, e impossível para quem está no campo de energia das escolhas ruins. Você poderá estar mais afastado do vórtice, onde a intensidade dessa energia das escolhas ruins é infinitamente maior e mais destrutiva, mas não significará que estará mais perto de entrar no campo de energia das escolhas certas, significará que estará recebendo menor impacto dessa energia carregada, nociva e cruel. Mas é melhor do que nada, estar na extremidade do vórtice é melhor do que estar no seu centro. Suas escolhas certas, feitas no campo de energia das escolhas ruins não faz de você melhor nem mais especial, só afastam você do centro nervoso desse campo de energia pesada, e a melhor justificativa disso é que as mentes das pessoas que escolhem o certo em suas primeiras escolhas, nunca terão conhecimento das experiências e vivências, das facilidades e vantagens das escolhas erradas, então sempre que estiverem em dificuldade optarão novamente em escolher fazer o que é certo. Já o contrário de quem teve algum contato de experiência e vivência com os recursos e desdobramentos das escolhas erradas, que sempre terão em mente que podem fazer novas escolhas erradas, que justifiquem suas situações e assim se tornam uma saída momentâne para a situação ruim, até que possa passar e tudo ficar bem de novo. Isto é, a mente já está intoxicada, diferente da mente de quem não tem tal toxidade. Sendo assim, faça escolhas certas, não se dê ao luxo de pensar que uma escolha errada, que facilitará sua vida, que fará você cortar caminho lhe dará vantagem na sua experiência de vida. Tudo o que você passar a viver depois da sua escolha é responsabilidade sua. E se você pensar que já que está no inferno mesmo, então que há de se fazer senão abraçar o capeta, entenda que esse ambiente não é um redemoinho gigante que leva para um centro e pronto. Não. Esse vórtice leva a outro mais profundo, que leva a outro, depois a outro, até que sua alma se perca e você nunca mais conseguirá encontrar a saída, nem depois de morto. E viver a eternidade perdido em sofrimento sem fim, por causa de escolhas mal feitas é, no mínimo, por si só, a pior das angústias para se viver em consciência pelo universo. Pense nisso antes de fazer escolhas burras.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.