Com base no que aprendi arduamente durante os seis anos como um homem divorciado, montei um manual para quem atravessou a ponte dos descasados. É como desencarnar, isto mesmo, fechar os olhos e morrer para depois abrir os olhos e ver um mundo novo no qual você é a única pessoa responsável por sua sobrevivência diária. Não matará um leão por dia, mas dezenas, tudo em forma de autossabotagem. Portanto muito cuidado com o sentimento de bem-estar, de liberdade ainda que tardia. Humildade nessas horas é o seu antídoto. Você estará no berçário da vida sentimental, terá que reaprender a andar, a falar, a comer, e principalmente a sorrir. Este último é o mais difícil, apesar que você descobrirá que existem tipos e tipos de sorrisos, mas há somente um sorriso do qual você não conseguirá tê-lo consigo, que é o sorriso da pessoa apaixonada. Vai demorar um tempo, talvez anos para você sorrir esse sorriso novamente. Poderá acontecer de você sorrir apaixonada e descobrir que era autossabotagem, mas isso é uma coisa que você terá que incluir no seu reaprendizado e reinvenção. Agora que você se separou deixo quinze dicas e orientações para que você possa seguir a vida com o seu melhor e sem alimentar os monstros que, com certeza, irão tentar tirar você do sério.
 
1. Separada, eu?!
 
Use a expressão "recém-solteira" e nunca mais diga a expressão "separada" ou "recém-separada", porque tudo o que puder lhe deixar livre desse passado desgastante, inclusive as lembranças, você deverá fazê-lo. Sendo recém-solteira (vale para os homens também: recém-solteiro), você trata da delicada situação em que está passando de maneira bem humorada e também dará um recado aos desavisados, de que você está com a cabeça erguida, em harmonia e olhando pra frente.
 
2. Vou pra casa da mamãe!
 
Não, não vá para a casa de seus pais, este é um erro que deve ser evitado, mude-se para um espaço diferente, menor, quanto menor melhor para passar suas fases iniciais do baque da separação. Lá recomece em paz. Arrume do seu jeito, tanto pode parecer uma caverna inóspita, como pode ser uma casa de bonecas. É o seu cantinho, é seu cafofo, seu esconderijo. Desenvolva manias saudáveis como tirar os sapatos na entrada e calçar um chinelinho do cafofo para dentro, cultive uns vasinhos de hortaliças como coentro, cebolinha, salsinha, pimenta etc. Evite plantar flores, porque elas demoram vir, e quando vem logo caem e isso gera frustração. Compre flores que depois serão descartadas, preferencialmente quando você as deixar secar ao sol e depois batê-las no liquidificador com cascas de ovos secas. Será um adubo e tanto para suas plantinhas. Coloque apenas um tapete no chão ao lado da sua cama, também fique atenta de colocar um ou três travesseiros, mas nunca dois tapetes, dois travesseiros, dois criados-mudos etc. Tudo que energizar a ideia de casal você deve evitar. Dois copos não, mas três... ou um. É o seu momento egoísta, abuse dele por três meses, depois volte ao normal, isto é, se torne uma pessoa sensata e bondosa. 
 
3. Meu pet, minha vida...
 
Também evite esse tipo de companhia, porque deixará você tão isolada e tão dependente do bicho, que sua vida se tornará um poço de manias. Tá, tudo bem, eu disse para você ter algumas manias, mas que sejam saudáveis. Um animal de estimação nesses momentos não lhe será a melhor escolha, porque quando você precisaria estar mais íntima consigo mesma, estará íntima do bicho. Evite bichos que você possa pegar, como cão, gato, chinchila, tartaruga, papagaio etc. Prefira aqueles que você não pode pegar, como peixes de aquário, cavalos-marinhos etc. Será uma terapia importante para você entender que não deve ter um pet estando hiper-mega-ultra-super carente e sensível. Mas se quiser colocar potes com água doce e flores artificiais para atrair beija-flores para sua janela, isso será interessante.
 
4. Cinéfila, eu?
 
Assista a muitos filmes de aventura, ficção dentre outros, evite os filmes de comédia romântica. Drama é bom, pois camufla seu choro, que por um lado é pelo filme, mas pode ser que naquele momento você esteja precisando chorar. Preste muita atenção nas falas, tenha por perto um bloco de papel e uma caneta para anotar as falas que lhe soarem importantes, como pensamentos que você concorda ou estejam de acordo com seu modo de pensar e agir.  

5. Tô chapada! 

Evite remédios antidepressivos, a menos que você tenha consciência que lhe serão necessários para esses primeiros momentos, mas tenha mais consciência ainda de que você precisará parar com eles tão logo sentir-se capaz de lutar com sua própria cabeça, sua mente e sua força de vontade. Também evite outros tipos de fugas como tóxicos, entorpecentes e álcool. Ter vícios nessa fase é caminhar para a beira do abismo e viver sob a expectativa de cair infinito abaixo. Então tenha conciência disso e troque o vício pela condição necessária de ajuda. Muitos psiquiatras são toscos e só acreditam que remédio é o que dará a você vida harmônica, mas na verdade estarão transformando você numa zumbi-racional. Evite concordar com o que o psiquiatra acha que é o mais certo para você e lembre-se que ele também ganha quando você compra o remédio que ele receitar. Isso você verá nos filmes e tirará conclusões por si só.  

6. Tô online... 

Estar online é bom, mas o excesso é muito péssimo! Fique online para jogar algum joguinho que tire você da sua realidade e faça com que você se distraia. Mas evite a todo vapor o uso de whatsapp, facebook, instagram e google+. Vá para o twitter, pois lá você não tem muito espaço para poder falar o que quiser, senão o estritamente necessário. Eu particularmente detesto o twitter, mas ele tem lá seu valor nesses momentos. Para evitar whatsapp compre um celular daqueles que nem internet captam, você vai adorar a desintoxicação! Quanto ao facebook, tenha o privilégio e o enorme prazer de encerrar sua conta, mas deixe marcado que pretenderá retornar. Se quiser usar o instagram, faça isso fotografando a natureza por onde você passar, fotos de jardins, pássaros, borboletas etc. Experimente e verá que será uma experiência interessante. Nudes nem pensar, principalmente quando não tem ninguém para quem enviar. Não adianta insistir, não faça nem que diga que é para se ver, ainda assim não faça. Todas as vezes que se ver, por mais gostosa que estiver se verá sozinha sem ninguém confiável para te apreciar, então não vacile dessa maneira.

7. Comer fora?! 

Se você sempre cozinhou para o ex, então alterne e vá comer fora, encontre uma cantina ou pequeno restaurante familiar e almoce lá vez outra. Procure almoçar dia sim, dia não. Isso evitará que você tenha um gasto maior e ainda manterá sua saúde. E nos dias que não almoçar na cantina, então inove, almoce no seu cafofo, invente uma salada e se lambuze com ela e os temperos desidratados deliciosos, que você comprará na feira. Se você nunca cozinhou para o ex, então compre panelas de aço inox com tampa de vidro, entre no Google e pegue receitas daquilo que tem vontade de comer e nunca teve coragem de tentar fazer. Arrisque! Você irá gostar. Tenha sempre frutas fáceis de comer na geladeira, como maçã-fuji, mamão formosa, pêra, uva e pêssego. Se tiver ameixa vermelha melhor ainda. E fora da geladeira banana-prata, laranja-pêra e melão. Não tenha tudo de uma vez, porque enjoa ficar vendo e a vontade de comer vai embora. Se inventar de comprar muitas frutas saiba que será importante você reduzir o volume delas para 1/4 do que são, os outros 3/4 você deverá fazer uma salada de frutas com as dicas que você pegar no Google. Faça gelatina e deixe os pedaços das frutas imersos. 

8. TV e som?! 

Só televisão com DVD. Esqueça por um momento os telejornais e as novelas. A TV deverá servir apenas para você assistir a seus filmes, portanto esteja cadastrada em mais de uma locadora de filmes e amplie as variedades ou assine um canal de tv como a Netflix ou outro. Evite ter um som no cafofo, porque sempre passa aquela música que marcou um momento que precisa ser esquecido. 

9. Telefone fixo pode, né?! 

Em primeiro lugar mude o número, avise as poucas pessoas que merecem saber do seu novo número. Seu celular basta como meio de contato para você receber ligações. Se para ter internet será necessário ter telefone fixo, então use somente a internet do celular. Isso evitará que você fique sentada mofando na frente da tela de um computador a noite inteira. Vá por mim, tudo o que recomendo eu fiz o contrário, só me ferrei até entender que fazer o contrário do que eu estava fazendo (que é o certo como recomendo aqui) é que as coisas poderiam ter melhorado pra mim.  

10. Livros de autoajuda é uma boa né?! 

Depende. Pra você na fase em que se encontra não é lá essas coisas. A menos que o livro lhe remeta para renovar sua vida na balada, no guarda-roupas, na sensualidade, na autoestima e na organização pessoal. Há também recursos como meditação, métodos como ho'oponopono, além das orações diárias quando se levanta e quando for se deitar. Mantenha seu corpo fechado para não se perder demais no deserto que você estará começando a atravessar.

11. Reconciliar com Deus 

Sim, é uma opção muito boa. Faça isso, procure ficar de bem com Deus e todo seu reino celestial. Estando em paz espiritualmente os abalos sísmicos de sua fé não permitirá que você caia em tentação e se exponha demais ao ex ou aos amigos, não deixará você despirocar, nem deixará você fazer besteiras.  E se você achar que valerá a pena se envolver na comunidade, participar dos eventos, então vá, encare essa novidade e faça novas amizades.

12. Exercícios físicos é da hora? 

Sem dúvida, mas não exagere. Não queira entrar na academia para ficar bonita na foto, isso é autossabotagem e você com certeza irá abandonar essa ideia tão logo começar. Prefira fazer caminhadas, daquelas bem longas, que faça você cansar de tanto pensar. As caminhadas distantes começarão sempre com a cabeça cheia de pensamentos, raciocínios, mas num dado percurso seu cérebro cansa e você passa a ter uma caminhada mais saudável e leve. Evite fones de ouvido, pois é para evitar aquele lance das músicas e tal, a menos que você grave suas músicas. Se puder ouvir músicas clássicas ou aquelas de relaxamento será ótima pedida. Lembre-se que a caminhada deverá levar seu corpo à exaustão, preferencialmente se esta for feita no entardecer. E por que isso? Para que você realmente apague quando deitar para dormir. 

13. E se eu conhecer alguém... 

Tenha amores a tiracolo, mas nunca se entregue nesses momentos de travessia do deserto com o coração na bandeja. Divirta-se, beije, transe, faça até estrelinhas, mas não jogue com o seu sentimento e menos ainda com o sentimento da outra pessoa. Eu sei, é inevitável, mas não se iluda, porque você está frágil e carente. Aprenda coisas novas com esses novos amores, ensine coisas suas também. Tenha companhia para dar risadas e se divertir com alguém que goste de sua companhia, mas evite a todo custo declarações de amor como: "eu amo você", "eu adoro você", "eu sou louca por você" e evite também chamar a pessoa por apelidos carinhosos como: "amor", "amô", "mozão", "neguinho", "vida", "xuxu" etc. Chame pelo nome, seja realista e não piore as coisas nem torne seu relacionamento o vício e o erro da relação anterior. Seja mais prudente!  

14. Meu amigo é amigo do ex.. 

Afaste-se de todos os amigos que são amigos do ex. A menos que eles se afastem do ex e se aproximem de você. Se alguma amiga, por exemplo, chegar e dizer que viu o ex em tal lugar ou com tal pessoa, seja categórica e corte o assunto na hora, não seja educada nem boa gente. E se afaste dessa pessoa como o diabo se afasta da cruz, será a melhor coisa que você fará para sua vida ter foco e paz. Não tenha medo de afastar-se dessas amizades, mesmo que seja por um tempo necessário, será interessante para ver o quanto você tinha seu valor com cada um deles, e se perceber que ninguém te procura mais será porque você nunca foi interessante, então elimine-os de sua agenda de contatos. Lembre-se que você sempre fará novas amizades, isso será uma constante na sua vida. 

15. E minha família? 

Viva a intensidade de ter uma família para servir como seu refúgio e sua fortaleza, a menos que sejam pessoas difíceis de lidar. Se for, então escolha amigos ou novas amizades para você adotar como sua família. Mas lembre-se de sempre voltar para seu cafofo! Uma vez ou outra durma na casa de seus pais, mas que seja uma coisa rara. 

Pronto, espero que minhas dicas sirvam para você recomeçar sua vida, passando pelas tempestades e vendavais dessa primeira caminhada na travessia do deserto da separação conjugal.  

Boa sorte e tenha uma vida muito feliz!

Rodrigo Caldeira
Publicado por Rodrih às 21:25 | Link do post
esse texto foi um tapa na cara. tudo que eu precisa ler para me reerguer. 
Anônimo(a) a 14 de Novembro de 2016 às 18:04
Perfeito
Machado a 6 de Janeiro de 2017 às 04:53
Texto perfeito!!! Realmente fiz tudo ao contrário e ainda faço. Voltar para a casa dos pais no começo será inevitável, por causa da faculdade, trabalho e filhos. Mas logo mais comprar o nosso cafofo (adorei o termo rs). É tão difícil quando se tem crianças envolvidas, mas sei que consigo.

Obrigada por partilhar sua própria experiência, amei o blog.
Anônimo a 23 de Janeiro de 2017 às 03:14
Olá, bem vinda e volte sempre! Olha, trace planos concretos e se cobre para cumpri-los, porque voltar para a casa dos pais é tenso, a gente acomoda e o tempo passa. Entre neste site de mapa mental para você organizar seus projetos futuros, seus planos, prazos, enfim, sua nova vida e siga, como se fosse um soldado. Não dê moleza para si e não aceite tantos favores, isso faz ficar relapsa e preguiçosa. Boa sorte e bom recomeço como recém-solteira! https://www.mindmeister.com/?r=368303 A linguagem é fácil, você vai tirar de letra!
Rodrih a 29 de Janeiro de 2017 às 22:12
Rodrigo, amei conhecer você. 
Dicas valiosíssimas. 
Colocando-as em prática nesse momento. 
Viver o dia! 
É isso. 
Obrigada e um beijo grande 
Anônimo(a) a 20 de Abril de 2017 às 17:31
Eu quem agradeço sua vinda e por compartilhar aqui sua experiência! Desejo o melhor da vida na sua vida, como recém-solteira, e que o recomeço seja também um novo começo, a começar da reconstrução de si mesma, um novo olhar para a vida e as oportunidades que delas vierem! Beijos e sê forte!
Rodrih a 20 de Abril de 2017 às 19:35
Texto maravilhoso!
Matê a 20 de Abril de 2017 às 19:49
Texto necessário.
Fazer tudo isso com uma dorganizada enorme no peito não é fácil, mas necessário. Dicas valiosas. Todos os dias eu tento. Todos os dias.
Miriana a 15 de Maio de 2017 às 16:55
Perfeito esse texto. O mais difícil é o fato de se sentir sozinha, No meu caso, tenho vários amigos, mas todos casados, e eram amigos dele também. Minha família nunca se importou muito comigo, mesmo por que moravam longe, agora moram na mesma cidade que eu, mas a distância entre nos parece maior. Preciso reaprender a viver, a fazer novas amizades, a conseguir me incluir na vida social.
Anônimo(a) a 22 de Maio de 2017 às 21:36
ERA O QUE EU PRECISAVA. ALGUMAS COISAS JÁ ESTAVA COLOCANDO EM PRÁTICA E OU VOU COMEÇAR LOGO. VIDA NOVA, NOVA VIDA!
Anônimo(a) a 4 de Setembro de 2018 às 21:37
Sim! Vida nova numa nova vida! Mas sem se autossabotar hein... reconheça e agradeça por tudo o que você aprendeu e se perdoe pelo o que não conseguiu realizar. E ponha o que está no texto em prática, que vai dar tudo certo! Obrigado por comentar!
Rodrih a 4 de Setembro de 2018 às 21:44
Rodrigo, voltei. Aqui é a Drika, aquela que bagunçava seu blog com meus comentários mega honestos... e aquela sensibilidade de uma jamanta.
Estou prestes a me separar mas eu estou apavorada. Tenho filho pequeno não sei por onde começar. Moro nos Estados Unidos, medo de perder a guarda do meu filho, e medo da responsabilidade de criar-lo sozinha. Por onde eu começo? 
Drica a 5 de Setembro de 2018 às 02:11
Drika, Drika, que situação! Estou conversando com uma amiga aqui no zap, e vou te passar a conversa: 

[09:05, 5/9/2018]Rodrigo, se a criança for americana,ela não sai dos EUA com ele.
[09:05, 5/9/2018] Eu tive problemas lá
[09:05, 5/9/2018] Meu filho é  americano.
[09:05, 5/9/2018] Consequentemente não é  meu filho é  filho da America
[09:06, 5/9/2018] E eu não tinha como vir embora com ele.
[09:06, 5/9/2018] Engoli muito sapo por isso.
[09:06, 5/9/2018] E ela sai sem ganhar nada
[09:07, 5/9/2018] A menos que haja um motivo contra o parceiro muito sério
[09:07, 5/9/2018] Tipo violência drogas....
[09:07, 5/9/2018] Se ele for americano pior ainda.
[09:08, 5/9/2018] Fui a uma advogada bem conceituada no sul da Florida
[09:08, 5/9/2018] Rodrigo Caldeira: puts.. mas se ela ficar por lá poderá ficar com a criança né?[09:08, 5/9/2018] Pois é. ...
[09:08, 5/9/2018] Se ficar por lá  sim.
[09:09, 5/9/2018] Mas tem que ter condições de manter tudo
[09:09, 5/9/2018] Financeiramente para a criança
[09:09, 5/9/2018] A coisa é  mais complicada do que parece.
[09:10, 5/9/2018] Rodrigo Caldeira: hum.. o que me recomenda?
[09:11, 5/9/2018] Ela deve procurar um advogado e até receber a orientação
[09:11, 5/9/2018] Melhor ficar pianinho
[09:11, 5/9/2018] Vai juntando provas de bens e etc
[09:11, 5/9/2018] Mas fingindo que não tá rolando nada.
[09:11, 5/9/2018] Rodrigo Caldeira: tendi...
[09:12, 5/9/2018] Qqr coisa de violência chama a polícia e faz BO
[09:12, 5/9/2018] Isso ferra o cara.
[09:12, 5/9/2018] Tem que seguir passo a passo das dicas do advogado.
[09:14, 5/9/2018] Rodrigo Caldeira: recomenda alguém?
[09:18, 5/9/2018] Faz 9 anos que voltei.
[09:18, 5/9/2018] Não tenho mais a direção dessa pessoa
[09:18, 5/9/2018] Mas vou tentar buscar com uma amiga.
[09:19, 5/9/2018] Se ela me responder entro em contato com você.
[09:19, 5/9/2018] Mas ela pode buscar no Estado
[09:19, 5/9/2018] Ou no particular
[09:19, 5/9/2018] Pela internet
[09:19, 5/9/2018] nesse meio tempo.

Drika, clica no meu perfil e lá tem meu e-mail, entra em contato comigo, tá?! Se cuida e segue a vibe, tá?!
Rodrih a 5 de Setembro de 2018 às 13:29
Oi gente! Obrigada pelas dicas. 
Eu não penso em voltar para o Brasil, por causa da crise, da violência, e por causa do meu trabalho pois sou arquiteta aqui em Chicago. Eu não sou casada um homem violento mas tivemos um momento de alteração, que minha mãe gravou em vídeo e eu fiz um B.o. minha intenção é mudar para um lugar perto para que o Co-parenting seja melhor para meu filho. Sinceramente, ele é a coisa mais importante. Faria tudo p ficar com ele nem que tenha que ser vizinha do meu ex pra sempre. Eu também tenho juntado dinheiro, pois quando a hora chegar eu ter como agir. Vou procurar um advogado sim! Beijo no coração de todos 
Drica a 5 de Setembro de 2018 às 14:21
VISTO POR
contador
Comentários
Nossa ! Muito meu momento! Adorei as dicas, muito ...
O ruim das amizades eternnas é continuarem eternas...
Achei massa seu texto! Vou até ler de novo depois....
Obg por esclarecer o limpo
obrigadaaaa! Felicidades para você também! É de co...
Saudade de você mocinha do nordeste, terra das mai...
Oiii Rodrih das águas mais limpas de Brasília! Tud...
ENTENDI TUDOOOOOO!!!! Rô, muitíssimo obrigada pela...
Funciona  isso ai
Olá já li essa resposta umas três vezes e poderia ...
oi. vja soh eu sou cristao e a pastora faz todos o...
EU ERA UM IDIOTA UTILEU ACHAVA Q TAVA LUTANDO CONT...
Estou assustada como não conhecemos a pessoa com q...
Oi Flaviana, obrigado por comentar e trazer uma ex...
ola rodrigo, me chamo Flaviana. li o seu blog e go...
obrigado por emanar energia suficiente para minha ...
Oi gente! Obrigada pelas dicas. Eu não penso em vo...
Drika, Drika, que situação! Estou conversando com ...
Rodrigo, voltei. Aqui é a Drika, aquela que bagunç...
Sim! Vida nova numa nova vida! Mas sem se autossab...
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar
 
Fevereiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
SAPO Blogs