Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

Estela Borges Morato x Marighela, o psicopata

21.02.19, Rodrih

Imagem relacionada

"O homem enfrentando suas dificuldades pode mostrar que é homem, aceitando o desafio. As dificuldades serão superadas e a vida valerá a pena ser vivida. Afinal, já conquistamos a Lua." (Estela Borges Morato)

Estela Borges Morato (1947-1969) foi talvez uma das primeiras mulheres concursadas a ingressar no serviço público brasileiro. Durante uma emboscada para prender o subversivo Marighella – na Alameda Casa Branca, próximo ao Centro da capital paulista –, o delegado Fleury deu a voz de prisão ao terrorista Marighella, porém este "heróico" guerrilheiro tentou se esconder atrás de um fusca e seus dois capangas reagiram e alvejaram os agentes do DOPS de São Paulo, inclusive a jovem moça de 22 anos.

Estela veio a falecer dois dias depois, em razão de um tiro na testa. Durante o tiroteio, foi também vitimado o dentista Friederich Adolf Rohmann, que estava dirigindo e nada tinha a ver com a história.

É este Marighella – um psicopata ensandencido cuja "Aliança Libertadora Nacional" (que dois meses antes havia seqüestrado o embaixador norte-americano Charles Elbrick) não teve receio de atirar numa mulher – que o cretino do Wagner Moura pretende homenagear. Depois não entendem por que o Brasil virou uma algazarra sanguinolenta, com uma guerra civil que se alastra há mais de vinte anos, tomando anualmente a vida de 70 mil. Numa nação onde a elite idolatra tipos como Marighella e esquecem o senso patriótico e a coragem de Estela, é natural que a vida humana já não valha nada.

Texto de Gabriel Ceroni Lied

Do perfil Jota Oliveira

Descanse em paz, linda Estela.