Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

Não invista em começo apático.

03.09.19, Rodrih

Você está num evento, ou mesmo navegando na internet, talvez um aplicativo de amizades e relacionamentos, e manifesta seu interesse por aquela pessoa que, de repente, também acha você interessante. Então você inicia um diálogo comedido, afim de atrair a atenção e o interesse da outra parte, mas percebe que as reações e respostas são letárgicas, devagar, quase parando, em que você envia uma mensagem e a outra parte responde meia hora, uma, duas horas depois - ou até mais tempo ainda - então não perca seu tempo, porque essa pessoa não está interessada em você, está respondendo por mera formalidade e você não é a busca mais importante. Pois bem, quando duas pessoas se identificam pra valer, e para isso estou considerando que a parte que manifesta é eloquente à outra parte, tendo por resultado disso uma troca alta de energia, em que ambos não se contém querendo falar e ao mesmo tempo ouvir a voz o outro, a opinião e as ideias. Quando há recriprocidade, então você deverá estar no caminho certo, porque a energia expande e o sentimento aumenta, o jogo é limpo, o bom humor lateja e não falta assunto para falar, porque tudo é assunto. Se isso não estiver acontecendo com você (a menos que a outra parte esteja acamada numa enfermidade, com tratamento e limitações na comunicação), então desencana, porque essa pessoa não é para você, não instista, pois você não precisa de pena de ninguém. Então é assim que funciona, você sabe que é bom partido, há pessoas que gostam de você, mas essa a quem você sentiu o despertar de uma possível paixão te trata com certo e bom desprezo, ainda que responda e se comunique com você raríssimas vezes, desligue sua paixão, não dê prioridade nem créditos para tal ser. Simplesmente se ame mais ainda, se valorize e volte à vida de antes, sem precisar se preocupar com o que pensa ou como pensa a parte desinteressada. A pior coisa que existe é você saber o quanto é interessante, o quanto tem para dar sem pedir muito em troca, o tanto que você é essencial, mas a parte outra é desligada de tudo o que você representa, joga com seu interesse e ainda despreza sua atenção. Não, não se dê sem o valor que você tem e merece, trate essa pessoa com educação e não fique puxando assunto, porque é o tipo de gente que não merece sua dedicação, menos ainda sua preocupação. O tipo de gente que atrai esse tipo de pessoa são pessoas iguais a ela, que jogam e desprezam. Você não ganha absolutamente nada com pessoas assim na sua vida, nada acrescenta, nem floresce, porque você sempre estará dando mais energia de si do que a outra parte. Por mais bonita que seja essa pessoa, a beleza maior tem que estar dentro dela, em seus atos, no interesse por você e na vontade de ouvir sua voz. Caso contrário, parta pra outra, e deixe essa pessoa definhar no próprio silêncio que faz pra você. Siga o seu caminho, porque seguir na direção de alguém que não tem você como referência de curiosidade nem de comunicação é exatamente quem você não precisa se atentar. Pessoas assim são autossuficientes, não precisam do seu sentimento, porque elas não sabem o que é isso e por isso não sabem dar também. Fica a dica e saia fora enquanto puder.