Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

Não se iluda!

21.02.17, Rodrih

george-steinmetz-camels_3977_600x450.jpg

Drika a 21 de Fevereiro de 2017 às 15:28

Em: A mente não mente! 

Rodrigo

Achei seu blog muito interessante.

Escuta meu caso: eu sou casada e fiel. Meu marido é chato e grosseiro. Tem um cara no meu trabalho que é muito gato, também casado. No início eu olhava para ele e ele virava a cara para mim e até se afastou de mim. Ficava chateado quando eu olhava p ele. Eu também me afastei dele, evitei o quanto eu podia para não esbarrar com ele. Só que eu não consigo parar de pensar nele. Aí quem passou a me "secar" foi ele. Só que quando ele me ele me olha eu não consigo olhar para ele, e quando eu olho para ele, ele também fica tímido. Eu penso tanto nele que muitos dias eu vou trabalhar e quando passo por ele, vejo que ele está vestindo as mesmas cores que eu estou vestindo. Isso aconteceu muitas vezes, da gente ir trabalhar combinando a cor da camisa, da calça e are do sapato. Uma vez estávamos idênticos em termos de roupa. Eu tenho medo de ser infiel. Ele é gerente, deve ter medo de se envolver e perder o emprego e eu também! Agora, ele tem se vestido com cores estranhas, tipo laranja e cinza, provavelmente quer evitar essa combinação de cores que acontece tanto entre nós. Ele me olha escondido e eu também. Isso tudo é coincidência?? No meu pensamento eu faço tudo romântico e sexual com ele. Mas pessoalmente nos tratamos com distância. Por favor me explica isso. Conheci a esposa dele, ela é bem mais velha que ele, tipo nada a ver um com o outro, mas ele parece ser fiel à ela, assim como sou fiel ao meu esposo. Me ajuda. Drika

Respondendo à Drika em 21/02/17 - 17:08h

Oi Drika, boa tarde e bem vinda ao blog! Obrigado por participar e expor sua história. Independente do desenvolver de minha resposta (que acontece de forma espontânea, sem pausa para correções ou floreios), desejo que você absorva o melhor sobre esse conceito e possa transmutá-lo em algo maior e mais proveitoso em sua vida. Em resposta à sua busca, olha, o que está acontecendo é bem o que está dito no post "A mente não mente" (02/06/2014). O que você não percebeu foi a grande sacada nisso, ou seja, no seu texto ficou claro que você olhou pra ele e tal, massss.... só que não! Veja bem, vamos construir o conceito para você entender melhor isso. Ele tem uma mulher, como você disse, nada a ver e tal, daí você tem um marido também nada a ver com você, isto é, em suas palavras, "chato e grosseiro". Considere então que você teve um desses experimentos de chatisse e grosseria do seu marido e foi trabalhar, pensando em nada, simplesmente frustrada por estar numa relação tão sem graça, como se fosse um castigo e blablabla. Supondo que ele, seu amigo de trabalho, de repente seja o cara chato e grosseiro na relação com a mulher dele, ou chato e ela grosseira (dado que ele é mais novo e isso calharia bem com cada um) e ele foi para o trabalho pensando que a vida poderia ser mais interessante, se a mulher dele não fosse tão "nada a ver". A energia de suas mentes (sua e dele) foi emanada, a dele de que poderia ter uma garota mais legal, e a sua de que poderia ter um casamento mais legal. Você disse que ele pode ser fiel no casamento, mas você não sabe. Considerando que ele não seja, e eu apostaria minhas fichas nisso, ele chegou no trabalho, local em que você e outros colegas estão, e respeitosamente começou a trabalhar. Entretanto, num dado momento ele te olhou, talvez você estivesse mais gostosinha na roupa que escolheu, ou seu perfume ou mesmo a unha estava mais atraente. E por um momento ele ficou te observando, sem pensar em nada, só olhando mesmo, como quem olha os carros passarem na avenida, mas os olhos acompanham um carro que chame mais atenção dentre os demais. Então imagine que nesse momento ao redor da cabeça dele ondas circulares de energia sensorial estavam sendo emanadas, continuamente. Sim, parece viagem na maionese, mas entra no raciocínio comigo para você entender o fenômeno. Essa "onda circular" se projeta mais forte perto e vai raleando quanto mais distante dele. Nesse momento, supõe-se que seu celular dá um toque, é o seu marido no whatsapp te perguntando uma coisa tosca e você o ignora, nem responde. Nesse momento sua mente dispara o pensamento de quando teve ao sair de casa para ir trabalhar: "que cara chato, sequer percebeu que cortei as pontas do meu cabelo e ainda fica grosseiro quando reclamo, aFF". Então foi nesse exato momento que sua mente disparou a energia receptiva de receber atenção, sua mente emanou a energia de receptividade, que identificou a energia sensorial dele de apreciação. Independente se ele estivesse olhando nesse momento pra você ou não, inevitavelmente você levanta o olhar e olha diretamente pra ele. Ele olha pra você, houve a conexão de flerte, ele sente sua personalidade fiel, ele, fiel ou não, se sente repelido (geralmente homem se sente repelido nessas horas, não sei exatamente por que), e você se conecta à energia dele, que também se conecta à sua energia. Vocês passam a viver suas vidas, mas a conexão de energia é contínua, pulsante, e vocês começam a trocar informações pessoais como escolhas, palavras (o famoso: nossa, eu ia dizer isso que você disse!), reações, gostos etc. Não necessariamente haverá um caso entre vocês - se houver é fatal que um dos dois sairá destruído, não tem meio termo quanto a isso. Então o que está acontecendo com vocês é um vínculo emocional sensorial e se for mal interpretado poderá ser entendido como uma paixão entre almas-gêmeas, o que será um erro, pois ele gosta de mulher mais madura, e seria você quem estaria no conceito "nada a ver" pra ele. Então, todas as vezes que olhar pra ele faça uso desse exercício libertador e repita a frase na sua mente, ou até mesmo fale: "Isso não é da minha conta" e não se assuste se, de repente, num esbarrão que tiver com ele você disser em voz alta essa frase, o que será um sinal de que a conexão está sendo trabalhada e logo será desfeita, ou seja, foi só um acidente de percurso de energias. Enfim, espero que compreenda sobre essa situação e não se adiante em fazer algo que poderá ser um devaneio. Eu já me iludi e paguei preços altos por interpretar errada a coisa toda. Não vale a pena. Em tempo, lembre-se, como estão conectados na energia sensorial, tudo o que você pensa influenciará nas ações dele, e tudo o que ele pensa influenciará nas suas ações. Desconecte-se!

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.