Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Desde 2008 - 716.000 visualizações em todo o mundo. Diário pessoal aberto, onde se pode ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, vislumbrar reflexões psicológicas, sociais e até pessoais.

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Desde 2008 - 716.000 visualizações em todo o mundo. Diário pessoal aberto, onde se pode ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, vislumbrar reflexões psicológicas, sociais e até pessoais.

Projeção astral, será que isso existe?

27.09.23, RodrihMC

Conversando com uma grande amiga, que conheço há mais de 30 anos, chegamos num assunto sobre projeções astrais, que é quando vamos dormir e saímos de nosso corpo e só Deus sabe para onde vamos. Inicialmente estávamos falando sobre outro assunto, referente a um vídeo que fazia menção sobre Íncubus e Súcubus, de uma mulher sendo filmada por câmera de vigilância instalada pelo marido, no quarto, e ela era possuída sexualmente por algo não visível. A princípio vi como algo curioso sobre a mente humana, pensando ser uma coisa, no mínimo ridícula e até engraçada, porém à medida que fui compartilhando para outras pessoas, relatos me chegavam confirmando, ou já terem tido tais experiências ou testemunharem quem teve. E todos os relatos eram semelhantes entre si. Até que esta amiga começou a aprofundar-se no assunto de que precisamos "orar e vigiar", fazer a oração antes de dormir e assim ter mais uma noite de sono protegida.  E ela continuou dizendo: 

fala de Lu.jfif

E respondi, meio que divagando sobre o tema, assim: Na verdade, já que o assunto enveredou pra esse lado, eu evito (ou tento evitar) dormir, porque é muito mais cansativo pra mim do que ficar acordado. Sempre acordo extremamente esgotado, sonhos que me exigem muita ida pra muito lugar, conversar com muita gente, é um inferno..

De fato, já tive por duas décadas esses "sonhos", que me sugavam tanta energia e me exigiam tanta atenção, que ao acordar estava extremamente cansado, com dores no corpo todo, principalmente na coluna ou nos braços, de dores que mais se assemelhavam a esforço físico extenuante. E lembrei que, por muitos anos, eu preferia não ir dormir. Passei por duas décadas, entre 20 e 40 anos sem conseguir desenvolver a vida durante o dia, porque à noite era uma labuta sem fim. Ficava muito cansado, exaurido, fatigado quando acordava, além de ter muita dificuldade de acordar cedo, já que meu corpo e meu cérebro pareciam ter chegado ao limite da exaustão física e mental. Dormir era sinônimo de preocupação pra mim, durante esse tempo. Entretanto, sempre procurei evitar saber se isso se tratava de coisas de níveis astrais ou se eram meramente psicológicas. A partir dos 27 anos passei a sentir uns comichões na região da escápula, e eram tão nítidas, tão reais, tão desconfortáveis, que procurei por ajuda médica com a pergunta um tanto ridícula, se havia alguma possibilidade de estarem brotando asas nas minhas costas. Era algo que sentia diariamente, nos dois lados das costas (esquerdo e direito), exatamente ao lado das escápulas, pela parte interna, paralela à coluna vertebral. Cheguei a pedir à minha mãe para olhar minunciosamente para essa região, quando mais sentia esse incômodo - como se pontas de asas imaginárias quisessem ou estivessem querendo romper a pele de minhas costas. Ela olhou, examinou com o olhar cuidadoso de mãe, e não viu nada. Talvez tenha ficado preocupada, talvez tenha pensado que eu era criativo demais, mas eu sabia o que estava sentindo - e sei diferenciar uma sensação física de uma imaginação. Mas como sempre fui muito criativo, evitei expor esse tipo de assunto, para que ninguém me rotulasse de maluco ou charlatão. Recentemente essas duas pontas de "asas" imaginárias me incomodaram bastante, e já estou na casa dos 50 anos, quando lembro que a última vez que senti isso estava com idade entre 40 e 50 anos, até que desapareceu esse desconforto, para minha tranquilidade e alívio. Não estou querendo dizer nada com isso, só um relato de uma experiência criativa sinestésica, certamente. Porém, essa conversa com a amiga me fez lembrar dessas coisas. Geralmente, meu sono é assim, desde que me conheço por gente adulta. Já "me vi" nos cantos do teto do quarto, tentando sair, com a incrível sensação térmica da parede e do teto, podendo ver todo o quarto numa percepção em 3D muito interessante, a ponto de sentir o frio da parede ou do teto com a face. Certamente sonhos criativos. Por fim, acredito que, por ser criativo demais, dotado de um TDAH que não me deixa viver a vida como gostaria, devo ter desenvolvido mecanismos de fugas mentais, a fim de tornar a vida menos chata e mais estimulante. Entretanto, se numa mínima hipótese, eu realmente estiver tendo a tal projeção astral, vou ter que considerar que algum tipo de par de "asas" estejam querendo sair pelas minhas costas, e que eu realmente esto bem ferrado no mundo espiritual, já que tenho negligenciado saber sobre este assunto, preferindo pensar que tudo não passa de mero fruto de uma rica criatividade e sentimentos mal resolvidos, que são projetados para os sonhos. De toda forma, tenho feito minha oração antes de dormir - muitas vezes me esqueço de fazer, mas depois dessa prosa última, vou lembrar de fazer com certeza.