Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

Raio X do autor não vale

02.03.17, Rodrih

Imagem relacionada

Paula a 26 de Fevereiro de 2017 às 19:28

Em: Prisioneira de si mesma 

Oi Rodrigo Caldeira, boa noite. Primeiramente preciso dizer algo que você já sabe, que seu blog é imensamente interessante! Sou sua fã, adoro seus pensamentos, suas reflexões, às vezes, seus devaneios. Já cheguei a ler por cerca de horas seus textos, como um livro que a gente não quer largar, me alimentando do seu conhecimento, seus sofrimentos, suas palavras inchadas de dor e amor, mesmo que estejam recheadas de mágoas. Você não deve ser deste planeta, pode ser um viajante do tempo convivendo entre nós, humanos, aprendendo e se apaixonando por nossa espécie. /risos e muitos risos/ Mas é verdade, às vezes penso que só essa explicação para pensar na sua existência. Cheguei a me apaixonar por você muitas vezes, mas como um Christian Grey milionário de inteligência e sagacidade. Talvez você seja um espírito que está se concluindo nesta vida, não sei, mas você tem algo intrigante e ao mesmo tempo fascinante. Um Prisioneiro de si mesmo! /risos/ Você escreve textos que muitas vezes parecem mais um pedido de socorro, a mão estendida, a boca que não grita gritando no silêncio para que alguém descubra você. Essas "esposas" que passaram na sua vida esmagaram a sua pureza, te deixaram traumas profundos e marcas difíceis de cicatrizar. Eu te entendo em cada parágrafo seu, apesar que seus benditos textos não têm parágrafos./risos/ Não se iluda, não sou pra você, sou casada, tenho filhos adolescentes e se você prestou atenção eu disse "um" Christian Grey /risosss/. Mesmo sabendo que não postará meu e-mail senti que precisava enviá-lo esses meus pensamentos. Uma pena que você não consiga sua alforria de si mesmo, e se libertar para amar de novo. Sinto o seu coração pulsante de amor pela humanidade, mas incrédulo de que possa ser amado ou amar alguém novamente. Nesse ponto você deixa de ser um Grey e se torna o Conde Drácula, escondido nos escombros de suas feridas. Sou da mesma cidade que você, para sua surpresa, mas não adianta me procurar, porque a única pessoa que se expõe aqui, mesmo em textos codificados, é você. Se eu tivesse uma irmã alta, magra e bonita (do jeito que você gosta) apresentava a você e já teria feito a cabeça dela. /risos, muitos risos/ Mas eu não tenho. Viu só como o conheço muito bem? /rsrsrs/ Eu e toda a torcida do Corinthias (sou Corinthiana, me desculpe rsrs). Então, Rodrigo, quando pretende sair das masmorras de suas mágoas, iluminar a escuridão da mina escura e funda, o trem da sua vida? Pode me responder por e-mail, não precisa postar rsrsrs

Respondendo à Paula em 02/03/17 - 03:47h

Oi Paula, bom dia! Obrigado por ler o blog e enviar seu e-mail um tanto provocativo. Sim, postei aqui seu e-mail, e como você já bem disse me exponho sobremaneira. Sobre a leitura que fez de mim, bom, agora não vou-la responder por dois motivos, fiquei um tanto incomodado com sua ousadia de fazer uma leitura de mim - pode ser uma verdade, pode não ser nas coisas que disse. E segundo, porque estou com sono, e só liguei o computador porque estou esperando o arroz integral cozinhar, não sei o que me deu de inventar de fazer isso logo agora à essa hora. Li seu e-mail passando a mão na barba pensativo, agora consigo entender o que os cowboys estavam pensando nos filmes de faroeste, quando ficavam passando a mão na barba (antes de sacar suas pistolas) hehe... Bom, também notei que escreve/digita com muito domínio, tem a pegada nas palavras e sabe deixar uma pessoa em saia justa. Coitado do seu marido, rs. Bom, o arroz está cozendo, o cheiro até que é bom, cheiro de coisa integral, enfim, deu até vontade de comer um pouco assim que a panela elétrica miniatura - que comprei para essa proeza, saiu da caixa. Vou começar a sair de minha "prisão domiciliar" e ver essa panela por 49,90 no Extra do SIA-DF foi um incentivo. Lá mesmo comprei o arroz integral e carnes como fígado, patinho, bisteca, filé de peito de frango e filé de tilápia, em porções pequenas para não ter desperdício. Vou me adaptar à ideia de me alimentar de duas em duas horas, já que tenho estado almoçando uma ou duas vezes por semana, e comendo pizzas antes de dormir. É que queimo tanto miolo, que o que consumo vai para o raciocínio e tal. Depois (e se) volto para falar do seu e-mail indigesto, porém agradável e instigante. Cordialmente, Eu!

Ensaios em 11/03/17 - 08:17h

rsrs Agitadora, Paula, bom dia. Nietzsche disse que o homem precisa daquilo que em si há de pior, se pretende alcançar o que nele existe de melhor. Então, eu acredito que estou seguindo esse conceito de transmutação de mim. No pior de mim busquei (e ainda busco) reconhecer algo que me diga que há o melhor a ser resgatado, não sei, muitas vezes me sinto vencido pelo cansaço da busca, ou pela busca de respostas de perguntas tão emaranhadas nas entranhas de meus sentimentos, que muitas vezes entro e me perco, sem conseguir voltar, até porque entrar e sair do limbo depende apenas de mim, por mais que se tenha alguém ou alguma coisa para me puxar pra fora. Confuso né?! rs.. E nesse deserto que atravesso vou aprendendo a viver e sobreviver nele, despindo-me de feridas e cobrindo-me com malícia. Um dia eu chego nalgum lugar e será um lugar maravilhoso.

14 comentários

Comentar post