Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

Sobre homens feios e seus encantos

31.10.13, Rodrih

a 2013-10-31 01:46:43

 

Por: Tríssia Ordovás Sartori


 

Li um texto antigo do jornalista e escritor Xico Sá (sou fã!), em que ele ensina alguns truques para a conquista do sexo feminino. A abordagem dele é sempre muito divertida, mas uma das dicas chamou minha atenção: homens devem elogiar, sempre. Mulheres feias e bonitas. Ele vai além: defende que as feias, se forem bem tratadas, são capazes de fazer um pouco de tudo para impressionar aqueles que as escolheram. E, se entre duas amigas, uma bela e a outra nem tanto, a mais feiozinha for escolhida, vai ficar lisonjeada e a outra tentará seduzir o bofe em questão, pelo próprio jogo. O cara ganha duas vezes! Já observando a situação inversa por um parâmetro feminino, não vejo grandes diferenças na hora da conquista entre um homem feio e um bonito. Não acho que os feios se esforcem mais para parecerem interessantes, mas acho que nós preferimos homens interessantes a homens belos (a menos que seja para um encontro casual, sei lá!). Se o cara for bonitão e com repertório, ótimo. Mas se não tiver as duas qualidades, é melhor que ele seja divertido, carinhoso, tenha conteúdo e saiba ser gentil. Aí a gente se encarrega de achar atributos que nos deixem encantadas (nem sempre, uma barriga tanquinho resolve as coisas). Um exemplo clássico é o músico francês Serge Gainsbourg, que recentemente teve a vida retratada no filme O Homem que Amava as Mulheres. Ele era feioso, mas encantador: conquistou Brigitte Bardot (para quem compôs Je t’aime… moi non plus) e Jane Birkin, com quem se casou. Talvez seja uma visão mulherzinha minha, mas acho que nós sabemos melhor como descobrir encantos no sexo oposto do que eles. Às vezes, tenho a sensação que eles são mais ligados à forma – e nós ao conteúdo. Faz sentido para vocês?

 

12 de setembro de 2011 13 Foto: Imovision, divulgação. Cena do filme 'Gainsbourg - O Homem que amava as Mulheres'

 

 

 

Brigitte Bardot
Jane Birkin

 

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.