Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

Deus não, mas a TV realiza.

17.06.16, Rodrih
Estava assistindo a uma entrevista com o roteirista e ator Pedro Cardoso, pessoa a quem eu nutria generosa antipatia, por sempre vê-lo como o Pudor em pessoa. Foi no programa do simpaticíssimo antipático Danilo Gentili, a quem tenho admiração e antipatia fusionada, talvez porque ele seja o meu reflexo e ao mesmo tempo o melhor do que eu poderia ser e não fui por não tentar. Fiquei estasiado com Pedro Cardoso, encantado com sua perspicácia e senso crítico, portador de uma (...)

Viver sem culpa, renascer

26.03.16, Rodrih
Post de 17.04.2010 (5:05h) Revisto e atualizado.   Todos nós precisamos de alguém que precise da gente, mas quando chega um momento em que, infelizmente, nos tornamos dispensáveis, quer por termos perdido o "valor", o status, a beleza, a credulidade, a simpatia ou seja, o interesse em geral (frisa-se: "interesse"), então somos lançados na vala dos (...)

Não seja acomodado

01.12.11, Rodrih
  Essa cena é impressionante. Um cavalo amarrado à uma cadeira de plástico, quieto, sem iniciativa, sem vontade própria, inteiramente entregue ao condicionamento de sua mediocridade e aceitação. Fraco, sem noção nem visão clara da realidade, acomodado em sua zona de conforto. Há outra foto de um cavalo amarrado numa cadeira debaixo de chuva forte, a poucos metros uma (...)

Eros & Psique, de Fernando Pessoa

08.01.10, Rodrih
Um poema que deve ser lido com cautela por aqueles que lêem rapidamente e costumam ver palavras, mas desperdiçam toda a essência e conteúdo. Leia, leia, leia até entender, porque este poema é para ser digerido e não somente lido.     Conta a lenda que dormia Uma Princesa encantada A quem só despertaria Um Infante, que viria De além (...)