Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

A importância de se reinventar.

02.11.17, Rodrih
Inúmeras vezes eu tenho sido questionado por quem se aventurou em me conhecer sobre meus conceitos nada tradicionais, sobre a necessidade de se reinventar na vida, tanto para si mesmo como para o outro, tanto quanto para todos à volta. Fico impressionado como as pessoas são acomodadas em suas zonas de conforto fazendo verdadeiras zonas de confronto, quando são chamadas à uma conversão de valores nos conceitos que elas têm juntado para suas vidas pequenas. Tenho buscado reinventar (...)

Desde sempre, é a beleza que vende.

19.03.17, Rodrih
  Vejo muitas pessoas dizerem sobre o quanto se sentem sozinhas. Constantemente tem alguém murmurando que vive em solidão a anos, triste, isolado, desmotivado. Uns buscam nas drogas ou nas bebidas alcoólicas o entorpecimento de seus cérebros, a fim de que parem de enxergar suas mazelas pessoais, porque dói demais ser seu próprio inimigo e não ter coragem de sair de sua zona de conforto para mudar esse cenário. Eu mesmo tenho feito isso comigo por longos anos. Eu mesmo menti pra (...)

Viver sem culpa, renascer

26.03.16, Rodrih
Post de 17.04.2010 (5:05h) Revisto e atualizado.   Todos nós precisamos de alguém que precise da gente, mas quando chega um momento em que, infelizmente, nos tornamos dispensáveis, quer por termos perdido o "valor", o status, a beleza, a credulidade, a simpatia ou seja, o interesse em geral (frisa-se: "interesse"), então somos lançados na vala dos (...)

Andando em Círculos

30.07.15, Rodrih
Tenho percebido que vivemos a vida de maneira tal, como se estivéssemos no meio das dunas de um deserto. Sem bússola, sem ventos, sem um referencial, uma direção que nos norteie para onde devemos seguir. Andando em círculos, vivendo o vivido nos instantes que se repetem de forma diferente. Falando as mesmas coisas, reclamando dos mesmos problemas, nos calando para as mesmas pessoas, apaixonando pelo mesmo tipo de sentimento autodestrutivo, ouvindo as mesmas músicas, com os mesmos (...)

Tropeços femininos

18.01.15, Rodrih
Aqui neste blog eu fiz dois (2) posts falando do homem misógino. A repercursão foi intensa e tive muitos comentários, além de e-mails, ora me parabenizando (inclusive por homens), ora me massacrando até com ameaça de ter uma bomba no meu carro. Nesse caso respondi que meu carro tem tanta bomba... bomba de óleo, bomba de gasolina, bomba de injeção d'água do limpador... então uma bomba a mais será uma entre tantas. Mas hoje estou apto para falar da mulher que odeia os homens. (...)