Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

O bom-senso da ajuda.

20.09.18, Rodrih
Uma das coisas que mais tem me consumido energia pessoal, tem sido o meu instinto altruísta em querer ajudar pessoas desfavorecidas. Eu, profissional e dominante de uma criatividade natural, também de criação de imagens gráficas, na boa intenção de querer ajudar gratuitamente pessoas amigas, que, em suas limitações pessoais financeiras e até criativas, me deparava com a mesma situação por diversas vezes: a falta de malícia da pessoa assistida. Na tentativa de promover o (...)

Desde sempre, é a beleza que vende.

19.03.17, Rodrih
  Vejo muitas pessoas dizerem sobre o quanto se sentem sozinhas. Constantemente tem alguém murmurando que vive em solidão a anos, triste, isolado, desmotivado. Uns buscam nas drogas ou nas bebidas alcoólicas o entorpecimento de seus cérebros, a fim de que parem de enxergar suas mazelas pessoais, porque dói demais ser seu próprio inimigo e não ter coragem de sair de sua zona de conforto para mudar esse cenário. Eu mesmo tenho feito isso comigo por longos anos. Eu mesmo menti pra (...)

E se...

10.11.14, Rodrih
Minha mente é inquientante e atrevida, não pára de me perguntar, "e se...?". Tantas coisas acontecem sem que a gente pare para se perguntar se estamos fazendo realmente o que é necessário fazer ou se fazemos aquilo que erroneamente queremos acreditar que é o mais certo a ser feito. E se tudo o que passamos na vida está sendo o resultado errado daquilo que deveríamos estar vivendo hoje, se mesmo que estejamos vivendo alegrias, estas seriam apenas um suspiro de uma grande (...)

Não seja acomodado

01.12.11, Rodrih
  Essa cena é impressionante. Um cavalo amarrado à uma cadeira de plástico, quieto, sem iniciativa, sem vontade própria, inteiramente entregue ao condicionamento de sua mediocridade e aceitação. Fraco, sem noção nem visão clara da realidade, acomodado em sua zona de conforto. Há outra foto de um cavalo amarrado numa cadeira debaixo de chuva forte, a poucos metros uma (...)