Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

Sites de Relacionamento: Não se Iluda!

20.05.19, Rodrih
Frequentei sites de relacionamentos praticamente ao longo de dez anos e percebi, entre idas e vindas, inscrições e exclusões de perfis, que tudo é uma grande ilusão. Há dois mundos nesses sites para se encontrar a alma gêmea: As mulheres lindas, perfeitas, e as feias. Como há os homens ao estilo "capa da revista G", e os comuns. Verá outra coisa muito interessante, que são as apresentações pessoais. As que redigem textos curtos, porém inebriantes de tão sinceros, de tocar o (...)

Alheio

09.01.18, Rodrih
Imagem retirada da internet Acabei de ver uma série de fotos e vídeos de um casal da polícia, em que ao invés de me sentir tentado ante à beleza estonteante da moça, fiquei, na verdade, constrangido pelo casal. Não é bem tomar as dores dos outros, mas é me sentir parte de um meio de malfeitores, invasores do alheio, da vida alheia, da vida íntima de alguém que não me convém. Enquanto via a intimidade do casal, uma parte de mim se preocupava com a invasão de privacidade, da (...)

Aquário

13.07.16, Rodrih
Desde muito tempo venho debatendo em mim e, principalmente, por ter sentido na pele o efeito "Aquário" nas relações que tive. Quando você vive dentro de um aquário sua privacidade e sua intimidade estão vulneráveis. Você não tem a menor chance de se proteger dos olhares e dos julgamentos alheios, que, muitas vezes, são de pessoas que querem saber da sua vida simplesmente para enxergar o quão estagnado e frustrado você se encontra. É uma forma de conseguir viver vingativamente (...)

Todos conectados a seu tempo

13.07.16, Rodrih
No quarto mês de meu Ano Sabático me sinto em harmonia pessoal para explorar meu ego e afirmar que estou sozinho de fato e de direito. Levo uma vida solitária desde a separação, que culminou em divórcio em dezembro de 2008, quando me vi encenando uma presepada bem articulada de uma acusação infame e de muito mal gosto. Me rendeu oito anos de um sentimento de culpa, cultivando traumas sociofóbicos num ostracismo interminável. Esse acontecimento mudou todo o curso de minha vida, (...)

A culpa é de quem?

08.08.15, Rodrih
Uma das coisas que mais tenho visto - e até já aconteceu comigo - se trata dessa pergunta que gira em torno do comportamento das pessoas, em geral, de uma parte do casal. Se trata da liberdade de uma parte dar às outras de aproximação, elogios, bajulações, propostas e muitas vezes indecorosas. Quando uma garota dá atenção para um cara numa balada, por exemplo, e chega a ficar com o jovem mancebo, a culpa nisso é de quem e por que? É da garota, exclusiva e unicamente. Sim. O (...)