Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

Ho'oponopono: entendimento coerente.

26.05.18, Rodrih
Primeiramente me desculpe pelo tamanho do texto, mas foi necessário para que todas as pessoas que lessem, pudessem absorver o conteúdo sem fantasias, sem ilusões. Num primeiro momento redigi esse texto como um único bloco, seguindo o modelo deste blog, também tratei a dinâmica do ho'oponopono de uma forma que, nessa revisão, retirei essa dinâmica depois de conversar e trocar informações com outras pessoas entendidas do assunto e formadoras dessa opinião, mais precisamente. Para (...)

Renuncie à bengala!

12.07.16, Rodrih
Uma das coisas que mais procuro recomendar às pessoas - e até a mim mesmo - é a necessidade de renunciar à bengala. Todos nós usamos uma terceira perna para nos mantermos em pé. São muletas, bengalas, andadores ou mesmo os ombros alheios. A maior covardia que fazemos contra nós mesmos é nos permitir andar apoiados sobre algo que não sejam nossas próprias pernas. Quando você se permite ter a nova experiência de andar com suas pernas perceberá o quanto a vida se torna gigante (...)

O medo atrai.

12.11.15, Rodrih
Tenho percebido em meus diálogos com as pessoas, em especial com as mulheres – com quem tenho mais facilidade de comunicação, a força que o medo que sentem. Medo de ficarem sozinhas, medo de serem traídas, medo de dependerem dos companheiros, medo de serem assaltadas, medo de todo tipo. Tem pessoa que vive pelo medo. Considera-se que o medo é algo bom até certo ponto, pois nos deixam alertas e nos previne de nos metermos em situações de risco físico, moral ou de vida. (...)

No momento estou: CONTEMPLATIVO

03.02.10, Rodrih
Compreendendo as reações à minha maneira     Tenho notado o quanto o ser humano só pode contar com ele mesmo, caso pretenda superar suas limitações e tristezas.   Noto que parece existir em nosso cérebro três setores de atividade mental, no que se refere ao comportamento humano. São setores que entram em funcionamento quando o anterior não é ativado. A não ativação pode ocorrer por estímulos externos ou mesmo por internos e estímulos nem sempre merecem a significância (...)

Muitas vezes, senão quase todos os dias...

23.10.09, Rodrih
  Eu me faço de surdo para não ouvir meus pensamentos me cobrando a Vida. Eu me faço de cego para não ver meus dias passando sem Vida. Eu me faço de mudo para não gritar o desespero de estar nessa Vida.   Então eu evito pensar os pensamentos tortos. Então eu evito ver os meus dias dissiparem diante meus olhos. Então eu evito comentar as minhas dores e sentimentos de humilhação.   Minha (...)