Imagem relacionada

Esse texto é mais para os homens do que para as mulheres, muito embora seja de imenso interesse delas, já que se trata especificamente da mulher em si, da namorada, da noiva e principalmente da esposa. Para entender o contexto será necessário, primeiramente, abordar um pouco sobre a metafísica, em que é importante frisar a existência da energia que cada ser humano produz e reproduz em si, para si e para o outro, não obstante, para outros também. A energia que vamos abordar é a que denominamos energia sensorial, que é a que nos desperta para o que acontece à nossa volta, ela nos alerta de situações conflitantes ou de risco, como, por exemplo, quando você chega numa festa sem conhecer ninguém, e de repente sua cabeça faz um pequeno movimento e seus olhos se conectam aos olhos de alguém distante, um estranho, que já estava te apreciando desde o momento que você chegou, e, de repente, ao mirar seu olhar nos olhos desse alguém, essa pessoa até se assusta, se constrange e procura disfarçar olhando para outro lugar de repente. Também nos motiva a fazer as coisas, agir e reagir, como, por exemplo, levantar da cama e começar a fazer coisas produtivas, ou receber uma ligação e seja lá o que alguém disse no telefone fazer o corpo enfraquecer, o sono se destacar e a necessidade de deitar novamente para dormir. É uma força que se desloca por ondas de rádio, alcançando distâncias inacreditáveis, promovendo alterações no sistema à nossa volta, afetando a vida das pessoas e nos atingindo em cheio conforme damos força à ela, como, por exemplo, quando você está falando de alguém ou pensando na pessoa e esta se manifesta te ligando, ou passando por você de repente. A energia tanto pode ser atrativa, como repulsiva, positiva ou negativa, curativa ou adoecedora, pode fazer a pessoa se reerguer, como pode matá-la de vez, como, por exemplo, ao caminhar por uma calçada, de repente alguém te olha com um olhar tão entregue, como se vocês se conhecessem de muito tempo, quase como se esse alguém fosse tão íntimo de seus sentimentos e pensamentos, que você até perde o ritmo dos passos. Pode acontecer também de você ir de encontro com alguém, e começa a sentir dificuldade de respirar ou formar ideias, respostas, pensamentos, sente um tipo de sufocamento no pescoço, como, por exemplo, quando você diz que "seu santo não bateu com o daquela pessoa". Quando a energia é negativa, ela pode estar camuflada de positiva, daí é onde surge a autossabotagem, originando, assim, a energia reversa - que é aquela energia que te trái, isto é, fez você confiar que estava com tudo sob controle e vê no desdobramento de escolhas mal feitas ou erradas¹, um resultado negativo, destruidor de seus planos, como, por exemplo, quando você está confiante que o que aprendeu ou o que o insight que teve em relação à uma situação te dá poderes de lidar com isso, sem receio de perder. Então, do nada, a outra parte tira uma carta da manga, que te pega totalmente sem preparo para lidar com isso, e tudo desmorona sem que você possa fazer alguma coisa para salvar-se, como, por exemplo, uma bateria de entrevistas para um trabalho novo ou para uma promoção, em que a pessoa supera e avança os níveis de desafios, e quando vê seu adversário um qualquer, um  concorrente insignificante, que te empodera a certeza de que será moleza. E justamente por sua vaidade, seu superior ou o empregador percebe um valor ideal no seu concorrente, e preza pela humildade, já que ambos concorrentes são competentes, e escolhe justamente aquele que foi pré-julgado "moleza". A energia sensorial funciona tanto para seu bem como para seu mal, e não depende de sua aprovação para isso. (1) Vale ressaltar que não existem escolhas erradas em nossa vida, porque todas as escolhas julgamos estarem sendo certas, porque temos um interesse que o resultado seja positivo, mas nem sempre isso acontece quando optamos por escolhas mal feitas. São com essas escolhas que aprendemos como fazer certo e seguir comedido para não fazer escolhas mal feitas novamente. Às vezes, não há uma segunda chance, então a mesma energia sensorial usada para uma autossabotagem, passará a ser rogada para uma ressurreição da autoestima e coragem para recomeçar. A energia sensorial é matemática, certamente, porque a física é matemática! No jogo do menos (-) com mais (+) é igual (=) a menos (-), na energia sensorial temos algumas fórmulas de entendimento nas relações. Quando uma pessoa tem sua relação desfeita e fica um sentimento de perda injusta, a parte injustiçada passa a falar da outra, com críticas, denúncias, reclamações, manifestos sempre negativos. O resultado disso é que, estando emanando energia negativa para outrem, a fórmula disso é que essa parte que fala negativamente daquela estará, na verdade, alimentando-a com energia positiva, ficando, a primeira, com a energia negativa para si, recebendo todo o ônus de seu rancor. Então se essa pessoa emanar falas e pensamentos positivos, a outra parte receberá uma energia negativa? Não, claro que não! Receberá a energia positiva, com o detalhe que em você também permanecerá esse positivo. Sabendo do poder e da força que a energia sensorial é capaz de promover, vamos a outro ponto importante: as relações. Quando você se permite envolver-se com alguém, já está promovendo trocas de energias com a pessoa, isto é, se houver reciprocidade a energia sensorial fluirá, irá e voltará, ficará em movimento e os sentimentos serão bons para melhores, e do contrário disso, será uma energia repulsiva, em que uma das partes se manifestará num enfrentamento ou combate de gênios, ou aceitará todas as sensações ruins disso e permanecerá passiva. Se esse envolvimento trilha no contato sexual, aí entraremos num universo muito complexo de energia reversa. Bom, então até aqui entendemos que nosso corpo, mais precisamente, nossa mente subconsciente emana energia para o todo, esse todo é o universo, que é o espaço à nossa volta, sobre e sob a gente. Ok. Entendemos que tanto influenciamos noutras pessoas como somos influenciados por outras em nós, tudo pela energia que vai e vem. No contexto sexual, o homem se conecta à mulher na penetração, tal igual um aparelho se conecta à energia que está na tomada, ela vai e vem fazendo-o funcionar ou explodir. Ao estar na mulher, o homem recebe só, e somente só, sua energia negativa, deixando sua energia positiva. Até aí ótimo. Só que tenho observado que isso acontece quando o homem não está se relacionando sexualmente com outras mulheres. Ou seja, quando ele está só, e somente só, com uma mulher, a energia flui a benefício da parceira, e ele tem a capacidade de transformar sua energia negativa, isto é, a energia sobrecarregada nela, que para ela é negativa, mas para o homem vem como positiva, considerando-se que a mulher é um gerador de energia natural, até porque a mulher é muito mais complexa do que o homem, e isso demanda muita energia. Acontece que ela produz em excesso, o que afeta seus hormônios e seu organismo começa a oscilar. Essa energia se acumula entre o umbigo e a púbes. O contato sexual do homem funciona como um contato neutro, um fio-terra que absorve essa energia emaranhada para si, e em poucos minutos a mulher já se sente mais leve, mais sorridente e mais calma. O homem tem sua recompensa nessa cumplicidade e ambos se beneficiam pelo movimento da energia. Entretanto, quando o homem transa com outras mulheres, numa relação extra-conjugal, por exemplo, ele recebe a energia daquela também, então quando tem relações com sua parceira real, de casa, leva para ela a energia de outra mulher, e aí começa um novo problema. Ao invés de receber somente a energia positiva do homem, recebe também a negativa da outra mulher com quem seu parceiro se relacionou, principalmente com sexo. Suponha que essa mulher tenha se relacionado sexualmente com outro homem, então seu parceiro terá recebido a energia reversa deste segundo amante, da amante e junto com sua própria faz uma entrega especial à sua mulher, que recebe uma bomba emaranhada de energia, juntada com a dela que se transforma numa bomba, que é devolvida para seu parceiro real, que passa para a amante, e esta para outro parceiro sexual. Suponha que seu companheiro transe com mais de uma mulher fora da relação, imagine o quanto ele estará trazendo para sua companheira, em matéria de energia reversa. Em pouco tempo sua parceira real começa a manifestar doenças como depressão, ansiedade, angústia, dores na coluna, gastrite, problemas na tireóide, dentre tantas outras enfermidades que surgem sem antecedentes, simplesmente surgem, como o câncer, por exemplo, pois essas doenças que se iniciam de repente gostam de um organismo ácido, e isso certamente estará acontecendo no corpo da mulher. A relação começa a não fluir, uma parte passa a sofrer mais do que a outra, e tudo passa a girar em torno da energia reversa. Irritabilidade, raiva, discussões, insônias, isolamentos passam a acontecer quase que diariamente e é uma situação irreversível. Não vale a pena ter relações extra-conjugais, sequer uma aventura, ainda assim, não vale a pena, porque ao minar a parceira real, sua companheira, o homem estará destruíndo a si mesmo por tabela. Essa energia reversa acontece tanto do homem para a mulher, como vice-versa. Acredito que da mulher para o homem é ainda pior, pois ela estará buscando diretamente da fonte ruim toda energia confusa e emaranhada que se possa conseguir receber, e estará passando para seu parceiro real, minando ainda mais seu próprio corpo feminino, tanto quanto estiver minando o organismo masculino de seu parceiro real. Pessoas solteiras também têm esse risco, muito embora não estariam afetando diretamente um parceiro real, pois essa pessoa não existiria com essa função para ela, mas o acúmulo de energia de outras pessoas é o suficiente para detonar a si mesma. E um exemplo clássico disso é a sensação de vazio, que se sente depois da relação sexual.

Publicado por Rodrih às 14:13 | Link do post

Resultado de imagem para imagem sexo camuflada

Imagem retirada da internet

Acabei de ver uma série de fotos e vídeos de um casal da polícia, em que ao invés de me sentir tentado ante à beleza estonteante da moça, fiquei, na verdade, constrangido pelo casal. Não é bem tomar as dores dos outros, mas é me sentir parte de um meio de malfeitores, invasores do alheio, da vida alheia, da vida íntima de alguém que não me convém. Enquanto via a intimidade do casal, uma parte de mim se preocupava com a invasão de privacidade, da exposição ingrata, da exploração da imagem não permitida. Resolvi não repassar, como todo homem (e mulher, quiçá) faz automaticamente, como se compartilhar fosse uma piada, uma oportunidade de um tesão roubado, um linchamento virtual. Já não é a primeira vez que não compartilho e não repasso imagens íntimas roubadas, expostas por um bandido nos grupos. Sim, bandido porque o significado de bandido é aquele que rouba, ou falando com mais proeficiência, bandido é, segundo o Dicionário Informal: Aquele indivíduo que participa, só e/ou acompanhado, em incursões duvidosas promovendo unicamente em benefício próprio a angariação de recursos financeiros e materiais oriundos de terceiros. Além de tudo isto promove balbúrdias. E segundo o Dicionário Aurélio, bandido significa pessoa que vive de roubos ou outras atividades ilícitas. Pessoa desonesta ou tem mau caráter. Então com base nesse conceito, aquele que promove, repassa ou compartilha a vida íntima de alguém sem sua permissão é, por si só, bandido. Aquele que rouba imagens e divulga também é bandido. Eu não sou bandido e por mais que signifique pouco, tais imagens morreram comigo, e claro que seguirão adiante através de repasse e compartilhamentos de novos bandidos, por mais gente boa que sejam e por mais que a intenção seja de causar a interação de amigos, não deixam de ser bandidos. Todos nós temos nossa vida sexual e íntima, e fazemos dela o que bem quisermos, pois a privacidade nos pertence sem que ninguém tenha a ver com ela. Compartilhar, repassar ou mostrar a outras pessoas cenas íntimas e privativas de alguém sem sua permissão causa o linchamento moral em massa, como se somente aquela pessoa exposta fosse responsável pelos pecados do mundo. Hipócritas são as pessoas que julgam e divulgam esse material. Não se atém ao fato de que o simples ato de repassar tais imagens poderá levar as pessoas expostas não somente ao ridículo, mas à profunda depressão na degradação humana. Se tais pessoas chegarem a sucumbir à uma condição sub-humana psicológica ou mesmo tirar a própria vida, são responsáveis todos aqueles que viram e repassaram as imagens, e a justiça da vida deverá prevalecer sobre cada bandido envolvido nesse canibalismo social. Eu lamento pelo casal ter perdido o bom senso de manter no celular as imagens sem se aterem ao risco deste ser extraviado, mas lamento profundamente e ainda mais pelos idealizadores bandidos que se apoderaram dessas imagens e compartilharam como troféus de suas vidas de baratas. Esses que compartilham imagens em prejuízo de outrem mereceriam o que de pior a vida poderia proporcionar ou, na medida do possível, serem pegos, julgados, multados e presos, além de receberem castigos diários para refletirem sobre seus atos ilícitos. Enfim, não compartilhei, não compartilharei e lamento pelos colegas que estão no grupo e que se propuserem a passar adiante tais imagens - o que não deixarão de ser bandidos também.

 

Publicado por Rodrih às 01:20 | Link do post

Resultado de imagem para projeto

Uma das coisas mais assustadoras que tem numa relação amorosa é a total falta de previsão entre as partes. Já havia dito aqui sobre o quanto a mulher é a parte que se arrebenta quando uma relação desmorona depois de muitos anos com a parte amada. No meu post "A demora que se vive na pressa que se tem" eu disse o quanto a mulher sai descompensada das relações amorosas demoradas. Os homens convivem com a parte amada, bombardeiam-na com seus costumes, devaneios, ciúme, irracionalidade, machismo e toda porcaria que só os homens conseguem fazer na vida de suas mulheres. Certamente eles não têm 100% da culpa, justamente porque elas patrocinam parte disso tudo, o que é normal, muito embora seja algo feito inconscientemente na maior parte das vezes. Então estava pensando aqui com meus botões nessa madrugada de segunda feira, sobre ter uma relação previsível poderá salvar muitas pessoas de uma vida sem futuro ao lado da outra. Eu, por exemplo, que estou só há quase dez anos desde que aconteceu meu divórcio, acredito que encontrei uma maneira de parar de perder tempo com outra pessoa numa relação com ela.Não tenho me envolvido, justamente porque não conseguia pensar que teria que viver e conviver a eternidade com a mulher, mesmo que me frustrasse em minhas expectativas com ela. Hoje tive um insight sobre isso e irei compartilhar uma postura, senão salvadora, talvez então libertadora. É lógico que tudo que envolve sexo e intimidade torna mais difícil de refazer o projeto de vida com a outra parte, mas este conceito que trago aqui é para as pessoas que estão extremamente desgastadas com relacionamentos difíceis, ou pessoas que já apanharam muito na vida amorosa, ou mesmo pessoas que perderam tempo demais ao lado de alguém sem futudo para elas. Ter uma relação previsível é determinar um dia para fazer um balanço da relação e a partir de seus resultados, aliás, da métrica estabelecida passa-se a tomar decisões libertadoras, a fim de não se perder mais tempo e ter tempo de encontrar alguém no mesmo objetivo que se tem. Há mulheres que se vêem sem rumo depois de relações de cinco, oito, dez anos e, de repente, estão sozinhas, solteiras e... mais velhas, totalmente adestradas pelas manias de seus relacionados e, consequentemente, enfraquecidas, talvez com outra forma física, outra aparência e, com certeza, frustradas, tristes e com autoestima baixa. Com isso, a outra parte, masculina, ainda que esteja mais velho e com suas formas irregulares conseguem mais rapidamente um novo relacionamento, não sentindo o mesmo impacto que sentem as mulheres nessa situação. Ter uma relação previsível significa que se possa prever seu andamento até o casamento ou a união consumada civil e socialmente. É conversar nos primeiros dias da relação os parâmetros para que se possa se relacionar minimizando o risco do impacto de uma relação demorada e sem resultados. Primeiramente não apresente a pessoa para sua família até que a relação tenha completado quatro meses. Estabeleça datas e horários futuros para uma reavaliação da relação. Marque e agende uma data de meio de semana, fora de casa, preferivelmente num restaurante ou numa praça de alimentação de um shopping, para que nem um e nem outro esteja em sua zona de conforto como casa, carro ou outro local particular. E pontue o tema de avaliação deste encontro. Por exemplo, Luísa conhece Alfredo e os dois resolvem ter uma relação amorosa. Luísa alinha e combina com Alfredo que ambos se encontrarão na praça de alimentação do shopping "Tal" para avaliarem a relação em seu sentido de "projeto de vida" na data X daqui a quatro meses. A pergunta base é: "Como estamos um com o outro, o que já crescemos  até aqui, estamos com olhos voltados para vivermos juntos, daqui a quanto tempo exatamente, tem algo que precisa ser ajustado no comportamento ou forma de se relacionarem?". Então, se dentre a resposta tiver algo como "não sei", ou "estamos nos conhecendo e precisamos de mais tempo", ou "tenho uns projetos pessoais para alcançar antes de poder te responder", então encha o peito de ar e encerre a relação, pois terá identificado um relacionamento oco, gorado, natimorto, sem futuro. Sexo pelo sexo se encontra aos montes, mas alguém com projeto de vida que inclua a parte relacionada, isso tem que ser harmônico entre as partes. Após essa conversa Luísa ouve do namorado - que ainda não foi apresentado à familia, muito embora todos saibam quem ele é, já o viram, até trocaram um cumprimento, mas nada dele jantar com os familiares dela, nem participar de eventos, festas familiares etc. - que ele está interessado em montar um projeto a dois com ela, que precisam por na ponta do lápis o papel de cada um para que tudo dê certo, as dificuldades que cada um possui na execução desse projeto e fazer uma previsão supositiva para daqui há quatro meses, para novo diálogo, num outro local de encontro. Em seguida Luísa combina com sua família e Alfredo combina com a família dele que ambos apresentarão a parte relacionada. Não necessariamente necessite que famílias se conheçam, mas que um começe a frequentar o recinto familiar do outro para absorver seus costumes, tratamento entre eles, até mesmo o comportamento do pet de estimação. Suas manias, seus valores familiares, pessoais e espirituais, etc.. Quatro meses depois se encontram com a mesma pergunta base e definem até o próximo encontro os resultados do projeto, ou, simplesmente, munido de força e muito amor-próprio encerra-se a relação para ter tempo de se curar emocional e psicologicamente do fiasco que estava se metendo, e partir para novas oportunidades futuras. Parece que é fácil, mas não é, entretanto, quando se trata de não perder tempo e tampouco não se tornar vítima de si mesmo, ter conversas francas e com a cabeça de cima poderá fazer toda a diferença. Isso é parte de um compotamenteEntão fica a observação que seguirei e recomendo que tente também, principalmente porque a vida é breve e ficar à mercê de quem não desempata nem sai do lugar é uma tremenda autossabotagem com requintes de burrice. Não tenha medo de encerrar a relação assim que perceber que não terá definições nos próximos quatro meses, dos oito meses que já se passaram, pode acreditar. E você terá perdido apenas doze meses, ou seja, um ano, sem se iludir nem se autossabotar ao lado de alguém sem perspecitiva de futuro com você. 

Publicado por Rodrih às 09:04 | Link do post

pulando a cerca.jpg

B BCB a 03 de Agosto de 2017 às 11:01

Em: Tenho muitas, mas só posso ficar com uma(s).

Rodrigo bom dia

Eu nunca falei isso com ninguém, ngm mesmo viu e senti que posso confiar em ti. Peço que só me responda pelo 1o nome e o resto peço que deixe em siglas por favor. 

é o seguinte: eu traio meu marido! Mas eu faço isso por um monte de questões e não acho que tu irás me julgar, motivo este que me traz aqui para falar contigo e ouvir teus insights. 

Gosto de meu casamento, não dependo de meu marido pra nada, apesar que ele está sempre fazendo as coisas, poque acho que li no teu blog tu comentando algo do tipo num outro post, se não estou enganada.

Também não quero me separar, obvio. Mas assim, eu tipo casei há 8 anos e tenho 30 anos, ele foi meu primeiro e único homem e ele sempre me vigiou muito, por eu ser bonita em todos os sentidos, delicada e calma. Sei que ele já pulou a cerca várias vezes no começo e acho que foi porque eu era inocente de tudo, não sabia fazer as coisas como uma mulher sexy fazia e até relevei, assisti videos e li a respeito de como fazer bem feito. À medida que fui desenvolvendo a coisa toda ele permaneceu mais comigo, eu acho. Estudei e me qualifiquei como coordenadora de uma grande equipe numa multinacional, o que me dá bom salário e ótimos benefícios. Mas o jeito dele fazer as coisas sempre foi igual, eu já estava transando no automático e me sentia perdida na cama me perguntando o que eu estava fazendo ou porque eu tinha que estar fazendo aquilo todas as vezes que ele queria? Era minha sentença? Então ele só me procurava uma vez por semana, às vezes duas e se eu não me engano já me procurou três vezes e fiquei tão impressionada de estar sendo "útil" que quase tive um orgasmo quando ele me procurou. 

Outra coisa é que ele tem me ofendido dizendo coisas a meu respeito para umas cunhadas nossas, também andou dizendo que não sabe como posso ser uma coordenadora sequer de uma diarista em nossa casa, quanto mais de uma equipe numa multinacional. E depois sai rindo me deixando falando sozinha. Isso me irrita muito.

Então é isso e gostaria que me respondasse no blogue mesmo sobre sua opinião a respeito do que eu disse e do que optei ter na minha vida. Obrigada por ter esse blogue seu.

Bhia

 

Respondendo em 23/09/2017 às 03:09h

Oi Bhia, obrigado por enviar e-mail contando sua experiência e autorizando publicar no meu blog. Isso melhora ainda mais a qualidade dele e o torna mais interessante para outras pessoas, podendo servir de base, direção ou mesmo formação de opinião muitas vezes. Não estou (e ninguém está) aqui para julgar quem quer que seja, até porque Deus deu a vida para que cada um cuide da sua. O propósito da vida é que saibamos compreendê-la conforme ela nos é colocada, e torná-la melhor à medida que aprendemos vivê-la. Sobre sua questão eu sempre penso na frase bíblica, que diz que você pode tudo, mas nem tudo lhe convém. Não diz que lhe é proibido, só que não convém, e isso você já tanto sabe que começa seu e-mail dizendo "eu traio meu marido", oras, se disse o verbo trair na primeira pessoa, certamente sabe o que isso significa. Talvez se você pensasse diferente, que mantem uma relação paralela ou que tem uma relação extraconjugal, provavelmente você não seria a primeira a lançar pedras sobre sua própria cabeça. Sobre a frequência com que têm relações, isso não depende só da parte dele a iniciativa, isto é, se você for bonita, interessante, asseada, vaidosa, tiver bom gosto por lingeries, for sensual e atraente, acredito que seria ele um retardado ou estaria (também) tendo uma relação extraconjugal. Mas se você chega em casa, toma um banho, põe a touca e o pijama e fica andando pela casa parecendo a irmã mais velha dele, aí ele estaria reagindo ao que vê, já que homem é muito visual e ele precisa ter um estímulo cinestésico para sentir tesão. Considerando que não seja esta segunda e sim a primeira, ele pode estar vacilando pelo próprio jeito de ser. Há homens que vivem muito bem sem sexo, e eu não entendo, mas compreendo, como há mulheres lindas que não gostam de sexo tanto quanto gostam de dormir ou de academia. Ou seja, malham para ficarem lindas e postarem suas fotos no facebook (e mais nada, sendo tão inúteis quanto são atraentes). Quanto ao ensaio de misoginia que ele tem feito com você, isso não é saudável na relação e certamente só piora as coisas. Mas digo a você que se tudo que está fazendo é consciente dos riscos, e se isso lhe traz um benefício íntimo, sentimental e psicológico, então não sou eu quem vou julgá-la, apenas direi para não se expor ao ridículo, nem expor seu cônjuge, principalmente ele, pois já não seria legal estar se envolvendo com outra pessoa, e ainda por cima o expõe ao ridículo, isso seria injusto de sua parte. Tudo que se faz com consciência e tira-se das experiências um conhecimento restaurador de si mesma ou até mesmo de sua relação é benéfico, porque nunca poderemos julgar a maneira como o campeão venceu, apenas aplaudiremos quando ele subir no podium alcançando o primeiro lugar.

Publicado por Rodrih às 03:59 | Link do post
Imagem relacionada
Por e-mail em 20/07/2017 - Excluindo todas as referências do remetente, a pedidos.

Boa noite Rodrigo
 
Primeiro gostaria que soubesse o quanto me identifico com seu blog, às vezes penso que está falando de mim ou pelo menos falando comigo. Sou cientista educacional e psicóloga, atendo pela linha comportamental, mas não estou livre de sofrer as intempéries da vida. Peço a delicadeza de não divulgar meu nome e nem o mail que estou enviando. Sinto que posso confiar em você mesmo sem conhecê-lo pessoalmente, mas pela maneira como trata as pessoas aqui percebo que você é extremamente confiável. Espero não me decepcionar com minha expectativa sobre esse Rodrigo Caldeira blogueiro e orientador de muitas pessoas, especialmente das mulheres (sorte nossa rs). Tenho 29 anos, sou uma mulher bonita, atraente, bem relacionada, envolvente e dona de um corpo perfeito. Não tenho filhos e agora nem noivo eu tenho mais. Sempre quis me casar desde os 20 anos, mas todos os homens que me relacionei (e não foram muitos) só queriam sexo, e desfilar comigo para todos os lugares. Mas não sei o que acontece que não me levam a sério. Como já disse, sou cientista na área da educação, também psicóloga e uso meu conhecimento para minha vida, sou extremamente independente e não gosto de pedir para que arrumem as coisas pra mim. Isso já oferece vantagens para o homem. Não sou ciumenta como essas que matam e morrem pelo companheiro. Sei que tenho o gênio forte, mas isso não deve ser problema porque tem mulheres muito mais bravas por aí, só que elas conseguem se relacionar e são correspondidas. Então o que estou fazendo de errado?
 
Olá XXXXXXXX
 
Obrigado pelo e-mail que enviou, pela confiança depositada, por ter se exposto com segurança e pelo texto digitado corretamente (rsrs), pudera, cientista educacional, o que não esperar de você na escrita né?! hehe.. Sim, XXXX, você pontuou coisas que todo homem adoraria tê-la, mas fez o fechamento de tal maneira, que só seu cachorro de estimação conseguiria se manter por perto onde você estivesse. O fato de ser muito bonita e ter um corpo perfeito ajuda imensamente muito, pois os homens são extremamente visuais, por mais que os que dizem que não são sequer olhem para uma bela mulher passando de biquine à sua frente. Todo ser humano social, isto é, vivente de uma comunidade, uma sociedade, gosta do que é bonito e perfeito, ou quase isso, vê-se que compram carros bonitos, roupas, decorações, maquiagem etc. Entretanto, o que você faz com seu comportamento é que a deixa feia, isto é, difícil de ser aceita. Quando você se torna muito independente, você está sendo arrogante, ou seja, a - rogar, em que "a" significa "não" e "rogar" significa "pedir". Os homens, aqueles que realmente gostam de mulher e da mulher, não costumam se adequar com mulheres arrogantes, em que eles se sintam inúteis, e até incapazes de fazer algo por você. Homens precisam se sentir úteis, necessários, interessantes e reconhecidos. Se você conseguir alcançar a lâmpada para trocar, ponha na cabeça que o homem que está sentado no sofá da sala é o único neste planeta que conseguiria trocar a tal lâmpada, então acenda umas velas e quando ele perguntar diga que não sabe o que aconteceu, de repente a lâmpada não acendeu mais. Ele se sentirá necessário para descobrir o que aconteceu com a lâmpada e isso o faz resgatar seu instinto primitivo de proteção e conforto de seu ambiente de convívio. Daí que ele testará e dirá que foi só a lâmpada que queimou. Ele até dará uma risada, mas é um riso heróico, pois verá as velas acesas e tal, e certamente cairá bem um reconhecimento por sua bravura, sua inteligência e capacidade. É óbvio que você já sabia que era lâmpada queimada e já estava quase desconectando a queimada e substituindo por uma outra nova. Mas lembrou-se de se fazer de donzela do alto da torre do castelo do rei, então desceu da escada, guardou-a, escondeu a lâmpada nova e acendeu as velas, continuando a fazer o que estava fazendo, até que o chamou para perguntar se vai querer ovos de codorna cozidos, só para que ele visse o lugar escuro e cheio de velas acesas. Pronto, você o fez entender que sua presença é importante na sua vida e, como um Tarzan, ele ficará atento em dar-lhe suporte sempre que precisar. Isso melhorará sua autoestima, sua virilidade e seu senso de responsabilidade. Experimente rogar mais e veja o que acontece. Sobre o gênio forte, experimente deixar seu gênio do lado de fora da academia, quando você for malhar, tudo isso vai ajudar no seu relacionamento. Depois de alguns meses volte aqui para nos contar se eu sou uma besta ou se minha orientação realmente te ajudou, tudo bem?! Boa sorte e mude seus conceitos, não vai acreditar no quanto a vida se torna melhor! 
Cordialmente, Rodrigo Caldeira
Publicado por Rodrih às 17:23 | Link do post

São 04:42h da manhã, estou com muito sono, mas me deu uma vontade enorme de provocar uma reflexão interessante. Enquanto escrevo milhares de pessoas estão dormindo, algumas estão tendo pesadelos, outras sonhos saudosos com alguém querido, outros dormem dopados por algum remédio que apaga mais do que a pessoa, mas os sonhos dela também. Enquanto escrevo esta linha, pessoas estão chorando um abandono, outras choram por luto, outras por dores fortes que não conseguem diagnosticar, têm aquelas que choram por saudade, choram porque a doença está atacando mais pesado, choram porque o seu animal de estimação acabou de morrer. Neste exato momento tem alguém chorando de rir. Enquanto você lê essas linhas pessoas estão sendo assassinadas, outras estão sendo estupradas, outras estão perdendo a virgindade, outras estão sentindo no sexo o maior amor e tesão que já existiu. Há aquelas que acabaram de receber um golpe doloroso no rosto ou em alguma parte do corpo e sofrem essa dor. Enquanto tanto você e eu lemos esse texto pessoas estão desencarnando num acidente de carro, de moto, bicicleta, aeronave, ou mesmo por alguma coisa boba. Pessoas estão olhando pela janela a solidão de outras pessoas solitárias, e pessoas também estão conversando com alguém na rua, com toda a tranquilidade e segurança, sem nenhum risco de acontecer algo, simplesmente irão papear tranquilamente. Há pessoas que neste segundo estão marcando encontro em algum lugar para se prostituir homossexualmente, ou mesmo heterossexualmente, há aquelas que estão pensando em matar alguém, outras estão pensando em salvar a vida de alguém. Neste instante você lê e acompanha meu raciocínio, não importa onde você esteja, você está dentro da nuvem de minha reflexão, e saberá que existem pessoas boas fardadas n'algum lugar hostil de guerra, com inimigos preparados para matá-las e elas matá-los talvez mais por medo do que por necessidade, ou mesmo sentado no meio de um bosque em algum lugar do mundo tocando seus violões, banjos e cantando uma linda música. Há crianças nascendo, bolsas estourando, futuras mães correndo para os hospitais, umas dando sorte de ter alguém, outras dando o imenso azar de estarem sozinhas e desamparadas. Há crianças sendo abortadas, há crianças sendo molestadas por algum parente em que os pais estão no quarto dormindo ou mesmo trabalhando achando que sua criança está em boas mãos. No que o seu relógio avança o próximo minuto uma prostituta está sonhando com o futuro que pode ter com seu corpo valendo um bom dinheiro por sexo fácil ou mesmo pensando nas roupas e no alimento que poderá dar à sua filha que dorme na mesma cama que a dela, sonhando coisas enquanto a mãe usa seu corpo para alimentá-la. E você está lendo esse blog sem se sentir atingir por quaisquer dessas pessoas que estão por aí mundo afora, porque você não tem porque sentir as dores ou alegrias, tristezas e prazeres dos outros, você apenas lê e depois vai fazer alguma coisa, ainda que não faça nada, enquanto outras pessoas estarão escrevendo em seus blogs exatamente o que estou escrevendo aqui para a sua leitura em português. A vida é efêmera e você que vive, seja uma pessoa do bem, fazendo o bem, levando paz e alegria, recebendo gratidão e boa energia. Pense nisso, porque não vale a pena ser do mal.

 

Publicado por Rodrih às 04:42 | Link do post

george-steinmetz-camels_3977_600x450.jpg

Drika a 21 de Fevereiro de 2017 às 15:28

Em: A mente não mente! 

Rodrigo

Achei seu blog muito interessante.

Escuta meu caso: eu sou casada e fiel. Meu marido é chato e grosseiro. Tem um cara no meu trabalho que é muito gato, também casado. No início eu olhava para ele e ele virava a cara para mim e até se afastou de mim. Ficava chateado quando eu olhava p ele. Eu também me afastei dele, evitei o quanto eu podia para não esbarrar com ele. Só que eu não consigo parar de pensar nele. Aí quem passou a me "secar" foi ele. Só que quando ele me ele me olha eu não consigo olhar para ele, e quando eu olho para ele, ele também fica tímido. Eu penso tanto nele que muitos dias eu vou trabalhar e quando passo por ele, vejo que ele está vestindo as mesmas cores que eu estou vestindo. Isso aconteceu muitas vezes, da gente ir trabalhar combinando a cor da camisa, da calça e are do sapato. Uma vez estávamos idênticos em termos de roupa. Eu tenho medo de ser infiel. Ele é gerente, deve ter medo de se envolver e perder o emprego e eu também! Agora, ele tem se vestido com cores estranhas, tipo laranja e cinza, provavelmente quer evitar essa combinação de cores que acontece tanto entre nós. Ele me olha escondido e eu também. Isso tudo é coincidência?? No meu pensamento eu faço tudo romântico e sexual com ele. Mas pessoalmente nos tratamos com distância. Por favor me explica isso. Conheci a esposa dele, ela é bem mais velha que ele, tipo nada a ver um com o outro, mas ele parece ser fiel à ela, assim como sou fiel ao meu esposo. Me ajuda. Drika

Respondendo à Drika em 21/02/17 - 17:08h

Oi Drika, boa tarde e bem vinda ao blog! Obrigado por participar e expor sua história. Independente do desenvolver de minha resposta (que acontece de forma espontânea, sem pausa para correções ou floreios), desejo que você absorva o melhor sobre esse conceito e possa transmutá-lo em algo maior e mais proveitoso em sua vida. Em resposta à sua busca, olha, o que está acontecendo é bem o que está dito no post "A mente não mente" (02/06/2014). O que você não percebeu foi a grande sacada nisso, ou seja, no seu texto ficou claro que você olhou pra ele e tal, massss.... só que não! Veja bem, vamos construir o conceito para você entender melhor isso. Ele tem uma mulher, como você disse, nada a ver e tal, daí você tem um marido também nada a ver com você, isto é, em suas palavras, "chato e grosseiro". Considere então que você teve um desses experimentos de chatisse e grosseria do seu marido e foi trabalhar, pensando em nada, simplesmente frustrada por estar numa relação tão sem graça, como se fosse um castigo e blablabla. Supondo que ele, seu amigo de trabalho, de repente seja o cara chato e grosseiro na relação com a mulher dele, ou chato e ela grosseira (dado que ele é mais novo e isso calharia bem com cada um) e ele foi para o trabalho pensando que a vida poderia ser mais interessante, se a mulher dele não fosse tão "nada a ver". A energia de suas mentes (sua e dele) foi emanada, a dele de que poderia ter uma garota mais legal, e a sua de que poderia ter um casamento mais legal. Você disse que ele pode ser fiel no casamento, mas você não sabe. Considerando que ele não seja, e eu apostaria minhas fichas nisso, ele chegou no trabalho, local em que você e outros colegas estão, e respeitosamente começou a trabalhar. Entretanto, num dado momento ele te olhou, talvez você estivesse mais gostosinha na roupa que escolheu, ou seu perfume ou mesmo a unha estava mais atraente. E por um momento ele ficou te observando, sem pensar em nada, só olhando mesmo, como quem olha os carros passarem na avenida, mas os olhos acompanham um carro que chame mais atenção dentre os demais. Então imagine que nesse momento ao redor da cabeça dele ondas circulares de energia sensorial estavam sendo emanadas, continuamente. Sim, parece viagem na maionese, mas entra no raciocínio comigo para você entender o fenômeno. Essa "onda circular" se projeta mais forte perto e vai raleando quanto mais distante dele. Nesse momento, supõe-se que seu celular dá um toque, é o seu marido no whatsapp te perguntando uma coisa tosca e você o ignora, nem responde. Nesse momento sua mente dispara o pensamento de quando teve ao sair de casa para ir trabalhar: "que cara chato, sequer percebeu que cortei as pontas do meu cabelo e ainda fica grosseiro quando reclamo, aFF". Então foi nesse exato momento que sua mente disparou a energia receptiva de receber atenção, sua mente emanou a energia de receptividade, que identificou a energia sensorial dele de apreciação. Independente se ele estivesse olhando nesse momento pra você ou não, inevitavelmente você levanta o olhar e olha diretamente pra ele. Ele olha pra você, houve a conexão de flerte, ele sente sua personalidade fiel, ele, fiel ou não, se sente repelido (geralmente homem se sente repelido nessas horas, não sei exatamente por que), e você se conecta à energia dele, que também se conecta à sua energia. Vocês passam a viver suas vidas, mas a conexão de energia é contínua, pulsante, e vocês começam a trocar informações pessoais como escolhas, palavras (o famoso: nossa, eu ia dizer isso que você disse!), reações, gostos etc. Não necessariamente haverá um caso entre vocês - se houver é fatal que um dos dois sairá destruído, não tem meio termo quanto a isso. Então o que está acontecendo com vocês é um vínculo emocional sensorial e se for mal interpretado poderá ser entendido como uma paixão entre almas-gêmeas, o que será um erro, pois ele gosta de mulher mais madura, e seria você quem estaria no conceito "nada a ver" pra ele. Então, todas as vezes que olhar pra ele faça uso desse exercício libertador e repita a frase na sua mente, ou até mesmo fale: "Isso não é da minha conta" e não se assuste se, de repente, num esbarrão que tiver com ele você disser em voz alta essa frase, o que será um sinal de que a conexão está sendo trabalhada e logo será desfeita, ou seja, foi só um acidente de percurso de energias. Enfim, espero que compreenda sobre essa situação e não se adiante em fazer algo que poderá ser um devaneio. Eu já me iludi e paguei preços altos por interpretar errada a coisa toda. Não vale a pena. Em tempo, lembre-se, como estão conectados na energia sensorial, tudo o que você pensa influenciará nas ações dele, e tudo o que ele pensa influenciará nas suas ações. Desconecte-se!

Publicado por Rodrih às 20:00 | Link do post

tenha-vairas-amiagas-para-conquistar-uma-namorada.

Marco Antônio (Markin) a 18 de Janeiro de 2017 às 02:55

Em: Encontre uma pessoa ideal (respondido)

Rodrigão, blz

cara separei tem uns meses e fiquei muito louco sem a mulher q eu amava, realmente eu sofri muito, mas ultimamente tenho ficado com umas peguetes e acabei fazendo uma coleção delas na minha vida. Tenho uma peguete pra transar por dia se eu quiser, só que não dou conta nem tenho grana pra fazer isso. Tenho uma beleza cativante e falo assim porque minha fisionomia é muito bonita e dei sorte de me manter heterossexual (risadas), porque todo cara bonito demais acaba virando gay. Sou bom nas conquistas e leio livros para me atualizar com a melhor pegada possível. Pego muita coroa e novinha também. Tenho 35 anos e parece que nasci com esse dom de atrair mulheres pra cama, pra mim. Minha ex mulher não era tão bonita e estava engordando sem parar. Chegou um tempo que a gente não tava bem e sugeri a separação. Queria q ela se cuidasse mas ela não parava de comer e me chamar de viado porque sou metrossexual. Se eu sou bonito e não estou faltando com a modéstia, porque realmente sou e bancar o hipócrita eu não vou, então me cuido mesmo, não gosto de ter pelos no corpo por exemplo, tenho corpo atlético, sou mesmo muito bonito. Então o que me traz aqui é sobre essas mulheres pq tem horas q não sei com qual eu saio e a maioria é universitária linda, me usam como status de beleza e eu também não deixo por menos e uso elas do jeito que eu quero. Mas não quero viver assim e quero alguém pra mim, que me complete e me faça feliz. Fala algo que sirva pra mim grande mestre!

Respondendo ao Marco Antônio (Markin): 21/02/2017 03:02h

Caro Ken, antes de mais nada não sei se leu bem o nome do blog, mas vou dizer pra você: tem o meu nome, sou heterossexual, infelizmente não sou lindo como você diz ser, então me contar detalhes do seu corpo não foi uma boa ideia, na verdade ficou meio gay. Outra coisa é que cada vez que você se pronunciava em sua beleza narcisista minha mente criativa tirava peças da sua cara, seu corpo e remontava. Não consegui imaginar quão belo você possa ser, e nas minhas montagens imaginárias você saiu bem feio, um Frankstein. Mas tenho certeza que sua beleza não me atrai. Pra falar a verdade, mal tive paciência para ler seu texto. Antes de ir se olhar no espelho depois de ler minha resposta, faça um favor a si mesmo e acesse www.universidadefalada.com.br e procure pelo autor Viktor D'Salis e sua obra Ensaio sobre o belo, o nobre e o justo na visão dos antigos, compre-a e ouça-a. Coloque um pouco mais de beleza em você, só que, dessa vez, dentro do seu cérebro e embeleze por tabela a sua alma, porque de beleza você não entende nada. Pode entender de sedução, de profanação também. Porque se Deus te deu a beleza de rosto e de corpo, mas você usa para ludibriar mulheres, enganá-las e como você mesmo disse, julgá-las e usá-las, então sua beleza é profana, de nada vale, em nada contribui e raramente constrói alguma coisa. Sua ex-mulher, na verdade, se empanturrou de comida para agredir a beleza nela e a sua, e se você é vaidoso desse tanto, acredito que ela devesse ser especialmente linda, mas ela, diferentemente de você, tinha mais beleza no cérebro e na alma, por isso se rebelou - e já que não podia enfeiar você, enfeiou-se como conseguiu. E conseguiu, atingiu você, pontos para ela! Estar comendo tantas mulheres assim não tem graça nenhuma, principalmente contando apenas com sua casca e suas máscaras. Experimente conquistar uma mulher culta e transar com ela sendo culto. Garanto que notará a diferença. Mas você não conseguirá, nem tente. Sua beleza é para raptar mulheres vazias, mais do que você mesmo, acredite. É um sonoro "vocês se merecem", ainda que sejam muitas, todas merecem o que você oferece e recebe delas o que elas dão pra você, ou seja, sexo e mais nada. E por falar em sexo, entenda que trepar é algo gostoso, mas se você não deixar nada a benefício da mulher, cara, você não fez a diferença na vida dela, mesmo sendo uma peguete. Faça a diferença na vida dessas mulheres, faça-as sentirem-se mais lindas do que você, porque uma mulher que se sente bem com sua presença é, por si, um brinde à vida. Leve flores, já que gosta de galantear, seja gentil, experimente dar amor, nem que seja numa fração bem pequena, tenho certeza que vai se surpreender. Se envolva com gente feia, sim, e quando começar a encontrar beleza nessas pessoas verá que você é mais feio do que elas, justamente porque elas conseguem transmutar a beleza sincera na feiura de seus rostos, seus corpos, suas vidas, e ainda assim conseguem sorrir e se doar para o próximo. Já você não, sem a beleza o que resta? E se você não tiver um pau maior que 15cm e ainda for fino, caro Ken não se gabe, sua beleza estará incompleta, mas se tiver, então se desespere, porque você tem tudo que os gays adoram. Quanto a escolher apenas uma para sua vida, sinceramente, não faça isso, não é momento para você se jogar numa relação monogâmica, justamente porque você não evoluiu, pois está há poucos meses separado e já montou um harém pra você, fala sério. Se isso foi por amor que sentia pela ex-mulher, nem consigo imaginar você a odiando. Tenha certeza que sua ex-mulher vai voltar à beleza original e arrasadora dela, e você vai ficar doido, só que ela terá a grande oportunidade de trocar o Ken pelo Falcon e ser uma mulher realizada por ter um homem mais macho que ela. E pelamordedeus, pára com essa ideia de dar detalhes de seu corpo e seus pelos, em que planeta você vive? Eu lá quero saber se você é peludo feito macaco ou pelado feito um frango na geladeira! E por fim, tenho certeza que você perdeu uma grande mulher. Felicidades no seu harém.

Publicado por Rodrih às 03:37 | Link do post

Resultado de imagem para sos

Agaciel a 06 de Janeiro de 2017 às 11:55

Em: Enxergue seu limites... (respondido))

Caro Rodrigo Calderas bom dia. Tudo de boas? Cara pra mim tudo não está de boas. Preciso que me ajude nisso. Tipo tenho 34 anos e sou casado com uma mulher legal. Agente se dá super em tudo. Mas cara eu andei no vacilo e tá complicadissimo reverter meu quadro. Porra sou homem vc é homem, ninguem entende isso! As amigas não perde tempo vc entende isso? Cara eu tô quieto na minha, um santo pronto pro céu, em paz com a minha mulher cuidando da minha tartaruga na bacia e o diabo vem atenta e as amigas começa a mandar nude. Tá fóda aí o diabo atenta e aquela paz que agente tava vai e some e fica a atentação coçando o couro e a inquietação vc entende cara? Sei que entende sim se não não estava mandando um comentario aqui no seu site. Sei o que fazer não, agora tô escrevendo porque fui lá e peguei a amiga do nude. Acabei com a raça dela é difícil resistir e fico no arrependimento depois porque tenho minha mulher e gosto dela demais. Filme pornô perdeu pra mim ontem com essa amiga eu sei que tô errado mas o diabo atentae eu sou homem e homem gosta da fruta. Adão sifudeu porque gosta da fruta e a dona Eva avacalhou o cara né? Aí o Adão endoidou. Depois o filho do Adão mata o outro filho do Adão e daí a família ficou doida a familia do cara tá acompanhando o raciocínio? Se eu continuo nessa minha família  que vier vai ficar bem doida porque eu acho que já tô doido. Dá força pra mim, patrão!

Respondendo a Agaciel (06.01.17): Caro Agaciel, vou-lo responder, mas antes preciso de um cochilo, porque... enfim, depois explico. Obrigado!

(07.01.17): Caro Agaciel, vou respondê-lo em sua questão e, sinceramente, desejo que você compreenda minhas palavras para poder absorver melhor os valores que vou expor. Já havia dito aqui, muitas vezes, sobre o exemplo da galinha que bota o ovo e depois bica sua casca para se alimentar da clara e da gema. Essa galinha não tem mais conserto, senão ir para a panela, por melhor poedeira que ela seja...dará uma canja ainda mais saborosa, justamente porque ela deixou sua essência animal de lado e se tornou algo bizarro: se alimentando de sua própria espécie. Nós homens também podemos nos tornar bizarros em muitos aspectos, e um deles é no quesito relacionamento. É fato que manter um casamento, um noivado, um namoro ou mesmo uma amizade está muito difícil nos tempos atuais, tudo por causa da demanda existente, isto é, a facilidade de se conseguir qualquer substituto(a) para o espaço que surge no sentimento humano. Acabei de ter uma experiência interessante da janela do meu apartamento, em que estou na parte mais baixa do prédio e há outros prédios mais altos mais ao longe. Eles estão bloqueando o sol brilhante e poderoso ainda mesmo neste horário de 19h (ou seja, já estamos à noite em pleno horário de verão). Eu, no meu canto estou apreciando o começo da noite, em que todo o imóvel escureceu consideravelmente ante a luz intensa e quente que o invadia há poucos minutos. A esquadria de alumínio e o blindex da sacada estão estalando por causa do ar frio que paira a sombra projetada pelos prédios mais altos, afinal já é noite e o tempo tende à esfriar, e tanto o metal de alumínio como o vidro de blindex sentem a queda de temperatura brusca, por isso estalam, pois estão super quentes. Bom, onde eu quero chegar com este insight é que, quando estamos atentos à pessoa de nossa relação é como se o nosso sol brilhante e quente estivesse reluzindo sobre a pessoa amada, nosso calor e nossa luz são inteiramente dessa pessoa, que se sente aquecida e iluminada por nosso sentimento puro, sem interferências. Mas quando passamos a olhar para outras pessoas, quiçá mais interessantes, desviamos nossa luz poderosa, permitindo que essas outras pessoas bloqueiem o brilho e o calor para aquela que nos ama e nos adora. Então a temperatura dos sentimentos caem, os vidros e os metais estalam ante o frio que invade o sentimento de atenção e cuidados. E o resultado é que a parte amada fica no escuro. E que tipo de bizarrices acontecem nas trevas? Todo tipo! Medo, dúvida, insegurança, mágoa, dor, tristeza, vingança, ciúme, frustração, cansaço, desânimo, angústia, incredulidade, fraqueza, raiva. São criaturas que só conseguem invadir e habitar a casa escura e fria, justamente porque não há luz nem calor. Sem cor nem vida, essas criaturas bizarras ocupam todos os ambientes abandonados. É assim que sua companheira poderá se sentir quando você usa dessa desculpa irônica e esfarrapada de que é macho, é homem, a carne é fraca, seu pau é independente e tem um cérebro pensante, que o diabo atenta etc. Na boa, o diabo está nos seus pensamentos covardes de querer ser esperto o suficiente para se justificar que você é um santo. Sua ironia é para disfarçar o quanto você é imaturo e não consegue se posicionar como o homem que a sua mulher acreditou que você fosse. Sua conversa mole é para achar graça do que você faz, como se achasse bonito ser feio. Dizer que eu entendo, olha, eu entendo sim e por isso estou dizendo que você é fraco, se fosse uma galinha já estaria sendo servida numa receita maravilhosa pega no YouTube: "Galinha primavera ao molho pardo". E por fim, vir aqui pedir "ajuda", na verdade foi uma estratégia sua de querer escrever sua confissão de forma engraçada e um tanto puritana, porque há um grande conflito de textualização, quando você digita como um ogro, mas não esquece as pontuações corretas na gramática portuguesa. Precisa ser mais esperto do que isso, porque se não consegue enganar a mim que sou homem (considerando que homens, todos eles, são toscos e previsíveis - e me incluo dentre esses), imagine se você consegue convencer alguma mulher? Não, meu caro, não consegue. As mulheres desenvolveram e aguçaram seus sexto-sentidos, não são mais aquelas dos anos 1920, 1940 ou 1960. Nem nos seus melhores sonhos você conseguirá ludibriar uma mulher moderna. Então fica o recado para você salvar o seu casamento: Saia do facebook, mas antes exclua todas as fotos, pois o FB é um sistema cretino e usará suas fotos para atrair seus contatos com publicidade fake. Aliás, deveria se chamar fakebook essa rede social. Exclua o whatsapp, telegram, instagram, twitter, enfim, tudo o que você possui no seu celular. E baixe somente o whatsapp novamente, agora que estará sem o histórico, coloque a foto sua com sua mulher no perfil, o seu nome e o nome de sua mulher, e não esqueça de escrever a frase no status: "Eu amo minha esposa" (ou minha noiva, namorada, sei lá. Ou eu adoro, ou eu sou louco, enfim, se vira). Peça para que ela faça o mesmo no celular dela. Tenham a mesma senha de acesso ao celular e de e-mail. De vez em quando compre roupas parecidas para vocês usarem, como a mesma camisa polo, o mesmo modelo de bermuda, enfim, você entendeu. Peça que ela dirija também o carro de vocês, e fique quieto se ela fizer alguma barbeiragem, certamente ela estará ansiosa em ter você como co-piloto e não como passageiro, então seja passageiro e ponha o cinto de segurança... Se tiverem dois carros, cada um com o seu, seja inteligente e lave o carro dela, antes de lavar o seu. E quando as "amiga" mandar nudes, chame a sua esposa e mostre pra ela, garanto que a incidência de nudes reduzirão a ponto de desaparecerem da sua vida e do seu smartphone. Se ganhar presentinhos de amigas, dê à sua esposa e diga que ganhou de uma amiga. Não se assuste se o presente, por mais caro que pareça ser ganhar o chão como destino e depois a lixeira, às vezes poderá ficar bonito em chamas numa lata no quintal, sei lá, não se manifeste, fique na sua e sorria, é mais seguro! No máximo sugira que possa ser vendido e o dinheiro revertido numa saída de vocês dois para um barzinho, vai ser divertido (para ela) pagar a conta com o dinheiro do presentinho da amiga. E seja feliz de verdade. É isso, boa sorte.

 

Publicado por Rodrih às 14:39 | Link do post

sirvo só para ser sua amiga.jpg 

Svetlana a 09 de Setembro de 2016 às 11:12

Em: Encontre uma pessoa ideal (respondido)

Oi Rodrigo, bom dia! Cara você não existe sabia??? Eu não consigo entender qual é a sua com seu blog, por exemplo, quem você quer ajudar realmente ou tudo o que faz pode estar direcionado para alguém, como por exemplo que você quisesse provar alguma coisa e não conseguiu fazer isso no tempo que tinha chance? Ai desculpa começar assim, mas você é intrigante e irritante. E às vezes achava que você fosse gay, eu sei que não é, mesmo porque isso não importa e não tenho nada contra, tenho muitos amigos gays e adoro cada um deles de todo meu coração! Mas para um homem hétero você ou é bom demais ou é um farsante. Ai desculpa, mil desculpas querido, estou ansiosa e não sei como falar do que preciso kkkkk (é riso de nervosa mesmo XD). Olha só minha situação e me ajuda pelo amor do bom Deus! Tenho um ficante que me adora e só sai comigo, me leva pra todo lado, já conheço a família dele, até o cachorro dele já me mordeu kkkkk isso significa que já estou bem envolvida né! A gente faz tudo e tudo a gente faz, não penso fazer nada sem ele e ele pensa em fazer tudo comigo. Só que isso dura 3 anos sabe e o cara nada de me assumir! Não faço nada pensando dele me assumir, mas puxa vida sei lá o cara não assume entende? Então eu falei pra ele o que me incomodava e dei um ultimatum (foi minha maior burrice) e ele começou a distanciar e ficar "mais ocupado sabe? Puxa vida eu só sirvo pra ser "amiga'? Eu sempre deixei ele livre pra fazer o que quisesse e ele me deixa livre também, mas isso cansa e queria que ele ficasse do meu lado, se pudesse colava ele em mim com cola superbond kkkk Então Rodrigo Caldeira o que eu faço agora? Mato ele? kkkkk (brincadeirinha viu kkkk) Nossa Senhora não faça mal juízo de mim por causa disso que falei viu? É brincadeira viu? Sou assim mesmo quando fico apavorada e nervosa porque nunca escrevi pra ninguém assim. E eu vou enviar sim, eu tenho capacidade e eu posso, nada me impedirá, sou forte vou clicar agora aqui e

Svetlana a 09 de Setembro de 2016 às 11:39

Em: Encontre uma pessoa ideal (respondido)

kkkkk e foi né!!! kkkkk ai eu rio de mim mesma!  Será que você vai me responder? Será que você vai me achar louca? kkkkkk Nossa super nervosa porque o outro texto foi e não tem como deletar kkkkk  

Respondendo à Svetlana: 08/11/2016 02:14h

Oi Svetlana, bom dia! Você me fez lembrar de uma amizade muito interessante que fiz um dia com uma mulher com este nome, uma moça encantadora por sinal, mas que há muitos anos não sei notícias dela, enfim... vamos ao que interessa, só que amanhã, certamente, porque só vim postar sua questão para que eu me lembre de respondê-la, pois quando salvava em rascunhos nunca me lembrava. Sua maneira de se expressar me tirou risadas gostosas aqui, você é uma garota de muita energia e alegria - mesmo nervosa e ansiosa.. rsrs. Então aguarde mais um pouco e te respondo quando a inspiração chegar.

09/11/2016 17:53h

Como havia dito, estou aqui para falar com você, Svetlana, apesar de torcida contra rsrs.. (vide comentário). Bom, vamos lá... Acredito que já disse algumas vezes que criei o blog como "meu querido diário", na busca de abstrair a infelicidade em que fiquei assim que meu casamento acabou, em dezembro de 2008. O modo como o casamento foi orquestrado, as mentiras, as mandingas, as armações, enfim, tudo o que destruiu a relação - se é que ela existiu um dia de fato, isto é, se não foi uma armação desde o começo - e a forma cruel e a sangue frio como foi encerrado me causou traumas profundos, cuja cura com antidepressivos, terapias dos mais diversos segmentos psicológicos, regressões, buscas espirituais e espiritualistas de toda natureza não estavam ajudando em nada na minha libertação. Então, cinco anos depois (2013) terminei de montar todo o quebra-cabeças do que foi minha relação conjugal, e o blog me foi uma ferramenta de reflexões que corroboraram para tantos entendimentos que não tinha antes. Hoje estou liberto de muitas amarras do passado, sei que preciso resolver questões mais profundas como relacionar-me novamente (a última tentativa foi em 2010/11 e foi tão frustrante que zerou minha fé sobre esse assunto). Nesse tempo de blogueiro reflexivo conheci pessoas do mundo inteiro, recebi e-mails de lugares que nem sabia que existia, com temáticas sérias, umas até apavorantes, e vi que há uma realidade por trás dos sorrisos de muitas mulheres, o sentimento. Resolvi investir nisso, e conheci outra coisa que fere muitas delas, os homens misóginos, que se camuflam em rostos bonitos, corpos sarados, profissões e contas elevadas. Então comprei a causa e comecei a alertar/orientar muitas mulheres, umas que realmente precisavam de ajuda e orientações, outras que mesmo precisando se acovardavam em seus pudores medíocres e me deixavam falando sozinho. As que seguiram, porque realmente precisavam de libertação estão, hoje, sorrindo para as paredes, libertas e dando nó em gota d'água. Bom, já me expliquei demais né?! Bora falar do que você veio buscar aqui de fato... rs. Olha, o que tá pegando pra você é o que pega pra muitas mulheres, algumas considerações importantes: 1. Há uma demanda crescente de ofertas de mulheres no planeta. À medida que as mulheres começaram a ocupar posições que antes eram ocupadas por homens, passou a disputar com eles o mercado de trabalho e o status também. Todo bônus gera ônus, ou seja, as mulheres passaram a repelir os homens de suas vidas, não porque eles são machistas, mas porque elas se tornaram independentes e auto-suficientes além do aceitável. Só que para a mulher existe dois fatores bem distintos, isto é, uma coisa é ser independente e outra coisa é ser auto-suficiente. Quando se tornam independentes, muitas mulheres também se sentem auto-suficientes por tabela, porque é a sensação de vitória, de empoderamento que faz com que não sintam necessidade do homem sequer para trocar a lâmpada no teto da sala. Daí que as mulheres começaram a se sentir sozinhas, trocadas por aquelas menos afortunadas e mais acessíveis. O resultado gerou uma demanda maior de ofertas femininas para os homens, não importa qual traste fosse. Isso também fomentou o surgimento de misóginos, porque de um lado as mulheres valentes, fortes, de sucesso profissional e financeiro se mergulhavam em antidepressivos, álcool e academias, e de outro lado a oferta de mulheres novas carentes de atenção, proteção e segurança, bem como as garotas de programa, tanto as declaradas como as disfarçadas em atrizes, modelos, casadas e até "primas do interior" tomavam conta do cenário. 2. Há uma necessidade gigante de garantir seu homem, isto é, quando se consegue um envolvimento com um homem, a mulher já pensa que o cara é burro, é cego e não tem opções melhores lá fora. Ledo engano, homens, por mais feio ou sem noção que sejam, sempre tem uma segunda opção não muito longe dele. É incrível como isso é real. Então, com essas duas considerações eu reflito sua situação, que é semelhante a de muitas mulheres, novas ou maduras, e digo que o que está faltando é malícia, paciência, envolvimento e coragem para ter relações com o homem dessa atualidade. Malícia para que se dê ao homem com generosidade aquilo que o prende a atenção: beleza física, sensualidade e sexualidade de qualidade ou pelo menos que seja interessante para os dois. Paciência para ir prendendo ele na sua teia, isto é, aceitando sua velocidade, seu desenvolvimento emocional, sua percepção. Homens sabem o que estão fazendo, por mais que alguns se façam de bobos pra viver, pareçam inocentes. À medida que ele achar que você precisa dele, tanto quanto ele de você, é onde ele se confunde e passa a comer na sua mão. Paciência é tudo nesse jogo de relações. Envolvimento com sua família, amigos, criando ambientes favoráveis e que ele se torne cúmplice na relação, porque não basta ser entregue o tempo todo e ficar com o cara apenas em segredo como amiga, em que ninguém vê os dois se beijando, trocando carícias, falando de projetos de viagem, ou que comprem um pet juntos, tem que misturar, fazer o que esse cara que você citou fez, até te deu a mordida do seu cachorro de estimação! Coragem para ter malícia, paciência e envolvimento, porque isso demanda um tempo e a mulher terá que dar socos na aula de box para não ter que socar a cara do seu ficante. É um jogo, tem que saber jogar. E chegar dando um ultimatum, com certeza que qualquer homem sintonizado na realidade da vida se afastará, não tenha dúvidas disso! Pode observar a cara dele diante um ultimatum, ele olhará para o lado superior direito ou para o lado inferior direito, que é onde estão arquivadas as pastas mentais das mulheres disponíveis e que não fazem questão que ele assuma qualquer relação com elas. Se ver que ele reagiu assim, kkkk, já era, você acaba de perder a oportunidade de ter ficado calada. O processo de distanciamento terá seu início e você terá seu jogo zerado, ou seja, se quiser reconquistar esse cara terá que começar do zero, tudo de novo, sob o risco de não conseguir acompanhar a velocidade dos efeitos colaterais do ultimatum. E só mais uma coisa, por favor, pare com esse termo totalmente sem noção: "Me assuma" ou "Assuma a gente" ou "Quando você vai me assumir?" ou qualquer coisa que tenha esse verbo. Pelamordedeus, em que planeta você vive? Ele deve assumir filho, compromisso, novo emprego, responsabilidades, multas de carro, sei lá, mas assumir vocêêê??? Por acaso virou filha dele? Foi adotada? Acredito que não, né?! Então se liga, pára de bancar a coitada e assuma você o seu papel feminino na vida dele, sendo sensual, bonita, gostosa, inteligente e interessante. Melhor ser amiga de muitos momentos que só servirão de créditos e memórias de boa companhia - porque os homens, por mais ogros que sejam, quando estão se sentindo sozinhos ligam a memória e a primeira coisa que vem à mente são os momentos bons com quem mais lhe deu motivos de se sentir bem, e se você estiver nesses pensamentos, ele, com certeza, irá ceder a seus interesses mais fácil do que você imaginava. Outra coisa é que você tem que se posicionar já como namorada ou companheira do cara, mesmo sendo a "amiga de todos os momentos", como sair na frente e saber seus gostos e ma-ni-fes-tá-los. Não adianta você saber que ele gosta de tomar vinho com uma pedra de gelo (vai que ele seja excêntrico) e você ficar quieta na sua, dando risadinhas e tal com ele porque serviram-no a taça com vinho e só. Não, você se posiciona nesse momento e pede licença com a taça dele, e volta com um gelo no vinho para entrega-lo, e ainda diz, "está aqui amor, do jeito que você gosta"... pronto, você, com certeza ganhou uma penca de pontos com ele, deixou as concorrentes intimidadas, porque você realmente conhece o sujeito, ganhou a admiração dos amigos, o respeito do garçom e a nora que toda sogra sempre quis. Malícia, paciência e envolvimento, simples assim. 

 
Publicado por Rodrih às 02:21 | Link do post
VISTO POR
contador
Comentários
Nossa ! Muito meu momento! Adorei as dicas, muito ...
O ruim das amizades eternnas é continuarem eternas...
Achei massa seu texto! Vou até ler de novo depois....
Obg por esclarecer o limpo
obrigadaaaa! Felicidades para você também! É de co...
Saudade de você mocinha do nordeste, terra das mai...
Oiii Rodrih das águas mais limpas de Brasília! Tud...
ENTENDI TUDOOOOOO!!!! Rô, muitíssimo obrigada pela...
Funciona  isso ai
Olá já li essa resposta umas três vezes e poderia ...
oi. vja soh eu sou cristao e a pastora faz todos o...
EU ERA UM IDIOTA UTILEU ACHAVA Q TAVA LUTANDO CONT...
Estou assustada como não conhecemos a pessoa com q...
Oi Flaviana, obrigado por comentar e trazer uma ex...
ola rodrigo, me chamo Flaviana. li o seu blog e go...
obrigado por emanar energia suficiente para minha ...
Oi gente! Obrigada pelas dicas. Eu não penso em vo...
Drika, Drika, que situação! Estou conversando com ...
Rodrigo, voltei. Aqui é a Drika, aquela que bagunç...
Sim! Vida nova numa nova vida! Mas sem se autossab...
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar
 
Novembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
29
30
subscrever feeds
SAPO Blogs