Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

Não se iluda!

21.02.17, Rodrih
Drika a 21 de Fevereiro de 2017 às 15:28 Em: A mente não mente!  Rodrigo Achei seu blog muito interessante. Escuta meu caso: eu sou casada e fiel. Meu marido é chato e grosseiro. Tem um cara no meu trabalho que é muito gato, também casado. No início eu olhava para ele e ele virava a cara para mim e até se afastou de mim. Ficava chateado quando (...)

Segunda eu começo...

04.07.16, Rodrih
  Por: Cristina Luckner, da Revista SuperInteressante - Ed. 273/Dez-2009 Muita gente promete perder alguns quilos. Outros juram de pés juntos que vão parar de fumar. Alguns se obrigam a trabalhar mais... e a gastar menos. E uns garantem nunca mais fazer piadas estúpidas (ops, esses somos nós, da SUPER). É uma força de vontade que só, uma concentração de energias e pensamentos rumo ao objetivo. Até que a promessa vai para o saco. Pode chamar de síndrome da segunda-feira (o dia (...)

Qual a pergunta-chave?

10.06.16, Rodrih
Há muitos anos venho pensando que todos nós temos uma pergunta-chave, cuja resposta mudará nossas vidas para sempre. Fiz muitas perguntas, mas nenhuma foi aquela que significasse tanto o que eu precisasse responder, sendo, portanto, apenas perguntas. Qual seria a pergunta que você precisa fazer para si mesmo e respondê-la, de forma que a resposta fosse aquela que mudará a sua vida de verdade? Quantas perguntas seriam afinal, uma, duas, três, cinco, isto é, uma para cada ação em (...)

O amor pela culpa. (respondido)

15.03.16, Rodrih
Recebi um e-mail que me chamou a atenção e dizia assim: "Olá Rodrigo, não pretendo me identificar por razões óbvias, mas sou grande apreciadora do seu blog. Sempre senti vontade de comentar me identificando, mas tenho receio que pessoas que me conheçam possam saber dos meus pensamentos e até mesmo alguns desconfortos. Gostaria que comentasse meu e-mail no seu blog e refletisse sobre uma situação que vivo atualmente, se possível. Tenho 28 anos e sou formada, trabalho e estou (...)

Ainda sobre as METAS: Entre nesse projeto!

05.01.16, Rodrih
Nossos dias estão carregados de emoções que, muitas vezes, somos iludidos de que estamos progredindo, fazendo algo, quando na verdade nem saímos do lugar. Quando estamos vivendo o dia-a-dia e precisamos ter o cérebro funcionando para que tenhamos forças de tocar os projetos, o trabalho e os estudos estamos clamando por um lugar pacífico, silencioso, entediante e morno para nos perdermos nessa paz. E daí vem a oportunidade de viver a paz tanto desejada num lugar pacífico, (...)

Enquanto o amor não vem

29.09.15, Rodrih
Oi Rodrigo, bom dia!?? Sou Tábata de Alencar, estou a morar em Gaia - Portugal e meus pais são brasileiros. Sou portuguesa mas aprendi a falar mais o português brasileiro do que de portugal. Estou com 26 anos e a desenvolver a profissão de nutricionista. Estou a navegar assiduamente pelo teu sítio e sempre quis saber sobre uma coisa, mas tu nunca te pronunciaste a respeito directamente. Se tu puderes reflectir sobre o que se pode estar a fazer enquanto não se encontra a pessoa (...)

Andando em Círculos

30.07.15, Rodrih
Tenho percebido que vivemos a vida de maneira tal, como se estivéssemos no meio das dunas de um deserto. Sem bússola, sem ventos, sem um referencial, uma direção que nos norteie para onde devemos seguir. Andando em círculos, vivendo o vivido nos instantes que se repetem de forma diferente. Falando as mesmas coisas, reclamando dos mesmos problemas, nos calando para as mesmas pessoas, apaixonando pelo mesmo tipo de sentimento autodestrutivo, ouvindo as mesmas músicas, com os mesmos (...)

Desabafo sobre a maioridade penal e outros assuntos no Brasil

02.07.15, Rodrih
Conversando com uma amiga advogada que admiro e gosto, num pequeno "oi" no whatsapp recebi uma avalanche de opiniões, que sinceramente gostei muito e compartilho aqui no meu blog estendendo meu apoio nos pensamentos dessa inquietante pessoa. Todos os direitos reservados. Permissão concedida. Fico indignada com esse país. É uma hipocrisia achar que a solução do jovem meliante está na educação (entre os jovens de bem) e que reduzir a maioridade para 16 anos é contribuir para o (...)