Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

Nós, HOMENS, vemos tudo em vocês, SQN

15.12.15, Rodrih
Na relação entre um casal há sempre aquela parte que é mais insegura. Geralmente é a mulher, num misto desse desconforto com, e também, a vaidade intrapessoal em que se propõe diante da relação. Esse tipo de comportamento acontece porque a mulher não está satisfeita consigo mesma, tanto em sua aparência, quanto em seu comportamento. Está (...)

Tudo errado, cada um com seus problemas!

25.06.15, Rodrih
Cada um com seus problemas! "Perdi a vontade de agradar pessoas ingratas, de ser útil aos folgados e sustentar os inúteis. Não tenho mais o interesse de nutrir falsos amigos, me alimentar com falsos amores e de me apoiar em meias verdades." Este é um desabafo do qual eu me apego cada vez que o leio, porque tem tudo o que preciso dizer para mim mesmo, pois é um fato que alivia o fardo. Como é triste a vida de uma pessoa que não tem uma gotinha de humildade, mas é inundada de (...)

Eu? Fútil?!?

13.05.14, Rodrih
Post de 15/07/2009 (07:31':47") - revisado e reeditado.         Ser fútil é colocar tudo o que é material em primeiro lugar ...acima das pessoas, dos sentimentos...da vida em si. Ser fútil é ser feio...por dentro...mesmo que sejamos lindospor fora...dangerously in love  É não saber olhar além do que nos aparece à frente dos olhos. É não saber alargar os horizontes além do que está à mão. É não (...)

O império da vaidade e a paranóia do corpo

18.02.14, Rodrih
          Apesar que eu definitiva e realmente vou morrer apaixonado pela beleza física, não posso concordar com a realidade que hoje consome, dilacera e aniquila jovens teens e adultos jovens de nosso século. Há muita verdade na ilusão que consumimos hoje, e penso que talvez eu adore a beleza real de um físico normal, sensual e dentro dos limites ético-humanos. Mulheres bombadas, masculinizadas, cuja até a voz é alterada, não, destas eu não considero fator de beleza e (...)