Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

A vida é efêmera, agradeça, pois...

06.06.17, Rodrih
São 04:42h da manhã, estou com muito sono, mas me deu uma vontade enorme de provocar uma reflexão interessante. Enquanto escrevo milhares de pessoas estão dormindo, algumas estão tendo pesadelos, outras sonhos saudosos com alguém querido, outros dormem dopados por algum remédio que apaga mais do que a pessoa, mas os sonhos dela também. Enquanto escrevo esta linha, pessoas estão chorando um abandono, outras choram por luto, outras por dores fortes que não conseguem diagnosticar, (...)

Renuncie à bengala!

12.07.16, Rodrih
Uma das coisas que mais procuro recomendar às pessoas - e até a mim mesmo - é a necessidade de renunciar à bengala. Todos nós usamos uma terceira perna para nos mantermos em pé. São muletas, bengalas, andadores ou mesmo os ombros alheios. A maior covardia que fazemos contra nós mesmos é nos permitir andar apoiados sobre algo que não sejam nossas próprias pernas. Quando você se permite ter a nova experiência de andar com suas pernas perceberá o quanto a vida se torna gigante (...)

Qual a pergunta-chave?

10.06.16, Rodrih
Há muitos anos venho pensando que todos nós temos uma pergunta-chave, cuja resposta mudará nossas vidas para sempre. Fiz muitas perguntas, mas nenhuma foi aquela que significasse tanto o que eu precisasse responder, sendo, portanto, apenas perguntas. Qual seria a pergunta que você precisa fazer para si mesmo e respondê-la, de forma que a resposta fosse aquela que mudará a sua vida de verdade? Quantas perguntas seriam afinal, uma, duas, três, cinco, isto é, uma para cada ação em (...)

A chama que você carrega

07.06.16, Rodrih
A vida existe para você, porque foi uma pessoa escolhida para ter a experiência do que é existir. Você, que hoje lê meu blog, só está conseguindo saborear as delícias do conhecimento, da ciência, da leitura, o prazer de estar sentado ou deitado em suas mais variadas posturas, comendo algo ou sem nada na boca, sentindo apenas o molhado de sua saliva e viajando nos pensamentos do que escrevo, com sentimento normal, ou de tristeza, quiçá de alegria, porque está vivo. Viver é (...)

No silêncio de você

16.12.15, Rodrih
“Solteiro não é um status. É uma descrição para uma pessoa forte o suficiente para viver e aproveitar a vida sem depender dos outros” Existem muitos artigos, textos, posts sobre a coisa de ser solteiro, viver sozinho. No entanto são textos prolixos ou acadêmicos, até mesmo jornalísticos, que já dão canseira já no começo. A menos que esteja fazendo uma pesquisa a respeito do assunto, o tema que vou refletir aqui é meramente de opinião pessoal. Tenho muito mais amigas do (...)

Enquanto o amor não vem

29.09.15, Rodrih
Oi Rodrigo, bom dia!?? Sou Tábata de Alencar, estou a morar em Gaia - Portugal e meus pais são brasileiros. Sou portuguesa mas aprendi a falar mais o português brasileiro do que de portugal. Estou com 26 anos e a desenvolver a profissão de nutricionista. Estou a navegar assiduamente pelo teu sítio e sempre quis saber sobre uma coisa, mas tu nunca te pronunciaste a respeito directamente. Se tu puderes reflectir sobre o que se pode estar a fazer enquanto não se encontra a pessoa (...)

Andando em Círculos

30.07.15, Rodrih
Tenho percebido que vivemos a vida de maneira tal, como se estivéssemos no meio das dunas de um deserto. Sem bússola, sem ventos, sem um referencial, uma direção que nos norteie para onde devemos seguir. Andando em círculos, vivendo o vivido nos instantes que se repetem de forma diferente. Falando as mesmas coisas, reclamando dos mesmos problemas, nos calando para as mesmas pessoas, apaixonando pelo mesmo tipo de sentimento autodestrutivo, ouvindo as mesmas músicas, com os mesmos (...)

Coisas que ainda vou fazer nesta vida...

05.07.15, Rodrih
Eu sempre trago comigo a esperança de poder fazer as coisas que eu sempre quis, mas nunca pude fazer, talvez por falta de oportunidade, coragem, estímulo, traumas ou mesmo porque o tempo foi mais rápido do que eu. Quanto a isso eu não ponho muita fé, que, muito embora eu tenha passado dos 40 ainda estou longe dos 50, e mesmo que estivesse perto ou passado dessa idade, nada pode me inibir ou me dizer que não devo viver minhas vontades. Vejo meu cunhado, o cara é novo - bom, pelo (...)

A vida! ... a vida?!

09.05.14, Rodrih
Hoje eu acordei cedo demais, apesar de ter dormido tarde demais também, então, com isso eu dormi pouco demais. Um axioma, "pouco demais", mas é para ser assim mesmo. Acordei e não me mexi, fiquei pensando, olhando para uma costura com linha solta de um dos travesseiros que me fazem companhia durante a noite, aliás, todas as noites. Não consigo dormir sem ver o volume dos dois travesseiros que coloco sempre ao meu lado da cama, como se eu sentisse confortável de saber que não estou (...)

Poema de Tecumseh

09.01.13, Rodrih
Viva sua vida de forma que o medo da morte nunca possa entrar em seu coração. Nunca incomode ninguém por causa de sua religião: Respeite os outros em seus pontos de vista, e exija que eles respeitem os seus. Ame sua vida,aperfeiçoe sua vida,embeleze todas as coisas em sua vida.Busque fazer sua vida longa e de serviços para seu povo. Prepare uma canção fúnebre nobre para o dia quando você atravessar a grande passagem. Sempre dê uma palavra ou sinal de saudação quando (...)