Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

http://blogdorodrigocaldeira.blogs.sapo.pt

Se trata de um diário pessoal aberto, onde as pessoas podem ler experiências pessoais de vida, de relacionamentos, reflexões psicológicas, sociais ou pessoais.

A importância de se reinventar.

02.11.17, Rodrih
Inúmeras vezes eu tenho sido questionado por quem se aventurou em me conhecer sobre meus conceitos nada tradicionais, sobre a necessidade de se reinventar na vida, tanto para si mesmo como para o outro, tanto quanto para todos à volta. Fico impressionado como as pessoas são acomodadas em suas zonas de conforto fazendo verdadeiras zonas de confronto, quando são chamadas à uma conversão de valores nos conceitos que elas têm juntado para suas vidas pequenas. Tenho buscado reinventar (...)

Desde sempre, é a beleza que vende.

19.03.17, Rodrih
  Vejo muitas pessoas dizerem sobre o quanto se sentem sozinhas. Constantemente tem alguém murmurando que vive em solidão a anos, triste, isolado, desmotivado. Uns buscam nas drogas ou nas bebidas alcoólicas o entorpecimento de seus cérebros, a fim de que parem de enxergar suas mazelas pessoais, porque dói demais ser seu próprio inimigo e não ter coragem de sair de sua zona de conforto para mudar esse cenário. Eu mesmo tenho feito isso comigo por longos anos. Eu mesmo menti pra (...)

Prisioneira de si mesma

26.05.16, Rodrih
Tenho observado que muitas pessoas vivem prisioneiras de si mesmas. Já há aquelas que se dão Carta de Alforria e seria melhor se tivesse continuado prisioneiras. Existem pessoas que são fugitivas e não duram muito tempo em liberdade, voltando a ser prisioneiras de si mais tardar. Também tem aquelas que dão pequenas escapadelas, mas não demoram muito tempo em liberdade, retornando gratuitamente para suas celas. Não posso esquecer das que se iludem dentro de suas prisões de que (...)

Não seja acomodado

01.12.11, Rodrih
  Essa cena é impressionante. Um cavalo amarrado à uma cadeira de plástico, quieto, sem iniciativa, sem vontade própria, inteiramente entregue ao condicionamento de sua mediocridade e aceitação. Fraco, sem noção nem visão clara da realidade, acomodado em sua zona de conforto. Há outra foto de um cavalo amarrado numa cadeira debaixo de chuva forte, a poucos metros uma (...)